Zebraça. Acho que sequei a Unilever



Uma das perguntas que fiz no blog esta semana era a seguinte: depois do turno perfeito, a Unilever pode ser campeã da Superliga de forma invicta?

Nesta quinta-feira, a resposta definitiva: não.

O time de Bernardinho foi surpreendido pelo Macaé. E que zebra! A derrota foi por 3 sets a 0 (25-21, 25-21 e 25-23). Espantoso, para dizer pouco. Gabi, de Macaé, com 14 pontos, foi a maior pontuadora do duelo.

Quem acompanha o blog sabe que o comentário não é para desmerecer o Macaé, elogiado aqui rodadas atrás, antes de enfrentar o Vôlei Futuro. Mas sim por ter acontecido em sets diretos, depois de a Unilever ter atropelado o Sollys/Osasco, seu maior adversário.

A declaração da levantadora Dani Lins deixa claro o quanto foi surpreendente o resultado:

– Foi um jogo que ninguém esperava. Jogamos mal e elas, muito bem. Estiveram bem na defesa e no ataque. Não tivemos alegria em quadra. Foi um dia em que nada funcionou – resumiu.

Funcionou sim, Dani, mas para o Macaé. Um resultado histórico.



MaisRecentes

Coluna: Uma semana estranha para o vôlei brasileiro



Continue Lendo

São Bernardo desiste do Paulista. Alerta ligado na Superliga



Continue Lendo

Brasil leva virada dos Estados Unidos em terceiro amistoso



Continue Lendo