Volta de Fernanda, repercussão, Seleção…



O assunto do dia, talvez da semana, é a volta de Fernanda Venturini às quadras. Já vi pessoas com os mais diferentes pontos de vista nestas poucas horas após anúncio oficial. Nas páginas do LANCE!, nesta quarta-feira, fiz um pequeno texto com minha opinião, que você lê abaixo. Um pouco mais abaixo, neste post, um trecho exclusivo para o blog, já que muita gente tocou neste assunto durante o dia.

As dúvidas sobre Fernanda

A volta de Fernanda Venturini ao vôlei é uma incógnita. Três temporadas não são pouca coisa para qualquer atleta profissional, apesar do seu comprovado talento. É difícil saber em qual estágio físico/técnico a levantadora se encontra. Bernardinho, técnico e marido, deve ter indicativos positivos para apostar na contratação. Mas a minha grande curiosidade será saber como será o convívio de Fernanda com algumas companheiras. Após a conquista do ouro olímpico em Pequim, Mari e Fabi, entre outras, fizeram um sinal de “cala boca” para algumas câmeras de TV. Oficialmente ela foi endereçada para os críticos pós-Atenas. Nos bastidores, o nome de Fernanda aparecia com um dos destinatários, por ter “crucificado” Mari pela derrota para a Rússia. O tempo passou. As rusgas também?

Agora, um adendo para o blog, já que muita gente também tocou no assunto Seleção após a confirmação da volta de Fernanda à Unilever.

A chance de um retorno de Fernanda à Seleção, na gestão de José Roberto Guimarães, é zero. O relacionamento entre os dois azedou depois da Olimpíada de Atenas, ficou ainda mais estremecido anos depois, no auge da guerra fria entre ele e Bernardinho, quando a jogadora disse que após a aposentadoria iria contar, em entrevista coletiva, quem era o verdadeiro Zé. Antes da Olimpíada de Pequim, Fernanda tentou um retorno, como se nada tivesse acontecido. Fez um legítimo lobby, se reuniu com Zé Roberto e integrantes da CBV, explicou-se sobre o “caso dos DVD´s em Atenas” e suas polêmicas declarações, mas ficou fora da Olimpíada. Na minha opinião, com justiça, por não ter participado em nenhum momento daquele ciclo olímpico. Pelo mesmo motivo, ficará de fora de Londres-2012.



MaisRecentes

Sesi joga melhor, bate Sada/Cruzeiro e fatura Supercopa



Continue Lendo

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo