E vem mais um Zenit Kazan x Sada/Cruzeiro por aí!



Uma reprise das duas últimas decisões do Campeonato Mundial de Clubes. Assim será a semifinal entre Sada/Cruzeiro e Zenit Kazan, no sábado, às 14h30 (de Brasília), na cidade de Cracóvia, na Polônia.

Os russos, derrotados pelos brasileiros nas duas recentes finais, avançaram em primeiro no Grupo B após vitória sobre o Skra Belchatow, estão invictos e sem perder sets após três rodadas. Já os derrotados poloneses terão pela frente na semi os italianos do Civitanova, outra equipe que só venceu até aqui.

Uma das finais entre Sada e Kazan, em Minas Gerais (FIVB Divulgação)

– Com certeza será uma semifinal muito forte, entre duas grandes equipes. Este Mundial é muito disputado e não há jogo fácil. Todos são complicados e temos que nos preparar muito bem para enfrentar o Zenit Kazan. Nas duas últimas partidas que fizemos, contra o time do Irã e o Zaksa, da Polônia, nossa equipe mostrou muita evolução em todos os fundamentos e fiquei muito feliz com esse crescimento. Agora é descansar um pouco, ir para Cracóvia e seguirmos com tudo para a reta final do Mundial – analisou o técnico Marcelo Mendez, citando a viagem de Opole para a sede das finais, já nesta sexta-feira.

O cubano Simon está confiante na evolução cruzeirense na competição. Ele admitiu a atuação abaixo da média na estreia contra o Civitanova, aponta os motivos e fala sobre as perspectivas para a etapa final:

– Nosso primeiro jogo foi ruim, chegamos no nível do Brasil e aqui é muito diferente. O jogo é muito mais rápido. Não estamos acostumados a jogar no frio da Europa e tivemos pouco tempo de adaptação. Acho que estávamos tensos por ser o primeiro jogo do Mundial, que esperamos por muito tempo. Mas depois dessa estreia, conseguimos nos soltar e agora estamos jogando muito bem. Isso é importante para o grupo. Agora garantimos nosso lugar na fase final em Cracóvia. É jogar da maneira que jogamos contra os poloneses e tentar fazer até um pouco melhor. Continuaremos brigando, viemos aqui para lutar por cada resultado e acho que estamos no caminho certo.

O Zenit Kazan mantém como espinha dorsal os mesmos craques superados pelo Sada/Cruzeiro nos últimos anos: Leon, Matt Anderson e Mikhaylov. Na vitória por 3 a 0 sobre o Belchatow, o cubano (em processo de naturalização polonesa) liderou os russos com 20 pontos, seguido pelo oposto russo com 11 e pelo ponta americano com dez.

 



MaisRecentes

Seleções disputarão amistosos pelo país antes dos Mundiais



Continue Lendo

O adeus do genial genioso Ricardinho



Continue Lendo

Fernanda Tomé é novidade em nova lista para o Mundial



Continue Lendo