Vôlei Nestlé perde invencibilidade e duas jogadoras



O último invicto da Superliga feminina caiu na noite desta sexta-feira.

Em Uberlândia, o Vôlei Nestlé foi derrotado pelo Dentil/Praia Clube por 3 sets a 1 (27-25, 26-28, 25-12 e 25-23). Mais do que perder a primeira posição e a série invicta, o time paulista viu Carcaces e Suelle deixando a quadra lesionadas ainda no segundo set. E esse sim é um problema para tirar o sono de Luizomar de Moura, que já vem sem poder escalar a central Adenízia.

Sem a dupla, ele formou a linha de passe do time com Gabi e Ivna. E foi a oposto/ponta a escolhida, sabiamente, por Ricardo Picinin para receber quase todos os saques mineiros. Sem atuar na função há algum tempo, Ivna sofreu demais. E o Praia aproveitou.

Mais um bom jogo da Superliga, agora em Uberlândia (Raphael Oliveira/Fotojump)

Mais um bom jogo da Superliga, agora em Uberlândia (Raphael Oliveira/Fotojump)

Falando em passe, o técnico do Praia também adotou uma estratégia interessante em parte da partida, fazendo com que a cubana Ramirez, que está atuando na saída de rede, fizesse parte da recepção para liberar a americana Alix para o ataque. E em várias ocasiões a escolha se mostrou acertada. Ramirez, inclusive, foi escolhida a melhor em quadra.

O resultado beneficiou o Rexona-Ades, que assumiu a liderança após vencer o Pinheiros também por 3 a 1 (25-16, 25-20, 22-25 e 25-21). Com 18 pontos, o time de Bernardinho está empatado com o Praia, mas em vantagem no saldo de pontos. O Vôlei Nestlé, com 16, caiu para terceiro. O surpreendente Rio do Sul/Equibrasil, com 14, está em quarto.

Outro assunto importante na partida foi a arbitragem. Ela chegou a irritar os dois lados em momentos distintos do duelo. No fim do segundo set, Picinin reclamou demais de um toque de Van Hecke na rede na reta final da parcial. Tomou o amarelo, seguindo reclamando na virada para o terceiro set e levou o vermelho, fazendo com que Osasco ganhasse um ponto no início da parcial. Já no fim do quarto set, foi a vez de Osasco reclamar de um suposto toque de bloqueio não marcado no 23 a 23.

Sigo gostando deste início de Superliga. E vocês?



MaisRecentes

Vaivém: Argentina marca golaço ao acertar com Marcelo Mendez



Continue Lendo

Vaivém: Kim, Boskovic e Larson no mesmo time



Continue Lendo

Vaivém: Bruninho confirmado como parceiro de Leal



Continue Lendo