Zé Roberto é eleito o melhor técnico dos esportes coletivos do país



Pela quarta vez na carreira, José Roberto Guimarães foi eleito o melhor treinador do país nos esportes coletivos no Prêmio Brasil Olímpico.

O anúncio da premiação oferecida pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), referente ao ano de 2017, aconteceu nesta sexta-feira. O evento para entrega dos troféus para os destaques do esporte no país acontecerá no dia 28 de março, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.

– Esse prêmio representa o que a gente busca ano a ano, que é a superação. Foi muito gratificante encontrar um grupo jovem, mas que passou uma energia muito positiva e um espírito de luta que me deixaram muito satisfeito. Eu só tenho a agradecer a todos da minha comissão técnica por estarem me ajudando constantemente em todos os sentidos. No sentimento, nas atitudes, na determinação, na força e no fato de não desistirmos nunca. E às jogadoras pela energia que uma passa para outra e a vontade de estarem juntas lutando por uma causa. O que me marcou mais nesse novo grupo é que elas não eram o melhor time do mundo, mas com a força do grupo conseguimos fazer ótimos resultados no início do ciclo olímpico e a esperança que isso continue até Tóquio 2020 – comentou José Roberto Guimarães, premiado também em 2008, 2012 e 2013.

Zé Roberto terá como grande desafio em 2018 o Mundial do Japão (Divulgação)

No ano passado, Zé iniciou a renovação após a eliminação nas quartas de final da Rio-2016. Entre atletas aposentadas, lesionados ou com pedido de dispensa, ele contou com apenas duas remanescentes dos Jogos Olímpicos. Chance para várias atletas que já faziam parte de convocações, mas sem tantas oportunidades em quadra.

Além do 12º título do Grand Prix, em 2017 a equipe comandada por José Roberto conquistou os títulos do Torneio de Montreux e do Campeonato Sul-Americano, além do vice-campeonato da Copa dos Campeões.

– A equipe foi criando corpo ao longo do ano, acreditando, entendendo e aprendendo. Hoje, sabemos que se mantivermos o mesmo foco e dedicação, podemos continuar tendo ótimos resultados – disse ele, que neste fim de semana tenta manter vivo o Hinode/Barueri na Superliga Cimed Feminina, no confronto contra o Vôlei Nestlé.

OUTROS PREMIADOS

Já nas modalidades individuais o Prêmio Brasil Olímpico traz uma inovação: pela primeira vez dois técnicos serão homenageados de uma só vez pelo mesmo trabalho. São eles Mario Tsutsui, da Confederação Brasileira de Judô, e Antonio Carlos Pereira, o Kiko, da Sociedade de Ginástica Porto Alegre (Sogipa), em reconhecimento ao trabalho feito com a bicampeã mundial Mayra Aguiar.



MaisRecentes

Coluna: Brasil superou expectativas na VNL até aqui



Continue Lendo

Coluna: O trio mais poderoso do mundo



Continue Lendo

Coluna: Gabi assume protagonismo na Seleção



Continue Lendo