Zé mescla as duas Seleções para quadrangular



Um novo Brasil em Brasília.

Depois do título da Copa Pan-Americana e o vice da Copa Yeltsin, a Seleção feminina juntou as duas equipes para disputar a Copa Internacional, torneio amistoso que serve de preparação para o Grand Prix e que terá a participação de Itália, Japão e Peru. Os jogos serão realizados entre os dias 14 e 16 de julho, no ginásio Nilson Nelson. As entradas para os jogos serão gratuitas.

José Roberto Guimarães contará com as levantadoras Dani Lins, Fabíola e Ana Tiemi; as opostos Sheilla, Jú Nogueira e Tandara; as centrais Adenízia, Fabiana e Thaisa; as ponteiras Mari, Sassá, Natália e Paula Pequeno e a líbero Fabi.

A central Juciely e a ponteira Fernanda Garay foram liberadas para disputar os Jogos Mundiais Militares no Rio de Janeiro.

– Vai ser bom poder jogar esse quadrangular contra equipes de tradição do voleibol mundial. Jogar dentro de casa é sempre positivo. Optamos por disputar um grande número de partidas como forma de preparação para os Jogos Olímpicos de 2012. Queremos dar ritmo de jogo para todo o grupo – explica o treinador.

– A Juciely e a Fernanda vão disputar o Mundial Militar e retornarão ao grupo para seguir a preparação para o Grand Prix após o evento. Esse ano trabalhamos com duas seleções e isso foi muito positivo. O grupo não está fechado e a briga por posições na equipe continua. Estamos preparando o grupo para Londres – afirma o técnico.



  • Mauricio

    Será esse o provável time que irá ao Grand Prix? Será que o ZRG já começou a montar a equipe principal na cabeça? Muito bom! Uma equipe que já começa a tempora campeã duas vezes. E é muito bom ver a Ana Tiemi voltar à seleção “principal” e ter mais uma chance. Só ela e a Jú Nogueira não foram titulares em seus respectivos clubes na temporada anterior da Superliga.Tomara que ela retome seu posto na equipe.

  • PAULO H S FARIAS

    Parabanes ao Zé Roberto pela renovada seleção.Não na totalidade, nem pode,tem que ser aos poucos. Acertou em cheio em convocar a Tandara. Tem muita força e talento. Acho que faltou só a Ju Costa, mas beleza. Força Brasil

  • Vitor

    Será que o Zé perdeu a paciência com a Joycinha?

  • Tereza

    Faltou Priscila e a central Natália

  • ricardo

    e o restante foram dispensadas ou continuam em treinamento em saquarema

  • Rafael

    Tandara!!! Que reviravolta na carreira desta talentosa jogadora, não? Há 3 anos era reserva no Osasco. Saiu para jogar no Brusque, onde já se destacou nas estatísticas. Surpreendeu a todos ao ir para o Vôlei Futuro como ponteira e surpreendeu ainda mais ao ser o desafogo da equipe no ataque, que contava com Fabiana, Joycinha e Paula Pequeno. Hoje integra pela primeira vez o selecionado principal

    E Ana Tiemi de novo ao selecionado principal. Ótima notícia!!! Ela conta com a simpatia do ZRG, que já declarou que ela tem inteligência acima da média! Espero que tenha espaço pra brigar com as outras levantadoras. Garra e determinação ela mostrou que tem na Yeltsin Cup! Passou segurança, não amarelou, lutou até o fim pela vitória e arriscou jogadas que não vejo Fabíola ou Dani tentar. Isso é bom para o Brasil pois aumenta a concorrência entre as levantadoras… Se Dani e Fabíola pensavam que estavam asseguradas, Ana tá vendendo caro o passaporte para Londres 2012.

    Esta convocação significa que Joycinha perdeu “pontos” na seleção??? Sinceramente, achei que ela não rendeu o suficiente. Foi substituída por Tandara na semi-final, que acabou como maior pontuadora, e sumiu em momentos decisivos da final. Ju Nogueira, sendo novamente testada. 😀

    Só faltou Priscila Daroit no lugar da Paula Pequeno, que sobrevive do crédito que ainda tem com a seleção!

    • Mauricio

      Pois, é. Acho que o ZRG quer ver até onde a Paula consegue se recuperar. Talvez ele ache que ela precise de mais tempo. Enquanto tiver jogadoras para segurar a equipe, nessa fase, ele a mantêm. Tomara que ela volte ao que era antes. O seu saque é um indício de como ela está, física e mentalmente.

      Quanto à Joycinha, eu também tenho minhas dúvidas, mesmo porque o ZRG tem a Natália como segunda opção. Talvez ele queira uma outra jogadora mais múltipla, como a Tandara. A Sassa é por segurança mesmo.

      E revendo a Copa Yeltsin dá para ver que a Ana Tiemi voltou à lista de selecionáveis. E acho que se ela for bem nessa Copa Internacional, ele vai levá-la ao Grand Prix para fazer outros testes. O problema foi que a japa ficou a Superliga inteira no banco…Mas a a mensagem disso tudo é que ele ainda não tem 100% de confiança na Dani Lins e na Fabíola.

      O ZRG tem atitude de vencedor.

      • Rodrigo

        Esse tempo de recuperação da Paula parece ser eterno… jah se vai quase 1 ano!

        • Mauricio

          Pode ser eterno, meu caro, mas perceba que tudo o que o ZRG e a comissão técnica faz hoje, cada passo tomado, é pensando em Londres 2012.

          Volto a repetir: ZRG levou a seleção A (ok, incompleta, sem as principais ponteiras) para garantir a vaga no Grand Prix 2012, principal evento preparatório deste ciclo olímpico de quatro anos que termina em Londres 2012. Vaga esta que o Brasil não teria direito este ano de 2011, já que não a conquistou na Copa Panamericana (foi com equipe juvenil) e se beneficiou do aumento no número de equipes participante (16).

          Acho que enquanto ele puder manter, testar, dar ritmo de jogo à Paulo Pequeno, ele vai sim. Além do que, esta competição em Brasília não significa nada, apenas alguns testes de jogadoras.

          • Jones

            Pessoal, achei a maior sacanagem não ter escalado o time B nesse torneio. O time do Peru morreu na década de 80. Aquilo foi um oba-oba e só. Além disso, não ter escalado a Priscila Daroit foi a segunda sacanagem. Na última Superliga ela foi nada mais nada menos que a segunda maior pontuadora. E olha que ela é ponteira e não oposta, sem falar o que ela fez lá na Rússia. Respeito a Paula e a Sassá, mas infelizmente não dão mais.

    • Raffael

      Rafa, na verdade acho que a Paula perde seu espaço na seleção pra Sassá. Eu achava, no inicio desse ciclo olimpico, que Londres teria Mari, Natalia, Jaque e PP4, mas acho que a PP4 perde vaga pra Sassá. Preiscila fica pro Rio 2016.

      • Phelippe

        A futuro da PP4 na seleção ainda é uma grande incógnita para mim. Ela já não é decisiva no ataque como a Mari e a Natália e não faz um fundo de quadra tão bom quanto Jaqueline ou Sassá. Ainda tem uma boa marcação de bloqueio, mas tem o pior saque dentre todas as selecionáveis. A grande questão é se voltará a jogar no mesmo nível de antes e até quando o seu trabalho na seleção (até a ultima Olimpíada) pesará na escolha de ZRG.

  • Afonso (RJ)

    Aí, galera alguém sabe se:
    1 – Haverá alguma transmissão para esses jogos?
    2 – Alguma prévia da presença das atletas titulares das demais seleções?

    E aí, Daniel:
    Algum comentário sobre o caso “Rodrigão” de agenciamento de atletas?

    • Daniel Bortoletto

      1 – Sport (primeiros dias) e Globo (sábado)
      2 – Não tenho essas informações

      É tudo muito nebuloso, Afonso. São tantos interesses em jogo que a CBV deveria assumir as rédeas do negócio, reunir/analisar provas e tomar uma providência.

  • Luciano

    Cadê a Priscila, será que não foi suficiente o que ela fez na Yeltsin Cup, pegava o lugar da Paula na boa, mais o que o passado ainda faz né…. Já achei a Paula a melhor mais hj não é mais.. Giba dá a receita pra ela do que vc fez…rsrs

  • rpralon

    gosto da ana tieme mas ela precisa melhorar ,parece sempre morta dentro de quadra ela tem que mudar ‘”mais” sua atitude ser mais vibrante ser mais ativa ,quando o ataque fica no bloqueio ela vira as costas e sai andando que nem uma morta (desanimada)quando ela salta no bloqueio e a bola passa e cai ela vira as costas e sai que nem uma morta (atitude negativa) quando tem o tempo tecnico mesma coisa parece morta ! se ela mudar sua atitude garanto que ela tera um salto de qualidade imediato mas nao pode ser durante um set ou quando o time ta ganhando tem que ser o jogo inteiro,nao importa se o time ta ganhando ou perdendo no feminino o seu estado mental a forma como vc reage as suas emocoes e muito importante!

    • Afonso (RJ)

      Eu concordo com grande parte do seu comentário. Nada como uma jogadora vibrante, que a gente percebe que está 100% ligada no jogo e confiante. Só queria fazer um reparo: tem também o lado da personalidade. Se vibração constante fosse pré requisito para ser convocada, a Mari estaria sempre de fora…

      • Rafael

        Tieme estava super aguerrida e vibrante em sua ultima apresentação pela seleção. Vejam vídeos da Yeltsin Cup. E concordo com Afonso, se vibração fosse pré-requisito, Mari nao estaria na seleção…

  • Alan

    De fato só a Paula Pequeno que ainda deixa uma indignação… Tandara se for trabalha e testada pode render muito mais que a Joyce…

    e a Jaqueline? qdo volta?

  • Jailson

    Já que ataque é um pbm tira a Sassá e coloca a Daroit.

  • Rodrigo

    Não concordo com a convocação da Adenizia, mais rodada na seleção, porém Natália Martins apesar de nova mostrou mais bola na Yeltsin… Adenizia some em momentos decisivos…
    E Priscila Daroit não está convocada também é brincadeira!

    • Léo

      Concordo com vc Rodrigo, mas nem a ADENÍZIA e nem a NATI foram titulares absolutas não.Quem segurou o meio de rede no campeonato foi a NATASHA.

  • Márcio Macapa

    Também acho que faltou a Priscila. Ela estava muito bem na Yeltisin Cup.

  • Eu

    Faltou
    Natasha e Priscila. As duas estão merecendo, mas futuramente teram chance.

    • Léo

      É verdade, não era muito fã da NATASHA não ,mas desde a última superliga e agora com esse campeonato me tornei admirador do voleibol dessa jogadora.Ela provou que só não jogou melhor nas edições passadas por causa da levantadora (que cá entre nós era péssima).

  • Raffael

    Ainda temos muitas competições esse ano, e esse lance de querer a Priscila logo na seleção principal é muito preciptado. Ela foi bem na Yeltsin, mas tem que dar um tempo pra garota, nao é assim. O ZRG esta no ramo há mais de 20 anos, tem 2 conquistas olimpicas, fora Grand Prix e tal…com certeza ele viu o que a Priscila fez, e sabe até onde a Paula vai render, até onde a Tiemi pode ir, no que a Sassá é util…Por isso nossa seleção é vencedora, por que tem gente por traz que sabe cada momento de cada atleta.

  • Emanuella

    graças a Deus a Tandara foi para o Sollys jogar de oposto, mil vezes melhor que joycinha, mas talentosa, guerreira e confiavel, tem é que agradecer a Natalia que foi para o Unilver para ser titular da seleção em Londres e treinar o passe, acho que tudo esta se encaminhando para o melhor. Sempre achei a Joycinha o Lendro Vissoto feminino, grandona, com muito potencial, mas é muito mosca morta.

    Assim como na seleção masculina as levantadoras são instáveis, vamos ver qual das três se sairá melhor, e lembrem que ainda temos o Pan, que tanto a masculina quanto a feminina irá jogar com o time B, vamos ver.

  • Paulo

    Ela devia ter chamado a Daroit. Na atual situação Paula não tem serventia alguma. Não passa e não ataca. Melhor a Sassá, que tem um passe, hoje, razoável. De certo as pontas da seleção deveriam ser Natália e Mari titulares e Sassá, Garay e Daroit de opção. Jaqueline e paula já ultrapassaram o limite da paciência.

    E ainda somos obrigados a ler pessoas que não devem assistir um jogo a dois anos dizerem que Paula está em uma “fase” ruim e Jaqueline merece vaga pelos “servições prestados”. Paula não joga bem desde 2008 e Jaqueline mostra comprometimento zero com a seleção. Quer ser Amélia? Seja! Mas deixe a seleção para quem quer.

    • Phelippe

      Incrível como Paulo e companhia reagiram à gravidez da Jaqueline. Lembro-me de ter lido poucos comentários de apoio à sua gravidez, a maioria se concentrou em questionar a interrupção do seu ciclo olímpico. Acima de ser uma atleta, ela é uma pessoa; não vive e nem deveria viver pela seleção. Foi um grande infortúnio o que aconteceu mas ela está firme e continua forte na disputa por uma das vagas.

      ‘ Jaqueline e paula já ultrapassaram o limite da paciência.
      E ainda somos obrigados a ler pessoas que não devem assistir um jogo a dois anos dizerem que Paula está em uma “fase” ruim e Jaqueline merece vaga pelos “servições prestados”. ‘

      Curioso o seu comentário. Caso você não se lembre, Jaqueline foi essencial para a conquista da temporada 2009/2010 pelo Sollys.

      • Jones

        Phelippe, respeito a sua opinião, mas o Paulo tem razão. E você fez referência a Jaqueline de 2009/2010. Meu caro, isso já tem um ano e meio, e seleção é momento. E no momento a realidade é essa, a Jaqueine preferiu tomar um outro rumo e ponto. Priscila Daroit já.

        • Paulo

          Jaqueline e qualquer mulher do mundo tem direito de ter quantos filhos quiser, exceto em alguns países que, acertadamente, limitam o número de filhos. Só acho que uma atleta que engravida no ano anterior a um ano olímpico não está comprometida com a seleção. Suponhamos que Zé Roberto contasse com Jaqueline para ser titular e ela nos deixa na “mão” por que engravidou? Seria correto? Um atleta tem obrigação de se cuidar, inclusive sexualmente, e priorizar sua profissão. Atleta tem toda a vida pós-esporte para as realizações pessoais.

          Reitero: paula não joga bem desde 2008 e Jaqueline é nula na seleção. Se ela foi melhor jogadora do Sollys é outra história. Regiane todo ano joga muito nas finais pelo Unilever, nem por isso eu acho que ela tem que ir para seleção.

          A realidade da seleção hoje é Natália e Mari nas pontas, Sassá para arrumar a casa nas horas difíceis, Garay como força do banco e Paula e as outras disputando a última vaga.

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo