Vôlei Nestlé apresenta o novo elenco



Agora com força máxima, o Vôlei Nestlé apresentou a equipe para a temporada 2016/17.

O time de Osasco, já no meio da disputa do Campeonato Paulista, agora conta com os reforços das sérvias Tijana Malesevic e Ana Bjelica, além da selecionável brasileira Dani Lins, que ganhou folga após a Olimpíada.

– A equipe sofreu modificações em relação à temporada passada e fui muito bem recebida neste retorno. Eu já conhecia algumas que chegaram agora e as outras também foram bem receptivas, juntamente com o Luizomar, o Jefferson e os demais profissionais do clube. Estou bem feliz de seguir vestindo a camisa do Vôlei Nestlé. Já fiz meus primeiros treinos e comecei em ritmo acelerado para poder estar à disposição o quanto antes. As expectativas são positivas e espero que tenhamos um ano de muitas conquistas e que seja melhor do que o anterior – disse a levantadora, de 31 anos.

Bjelica, Malesevic, Tandara, Camila Brait e Dani Lins (João Pires/Fotojump)

Bjelica, Malesevic, Tandara, Camila Brait e Dani Lins (João Pires/Fotojump)

Camila Brait é a jogadora do atual elenco com mais tempo de casa. Ela chegou ao clube de Osasco na temporada 2008/09. A jogadora agradeceu a forma como foi recebida após ter sido cortada da Seleção para os Jogos Olímpicos:

– O Vôlei Nestlé é a minha casa e não me vejo jogando em outro time. Fui muito bem recebida por todos do clube e isso me ajudou bastante neste retorno. As minhas companheiras e o Luizomar foram importantes para a minha recuperação. Estou bastante animada com essa temporada e quero retribuir em quadra.

Já as estrangeiras se mostraram animadas:

– Antes de vir procurei saber mais sobre o Vôlei Nestlé e tive excelentes recomendações. É um clube com muita tradição e estou feliz de fazer parte disso e poder contribuir. Mesmo com pouco tempo, já senti que a atmosfera deste grupo é incrível. Vim para conquistar bons resultados e quero representar bem o time e ajudar minhas companheiras e a comissão técnica – disse a ponta Malesevic.

– Estou muito feliz e posso dizer que fui recebida como se fosse uma jogadora brasileira. Nos últimos anos joguei na Turquia e Polônia e nunca foi dessa maneira. O clube tem uma organização de alto nível. Tive meu primeiro contato com o treinamento e achei excelente e bem forte. Todos foram muito carinhosos comigo e já me sinto em casa. Essa estrutura do Vôlei Nestlé é importante para mim porque sou jovem e pretendo desenvolver melhor meu vôlei e crescer como atleta – reforçou a oposto Bjelica.

No Estadual, o Vôlei Nestlé já conta com outras caras novas, como a oposto Paula Borgo, as centrais Bia e Natália Martins, a ponta/oposto Tandara e a levantadora Carol Albuquerque.



  • Billy

    No papel promete ser um bom time,veremos na prática.

  • Billy

    O elenco tem caras novas,mas no comando continua o RUIMzomar (péssimo técnico).

  • kleber

    Ainda não compreendi a necessidade da contratação da oposta da Sérvia. Ela deve bancar lindamente para a Paula Borgo. O elenco do Osasco é forte no ataque com a Paula e a Tandara, centrais interessantes… S[o me preocupa a fase da Dani Lins. Porém, tem a Carol Albuquerque no banco

MaisRecentes

Três semifinalistas e um duelo completamente aberto



Continue Lendo

A eterna polêmica do ranking no Brasil



Continue Lendo

Sobrou emoção no sábado de vôlei



Continue Lendo