Zé Roberto fala ao blog sobre 2015 da Seleção sem a Copa do Mundo



Zé Roberto orienta o time (Divulgação/FIVB)

Zé Roberto orienta o time (Divulgação/FIVB)

Falei com José Roberto Guimarães, no início da tarde desta quarta-feira, sobre a programação da Seleção Brasileira feminina em 2015, depois da oficialização da ausência verde-amarela na Copa do Mundo, que acontecerá no fim de agosto, no Japão.

O treinador havia acabado de sair da sede da CBV, no Rio, onde se reuniu com dirigentes para, entre outros assuntos, tratar deste planejamento. Abaixo uma transcrição do papo com o tricampeão olímpico sobre este assunto.

“A parte técnica (da Seleção) havia montado um planejamento contando com a participação na Copa do Mundo e outro com a ausência. Estava na expectativa sobre o que ia acontecer. Tecnicamente seria muito importante disputar a Copa do Mundo, é claro. Mas a Confederação Sul-Americana nos mandou um comunicado falando da ausência do Brasil, por já termos vaga na Olimpíada. Houve uma tentativa de mudar, a gente tentou…

Agora, estamos tentando fechar amistosos ou pequenos torneios para manter o time em atividade em um ano importante. Por enquanto temos a certeza de enfrentar a Holanda, aqui no Brasil e lá na Europa também. Mandamos convites e estamos esperando resposta de Rússia, China, Polônia, Itália e Turquia. Existe a possibilidade de enfrentar também o Japão, em comemoração aos 120 anos de imigração. Vamos tentar preencher esse período. Os locais dos jogos ainda são incertos. O pessoal da logística e do marketing vai discutir isso agora. Sobre jogar no Maracanãzinho (local da Olimpíada) seria bom, mas existe a questão do custo do aluguel. Vamos ver. O que é certo também é que trabalharemos com duas seleções em 2015, tentando dividí-las entre Grand Prix e Jogos Pan-Americanos. Ainda vamos definir algumas coisas, mas será uma oportunidade de ver um leque maior de atletas”.

Acho que isso responde a várias perguntas que tenho recebido no blog e no Twitter sobre o tema. Inicialmente, a programação da Seleção feminina em 2015 ficará assim:

Abril e maio – treinamentos
Junho – amistosos
Julho – Grand Prix e Pan-Americano
Setembro – Sul-Americano

Na próxima semana, Zé embarca para a Europa. Ele fará uma escala na Turquia para observar alguns jogos, incluindo alguns da oposto Sheilla, que defende o Vakifbank. Na sequência, irá para a Polônia, sede da fase final do Europeu.

Ainda sobre o tema Copa do Mundo, um esclarecimento que acho importante registrar aqui, após ter escrito bastante no post anterior sobre o tema. Se vocês repararem lá no início, Zé cita a Confederação Sul-Americana como responsável pelo “veto” ao Brasil. Em contato com a assessoria da FIVB, recebi a mesma informação. A CSV não achou justo usar uma de suas duas vagas na Copa com o Brasil, que, como todo mundo sabe, já tem lugar certo na Olimpíada de 2016. Assim sendo, optou por impedir o Brasil de participar, deixando outros dois filiados terem a chance de disputar a vaga olímpica via Copa. Minha resposta a tal explicação foi:  “Qualquer substituto do Brasil na Copa irá apenas participar, sem chance de terminar em primeiro ou segundo e ficar com a vaga”. Registro feito, continuo com a mesma opinião: o vôlei e a Copa do Mundo perdem muito com a ausência brasileira.



  • Caio

    CSV só repetiu o que a AVC fez anos atrás, nenhuma novidade.

    Agora, qual é o problema do Maracanãzinho, até a seleção tem dificuldade para pagar o aluguel de lá?

  • Aline

    NOSSA QUE BOMBA!!!
    Sabendo disso, agora que estou mais indignada ainda!!!
    Que absurdo!!! Que falta de respeito!!!
    Os EUA, por exemplo, NUNCA ACEITARAM E NEM ACEITARIAM FICAR DE FORA DE UMA COPA DO MUNDO!!!
    As Olimpíadas de 1996 foram em Atlanta não é mesmo?
    E Atlanta fica nos EUA não é?
    Vocês acham que os EUA ficariam de fora da COPA DO MUNDO de 1995?
    Claro que não!!! Em 1995 as equipes feminina e masculina estavam lá disputando NORMALMENTE a COPA DO MUNDO.
    O mesmo aconteceu com a equipe feminina da ESPANHA que disputou a COPA DO MUNDO de 1991 e as Olimpíadas dentro de casa em Barcelona 1992.
    OS EUA são EXTREMAMENTE COMPETITIVOS, não abrem mão nem de PAR-OU-ÍMPAR, assim como não abririam mão de disputar a COPA DO MUNDO de 1995 com as OLIMPÍADAS sendo em ATLANTA 1996.
    Agora o Brasil pode ficar no prejuízo não é??? Insensatez!!!
    Outra coisa, as Olimpíadas de 2020 serão no JAPÃO não é mesmo???
    Alguém acha, em sã consciência, que o JAPÃO aceitaria FICAR DE FORA da COPA DO MUNDO de 2019???
    Ainda mais todos sabendo o quanto os japoneses amam o voleibol???
    Impensável isso, não é mesmo???
    MAs com o Brasil tudo pode, infelizmente!!!
    Concordo com vc DNAILE, com o ZÉ ROBERTO, com o Murilo e a JAck, o Brasil perde muito fora da COPA DO MUNDO!!!
    Zé Roberto disse: Tecnicamente seria muito importante disputar a Copa do Mundo, é claro. Mas a Confederação Sul-Americana nos mandou um comunicado falando da ausência do Brasil, por já termos vaga na Olimpíada. Houve uma tentativa de mudar, a gente tentou…
    Que amistoso substitui a disputa de uma COPA DO MUNDO???
    Nada me tira da cabeça que tem o dedo do ARY DESGRAÇA nessa palhaçada, mesmo que seja por omissão forçada…

    • Caio

      As Olimpíadas de 2008 foram em Pequim não é mesmo?
      E Pequim fica na China não é?
      Vocês acham que a China ficaria de fora da COPA DO MUNDO de 2007?
      Claro que sim!!! Em 1999 as equipes feminina e masculina NÃO estavam lá disputando a COPA DO MUNDO.

      As Olimpíadas de 2000 foram em Sydney não é mesmo?
      E Sydney fica na Austrália não é?
      Vocês acham que a Austrália ficaria de fora da COPA DO MUNDO de 1999?
      Claro que sim!!! Em 1999 as equipes feminina e masculina NÃO estavam lá disputando a COPA DO MUNDO.

      • Paulo Gomes

        Caio, e desde quando alguém lembraria da Austrália participando de Copa do Mundo do Japão? Fala sério, a Austrália é nada no cenário mundial. Não participou de 1999 e não fez nenhuma diferença.

      • Renata Oliveira

        Caio, sobre Australia acho que na época eles não tinham um bom time para ter vaga em uma Copa do mundo, diferente do Brasil…. Da para ver que vc entende bem de volei, vc acha q a Copa do Mundo é só para a vaga nas Olimpíadas? As vagas são conseguencia de um torneio q na minha opinião é um dos melhores, extremamente competitivo, que exige bom físico do atleta e psicológico tb pois os jogos são diários. Daria para testar jogadores, por o time para jogar. A perda é grande tanto para o Brasil como para torcida do volei… Se as olimpíadas fosse na Russia e não tivesse o time da russia participando iria xingar da mesma forma, quem perde é o tornei…

      • “Doidinha por vôlei”

        E desde quando a Austrália disputou uma Copa do Mundo? Jamais disputou umazinha sequer, nem nem no feminino e nem no masculino, nem em 1999, nem nenhuma outra anterior, meu caro Caio. Por favor não coloque informações erradas para as pessoas deste conceituado blog. Antes que outras “bobageiradas” sejam escritas: a Inglaterra (Reino Unido) igualmente a Austrália, também não disputou Copa do Mundo em 2011 e tão pouco participou de qualquer outra edição, por motivos óbvios.

        • Caio

          E a China, que na época era a atual campeão olímpica, alguém sentiu falta quando ficou de fora?

          • Renata Oliveira

            Principalmente elas devem ter sentido muito… Perderam para o Brasil nas Olimpíadas… Qualquer torneio antes de um evento com as Olimpíadas faz falta para time

    • Pedro

      Só duas observações: 1.a equipe feminina da China não disputou a Copa do Mundo de 2007, embora tenha ficado em segundo no campeonato asiático e o Japão em primeiro. Desta forma as vagas para a Copa do Mundo ficaram com Tailândia e Coréia do Sul ( 3º e 4º colocados) porque a China seria a anfitriã das Olimpíadas. 2. É verdade que os EUA participaram do torneio de 1995, mas pesquisando há a informação que a partir de 1999 somente times ainda não qualificados para as Olimpíadas (ou seja o anfitrião dos jogos não disputa vaga mesmo) poderiam participar do torneio. Isso procede?
      Sendo assim, fico com a pulga atrás da orelha mais uma vez com a FIVB. Se essa informação que somente times não qualificados para os jogos olímpicos podem participar da Copa do Mundo (e a ausência da China em 2007 fecha com esta informação) é verdadeira por que a FIVB (e por tabela o próprio JRG) joga a bomba para CSV? A Copa do Mundo é nada mais nada menos um torneio para disputa de três vagas para os jogos olímpicos e ainda que possa parecer perseguição faz sentido o Brasil estar impedido de participar do mesmo, impedimento este decretado pela FIVB e não um capricho da CSV.

  • Edson Silva

    Eu acho que neste ano o ZRG deveria dar mais chanches para jogadoras novas que estão se destacando na Superliga como a Bia, Rosamaria,etc e dar um descanso as tirulares

  • Aline

    Com essa rasteira que deram no Brasil, os representantes da América do Sul devem ser:
    Masculino: Argentina e Colômbia.
    Feminino: Peru e Argentina.
    O prejuízo do feminino:
    1. Peru e Argentina, ATUALMENTE, não tem NENHUMA CHANCE contra as equipes da SÉRVIA, RÚSSIA, JAPÃO, CHINA, EUA e KOREA. Tiraram a vaga do Brasil e vão só fazer figuração.
    2. O Brasil nunca conquistou a COPA DO MUNDO feminina e vai passar mais 4 anos sem esse título.
    3. Após a COPA DO MUNDO, o Brasil vai cair no ranking, pois estará com PONTUAÇÃO ZERO por não ter participado do torneio.
    4. Nenhum amistoso substitui uma COMPETIÇÃO PRA VALER antes da olimpíada.

    O prejuízo no masculino:
    1. Impediram o Bernardinho de ser TRICAMPEÃO DA COPA DO MUNDO!!!
    2. No masculino, com o Bernardinho, o Brasil vem anos seguidos liderando o RANKING MUNDIAL, com ZERO PONTOS na COPA DO MUNDO, ADEUS LIDERANÇA!!!
    3. A nova e talentosa geração Argentina com o gênio JULIO VELASCO no comando, tem grande chance de podium, mas Colômbia não tem nenhuma, não seria melhor BRasil e ARgentina então na COPA DO MUNDO???

    • Pra que tá servindo o Ranking para o Brasil? Status? Status não ganha título! mais do que coerente o Brasil ficar de fora dessa competição.

      Que o Brasil se organize de outra maneira.

      Desde a Austrália que vem sendo feito deste modo. Se a Austrália é expressiva ou não? que importa? Se Perú e Argentina vao ser campeãs? que importa? se fosse assim, não teria competição, Poderia chamar só Brasil, Rússia, China e EUA e decidir quem vai ser o campeão Olímpico. Povo que chora demais… eu hein.

      • LEO

        Concordo, Gomes! Ow povo chato!

    • marcian

      Mais 4 anos sem esse título ou até mais, porque com a não renovação que está acontecendo, só Deus sabe o que as futuras seleções de vôlei vão conseguir ganhar.

  • Kaue G.

    Nessa programação também dá pra incluir o Montreux. Melhor maneira de poder testar umas meninas novas. Macris, Bia, Ellen, até Naiane (Minas). Vai dar pra mesclar bastante.

    • Bernardo

      Parem de colocar essa Ellen na seleção, ela é muito ruim. A Naiane sim é uma boa jogadora que pode ser testada.

  • Aline

    O formato de sets por tempo será testado pela FIVB em torneios regionais. Este formato que regula a duração máxima de 90 minutos de um jogo de caixa jogo.

    Um set terminaria depois de 18 minutos, conforme comentou Cristobal Marte, na reunião da Comissão de Estatística e Jogo da NORCECA.

    O controle do tempo dos sets faz, por conseguinte, que as transmissões de vôlei se tornem mais atrativas aos canais de TV. Resta torcer para que dê certo, pois gostaria que o vôlei tivesse mais exposição na TV.

    • Marta

      Torneios regionais? Que fique bem longe da Superliga.

    • Eu que não queria um jogo assim, pode prejudicar muito o vôlei, causar retardamento, uma equipe abre vantagem, e pronto. Eu daria os três toques da minha equipe, uns balões lá para o alto.

      O voleibol é assim, que coisa, o pessoal que gosta, gosta dele assim, pq o vôlei tem que ser tao miserável perante as emissoras de TV.

      O Tennis por acaso fica procurando se adequar?

    • JR

      Absurdo! Que passe bem longe daqui mesmo, tomara que NÃO dê certo!

      Mania de sempre o volei se adequar, já é o esporte que mais se ajustou nos últimos 30 anos para ajudar a TV. Meu medo é que o volei perca sua essência desse jeito.

    • marcian

      Quando é que vão parar com essas idiotices de regras pra “tornar mais atrativo para tv”, se não passa na tv, além de um ou dois jogos? É muita ingenuidade achar que delimitar tempo irá fazer com haja jogos em dias de semana, ou em horário nobre passando na tv. Por favor, nos poupe.

      Houve umas temporadas em que o canal de tv fechada sportv passava muito mais jogos do que agora.

    • “Doidinha por vôlei”

      Ah! não! De novo o Ary Desgraça com suas invenciones catastróficas não, por favor não!
      Há que se ter memória e isto de sets jogados por tempo (relógio), já foi feito, quando a FIVB era presidida pelo mexicano Ruben Acosta e este pediu (mandou e o Ary obedeceu) e por isto o Ary Desgraça já presidente da CBV, “ESTRAGOU” a Superliga de 1998/99, a 1ª que ele “BAGUNÇOU”, o TESTE FOI UMA DESGRAÇA (com trocadilho e tudo), NÃO DEU CERTO, e tanto é verdade que o vôlei continua sendo jogado por pontos e não por tempo (será que este Sr. Cristobal Marte, lembra-se do Teste em 1998? Ele deveria ter consultado os resultados nos arquivos da FIVB. Aliás, quem é este tal de Cristobal Marte, cara Aline? Algum MARCIANO? rsrsrsrsrsrsrs), assim como ele acabou de fazer novamente “ACABANDO” com a Superliga 2013/2014 mais recentemente, IMPONDO A CBV, os tais RIDÍCULOS sets com 21 pontos, uma porcaria para o jogo, ESTRAGANDO A MAIOR COMPETIÇÃO DO VÔLEI BRASILEIRO. Ele gosta de falar da roda, mas ele além de megalomaníaco, é incoerente. Será que ele quer inventar a roda? Digam para ele que ela já foi inventada e não foi por ele com toda a certeza, porque se fosse seria uma DESGRAÇA, não rodaria nunca. Chama o Chacrinha, “nada se cria tudo se copia”. Inventa uma coisinha nova, diferente Ary, deixa quieto o que está correto, CRIA ALGO NOVO, pois do contrário vais acabar com o vôlei cara. Deixa o voleibol em paz, vai faz este favorzinho pra nós sô! A prova mais antiga do uso da RODA, data de cerca de 3500 a.C., e vem de um esboço em uma placa de argila encontrada na região da antiga Suméria, na Mesopotâmia (atual Iraque), mas é certo que sua utilização venha de períodos muito mais remotos. O novo apelido do Ary Desgraça, tem de ser professor Pardal. Inventa tudo, mas nada dá certo. Aliás, já está retrocedendo com o voleibol – nova alteração nas Regras Oficiais – o toque do jogador na rede VOLTA a ser FALTA, em toda ela, menos na sua parte externa às antenas, o que piora ainda mais o jogo, nos desiquilíbrios acidentais dos jogadores, levantamentos etc. Existe uma cronologia na evolução das Regras do Voleibol, que até 2012, foi sempre EVOLUTIVA e agora se RETROCEDE com relação ao jogador tocar à rede, mais um absurdo deste nefasto Ary Desgraça, que em nada contribui para a evolução do voleibol. Até porque de vôlei ele não entende nada, foi um jogadorzinho fraco. Talvez entenda de finanças, mesmo assim tenho minhas dúvidas? O Ary Desgraça vai entrar para a história como o pior presidente da CBV, da CSV e da FIVB.

      • “Doidinha por vôlei”

        Daniel, este meu comentário acima deve ser postado abaixo do comentário da Aline postado em 11 de março de 2015 às 17:58.
        A postagem deve ser entre o post da Aline e o da Marta.

        Obrigada, “Doidinha por vôlei”.

        • Daniel Bortoletto

          impossível fazer isso

  • “Doidinha por vôlei”

    Enquanto o vôlei tiver Wild card ( Wild card é o cacete como bem diz o Ancelmo Gois), ou seja “convitinhos”, “arrumações”, “politicazinhas rasteiras”, Tabelas ridiculamente manuseadas, favorecimentos aos donos da casa, campeonatos com derrota de 3×2 o vencedor ganhar somente 2 pontos e o perdedor ganhar 1 ponto (pode acontecer de um time invicto perder um campeonato para um com uma derrota), campeonatos inchados, inflados com número excessivo de equipes como a Liga Mundial (equipe que termina INVICTA é obrigada a viajar mudando de Sede e as que têm derrotas ficam na mesma Sede – Polônia 2014) e o Grand Prix também inchado, este pobre voleibol mundial continuará sendo um fracasso de público como vimos nos últimos mundiais inclusive, e não venham me falar de um jogo apenas, o da abertura na Polônia (festa num campo de futebol, por equidade deveriam fazer todos os outros jogos neste campo de futebol), por que os outros jogos quando a Polônia não jogava, os ginásios ficavam vazios, inclusive Brasil x Rússia ou não foi VERDADE? E o mesmo aconteceu na Itália, quando a Itália não jogava, os ginásios eram completamente vazios, MENTIRA OU VERDADE?
    Está mais do que na hora de aprenderem com o Futebol, que não tem esta besteira de wildcards (convites), e o ranking é verdadeiro e serve realmente para qualificar e colocar as equipes nas competições, no vôlei para que serve o ranking? Para NADA, é pura FANTASIA, aliás serve sim de vez em quando para “empulhar” alguém que esteja fora dos “esquemas” de quem manda. Vejam por exemplo a Africa do Sul, anfitriã, foi eliminada na 1ª fase do Campeonato Mundial de Futebol em 2010. Os Mundiais, as classificações para a Copa do Mundo do Futebol, classificam por jogos dentro do campo, se tiver de ficar fora a Argentina, a França, a Espanha, o Brasil, a Alemanha, vão ficar sim. Das 20 edições da Copa do Mundo de Futebol a Espanha, França e Inglaterra, só participaram de 14 e a Argentina de 16 e o Uruguai de 12. Enquanto a política da FIVB for de interferência direta na FORMULAÇÃO E FORMATAÇÃO DOS CAMPEONATOS, o vôlei vai ser o que é, um esporte PURA E TÃO SOMENTE DE JOGOS OLÍMPICOS. Porque os Mundiais, as Copas do Mundo, as Ligas Mundiais, os Grand Prix, não são sérios, são competições “arranjadas” de acordo com o freguês e o momento. No futebol é simples, somente tem participação garantida na COPA DO MUNDO, o último campeão e o país sede, pronto, limpo, bonito e sem “mutretas”. Por isto o futebol é e continuará sendo o nº 1. E o vôlei…………..esporte de Olimpíada.

  • ícaro

    Vergonha da CSV, palhaçada com a seleção!

  • Fernando

    Que nojo dessa politicagem!
    estão ferrando com o volei nacional e diminuindo, além de nivelar por baixo o nível do volei mundial com a exclusão do Brasil.

  • SPORTS IN THE WORLD

    O Zé Roberto como sempre, falou,falou e mais uma vez ficou em cima do muro. Grande técnico mas nada comprometido. Lembra o Múcio do Jô Soares, lembram-se dele? Pois é o ZRG é igualzinho. De quem ele teria medo hein!

  • Neide

    Quem seria a Australia no volei?
    Da p/comparar Australia com Brasil no volei?
    A pergunta que nao quer calar: O Japao sede da Olimpiada de 2020 estaria fora da Copa do Mundo de 2019? Claro que nao!

    • klaus

      Vc foi no ponto Neide.Será que o Japão vai ficar fora de uma competição sediada no próprio país?Claro que não.Ou será que finalmente a Copa do Mundo sairá do Japão?Ary Graça fazendo de tudo pra derrubar o Brasil

  • Renato

    O Brasil e a competição da Copa do mundo perdem bastante com essas ausências, pois seria importante tecnicamente para o Brasil jogar a competição mais importante antes das olimpíadas e o torneio perde em competitividade.
    A CSV fez uma grande sacanagem ao boicotar a participação brasileira na copa do mundo, pois as outras seleções femininas e masculinas sulamericanas somente vão passar vergonha, porque não tem a menor chance de classificação.
    Agora espero que consigam montar esse torneio para substituir a Copa do mundo e com isso testar novas jogadoras e desenvolver a parte técnica da equipe.

  • Paulo Gomes

    Zé Roberto não quer levar o time à Copa do Mundo do Japão porque ele nunca ganhou esse campeonato, assim como ocorre com o Campeonato Mundial. Ele pode ser tricampeão olímpico e tudo mais, mas ainda falta ganhar títulos no volei feminino. Resumindo, tem medo de colocar mais uma derrota em seu currículo de derrotas que também já encontra-se vasto.

    Campeonato mundial de 2006 – perdeu o ouro
    Campeonato mundial de 2010 – perdeu o ouro
    Campeonato mundial de 2014 – perdeu o ouro
    Copa do mundo do Japão de 2003 – perdeu o ouro
    Copa do mundo do Japão de 2007 – perdeu o ouro
    Copa do mundo do Japão de 2011 – 5° lugar
    Jogos Panamericanos – Brasil 2007 – perdeu o ouro

    Sem contar que ele era o técnico do 24×19 contra (Russia) em 2004 em Atenas, lembram? E o Brasil ficou em 4 lugar.

  • Rey

    Vamos ficar de olha na Argentina com sua talentosa geração sob o comando de Julio Velasco, Quiroga e Poglajen ” Polaco ” fizeram uma boa superliga e Facundo Conte ( voando, atacando diagonal antes da linha dos tês a “la Chupita “) e Nicolas Uriate ( vai colocar De Cecco no banco) indo muito bem na Polônia. O Sulamericano desse ano promete. Espero que a hegemonia brasileira não seja quebrada.

  • Sugiro ao blog fazer um post sobre a contratação da Elisângela pelo Osasco. Torcedores especulam que é provisória. A fanpage do clube não explica. Se for pela temporada inteira, Ivna será testada como ponteira?

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo