Volero Zurich elimina o Vôlei Nestlé



O sonho do segundo título mundial do Vôlei Nestlé ficou para a próxima edição. Nesta madrugada, em Kobe, no Japão, o time de Osasco perdeu para o Volero Zurich por 3 a 0, parciais de 27-25, 25-22 e, 25-18, ficando sem chances de classificação para as semifinais do Mundial de Clubes.

Com o placar, o clube de Osasco termina na terceira colocação do Grupo B, com três pontos, sendo duas derrotas e uma vitória. O Vôlei Nestlé volta à quadra neste sábado, às 0h55 (horário de Brasília) na disputa de 5º a 8º, diante do Hisamitsu Springs, do Japão, que ficou em quarto lugar no Grupo A.

A ponta Tandara foi a maior pontuadora da partida, com 14 acertos. Rykhliuk (12) e Carcaces (11) lideraram o Volero. E ela tocou no ponto-chave da derrota, na minha opinião. A virada sofrida no primeiro set, melhor momento das brasileiras na partida.

– Começamos bem e fizemos um primeiro set muito bom. Estávamos com 23 a 20 e, mesmo com três passes na mão, não soubemos aproveitar as oportunidades. Acredito que o time tenha ficado abalado após a perda dessa primeira parcial e daí por diante não rendeu mais o que poderia. A equipe abaixou a guarda. Não tivemos paciência e em determinados momentos passamos a tentar fazer três pontos em apenas uma bola. É vida que segue e amanhã temos um jogo e vamos continuar brigando para ficarmos na melhor colocação possível – afirmou a jogadora.

O técnico Luizomar de Moura também lamentou o revés na parcial inicial:

– Saímos com um gosto amargo porque entramos nessa partida com chances até para ficarmos em primeiro lugar do grupo. Fizemos um primeiro set dentro do que havíamos planejado, tomando a decisão certa e explorando o bloqueio. Brigamos ponto a ponto diante de um grande adversário e com atletas de destaque no cenário mundial. Nesta competição existem excelentes times e jogadoras e só com a força que temos atualmente não foi o suficiente para disputarmos uma medalha como nas outras edições.

O Volero Zurich será o adversário do Rexona-Sesc na semifinal. O outro confronto terá o clássico turco entre Vakifbank e Eczacibasi.



MaisRecentes

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo

Supercopa abre temporada masculina mais imprevisível no Brasil



Continue Lendo