Volero Zurich “dá recado” às turcas. Rexona luta, mas cai



A madrugada foi repleta de jogaços no Mundial feminino de clubes, em Manila, nas Filipinas.

Na disputa pela liderança do Grupo B, o Volero Zurich conquistou uma maiúscula vitória sobre o Vakifbank, da Turquia, por 3 sets a 2, parciais de 25-22, 27-25, 16-25, 12-25 e 16-14.

Comemoração do Volero Zurich, com Fabíola e Mariana (FIVB Divulgação)

Comemoração do Volero Zurich, com Fabíola e Mariana (FIVB Divulgação)

A ucraniana Rykhliuk marcou 30 pontos para as suíças. Veja a distância dela para as demais pontuadoras do time: búlgara Rabadzhieva e americana Akinradewo fizeram 11 cada. Mari Paraíba foi titular nos três últimos sets, terminando com oito acertos. Fabíola só não atuou no quarto set. Pelo Vakifbank, a chinesa Ting Zhu marcou 31 pontos, enquanto Rasic marcou dez no bloqueio, somando 20 no total.

Com o resultado as suíças terminam a primeira fase na primeira posição e irão encarar o Casalmaggiore, da Itália, na semifinal.

Tal cenário deverá forçar a realização de um confronto turco na outra semi: Vakifbank x Eczacibasi. Para isso os dois times turcos precisam cumprir a obrigação na rodada final, amanhã, vencendo Hisamitsu  e Manila.

Hoje, o Eczacibasi passou pelo Rexona-Sesc também no tie-break, parciais de 25-27, 25-19, 22-25, 25-18 e 15-11. Um equilíbrio até maior do que muita gente imaginava, algo que faz a despedida das brasileiras (Casalmaggiore ganhou do Manila por 3 a 0) seja muito honrosa.

Monique tenta passar por Larson e Thaisa (FIVB Divulgação)

Monique tenta passar por Larson e Thaisa (FIVB Divulgação)

– Enfrentamos um time que na teoria é muito mais forte, mas jogamos de igual para igual. Ainda pecamos em alguns aspectos como distribuição de bola e contra-ataque. Podemos melhorar muito também a nossa comunicação. Mas também tivemos muitas coisas positivas. Menos de 15 horas depois do jogo de ontem, entramos em quadra e mostramos que podíamos vencer. Temos uma margem grande para melhorar ainda e não saímos de quadra hoje totalmente frustrados, fizemos o que era possível ser feito diante de tanta dificuldade – analisou Bernardinho.

Monique foi o grande nome do Rexona, fazendo 24 pontos. A holandesa Buijs teve mais uma atuação abaixo da média, jogando quase três sets e fazendo apenas três pontos. Drussyla, a substituta, anotou um a mais. Pelo lado turco, a sérvia Boskovic teve 28 acertos. O bloqueio foi a grande arma do Eczacibasi, com 22 pontos. Thaisa marcou seis deles (fez mais cinco no ataque).



  • Edu

    Algumas considerações sobre a postagem do prezado Daniel.Mais que honrosa a participação do Rexona no provavel mundial feminino do mais alto nível técnico já realizado.Partida gigante do Rexona enfrentando de igual para igual uma seleção com algumas da melhores jogadoras da posição do mundo.Discordo só que a Annes tenha decepcionado.Ela jogou muito na medida do seu talento natural sendo muito acionada pela falta de produtividade do jogo com as centrais na competição.Carol errou feio no saque do match point contra o Pomi e se destacou mesmo na primeira partida com o recorde de bloques.Juciely foi muito aquém da sua capacidade levando até a colocarem a Mayara para jogar em certos momentos.Dá para retirar que ela sentiu alguma lesão.Conclusão dos confrontos do Rexona.Gaby hoje é indiscutivelmente a melhor jogadora brasileira jogando no pais com alguma distancia técnica de uma eventual segunda pretendente.Outra reflexão e que Roberta ainda distante em se categorizar para ser a segunda levantadora da seleção brasileira agora.Falta leitura mais sofisticada de jogo.Entra no automático na movimentação estratégica do jogo e parece se intimidar tornando suas opções previsíveis,Do outro lado o melhor jogo até agora da temporada entre o Volero e o Vakifbank.Dois técnicos de postura diferentes. Guidetti tentando conduzir de uma maneira mais leve. Terzic, temperamental, carrancudo, olhando com ironia uma eventual falha de sua jogadora,Rykhliuk, maior estrela do Volero, que não vinha de duas grandes temporadas se motivou em bater contra a rival Sloetjes da mesma posição.Mari entrou a partir do final do primeiro set o que tem lhe garantido maior espaço porque o Terzic anda impaciente com a capita Mamadova, um das referencias do time suiço .A jogadora não anda compensado no ataque o deficit na recepção.Fabíola fez uma partida de galã contra o time da melhor jogadora do mundo com sobras.Foi substituída no terceiro set quando o Volero venceu os dois primeiros e a partida tinha uma diferença de apenas dois pontos a favor do time turco.Depois o Terzic começou a retirar quase todas as titulares poupando quando o time começou a não funcionar de vez perdendo o terceiro e quarto set.Foi extremamente grosseiro com a Carcazes que praticamente não jogava uma partida oficial desde que saiu do Nestlé em março colocando na sua cara ironicamente “não me importo nem um pouco em perder essa partida.Você é que deveria se preocupar seriamente como anda jogando”.Para finalizar contornos dramáticos no final.Fabíola fez uma defesa linda que permitiu a reação quando o Vakifbank abriu o 14 a 12 para finalizar o tie break. Akirandewo provavelmente hoje a melhor central do planeta fez uma sutil invasão no ponto de empate que somente é perceptível no replay da jogada . Ting Zhu, a melhor jogadora do planeta, falhou na recepção nos dois lances finais rifando a bola do outro lado na recepção e sendo finalizada com um toque pela atenta Mari PB na rede numa sucessão de 3 saques consecutivos da Rykhliuk sobre a chinesa.Duas horas e quarenta de um jogão.

MaisRecentes

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo

E vem mais um Zenit Kazan x Sada/Cruzeiro por aí!



Continue Lendo