Vaivém: Vôlei Renata terá cubano como reforço



O Vôlei Renata ganhará um reforço internacional para o restante da Superliga masculina 2018/2019. O oposto cubano Daisel Quesada será o substituto de Felipe Banderó, que deixou a equipe campineira para atuar na Coreia do Sul.

O jogador de 23 anos e 2,00m vinha atuando no vôlei de praia, participando de algumas etapas do Circuito Mundial, além de competições continentais no Caribe.

Nos últimos dias, Quesada treinou com o restante do elenco no Ginásio do Taquaral, em Campinas. Os trabalhos serviram para que a contratação fosse definida, já que a comissão técnica comandada por Horacio Dileo optou por vê-lo de perto antes de sacramentar o acordo.

Como quase todo jogador cubano, Daisel Quesada se destaca pela força no ataque. Mas, por ter passado pela praia, ele também desenvolveu os outros fundamentos, obrigatórios para o sucesso na modalidade nas areias.

Daisel Quesada já treina em Campinas (Divulgação)

Banderó foi um dos reforços contratados pelo Vôlei Renata para a temporada. Mas jogou pouco, passou por uma cirurgia no nariz, perdeu espaço no retorno e optou por voltar para o exterior ao receber a proposta coreana.

Em parte do Campeonato Paulista, Dileo utilizou o jovem canhoto Daniel na posição. Quando ele também se lesionou, o treinador precisou improvisar o ponta Vaccari, além de fechar emergencialmente apenas para o Estadual com Alemão.

Quesada é certamente uma aposta. Com os times já montados e o mercado nacional com poucas opções, porém, ter uma vaga para estrangeiro no elenco acabou sendo uma boa.

O Vôlei Renata faz uma boa campanha na Superliga, tendo vencido dois favoritos ao título até aqui: Sada/Cruzeiro e EMS/Taubaté. Na última rodada, jogando no Rio de Janeiro, o time do interior paulista saiu na frente do Sesc, mas levou a virada (3 a 1).

 

LEIA TAMBÉM

+ O provável caminho das Seleções Brasileiras no Pré-Olímpico



MaisRecentes

Coluna: O Brasil queria receber os Pré-Olímpicos de vôlei. Mas…



Continue Lendo

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo