Vôlei Nestlé domina o Sesi e fatura o Estadual



O dilema da propaganda de biscoito (ou bolacha, como preferirem) ilustra bem a dificuldade de escrever este lead. Vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais? O Vôlei Nestlé é campeão paulista porque jogou muito ou porque o Sesi não jogou nada?

Na manhã deste domingo, no Ginásio José Liberatti, o time de Osasco derrotou mais uma vez o rival da capital, desta vez por incontestáveis 3 sets a 0, parciais de 25-16, 25-18 e 25-20.

Festa do Vôlei Nestlé (João Pires/Fotojump)

Festa do Vôlei Nestlé (João Pires/Fotojump)

O resultado dos sets ajuda a ampliar a discussão sobre a pergunta do milhão que está no primeiro parágrafo.

Em nenhum momento da partida de hoje houve o equilíbrio que se esperava. Não chegou a parecer uma final, admito. Osasco confiante, errando pouco, com um bloqueio intimidador desde o início e com a virada de bola acontecendo com todas as atacantes. Já o Sesi travado, emburrado, errático, sem conseguir reagir.

Talmo trocou Carol Leite por Pri Heldes, Elen e Jaqueline por Dayse, Andreia por Sabrina… E quase nada aconteceu no panorama da partida. Enquanto isso Adenízia e Saraelen revezam pontos de bloqueio, Gabi assumia até função de protagonista nos contra-ataques e tinha Dani Lins comandando com inteligência a distribuição de bola.

O campeão parece pronto para a Superliga e terá, em breve, Thaisa de volta e a opção de usar com mais constância a belga Van Hecke. Já o vice ainda precisa encontrar um time, um ritmo, um caminho.

Após a conquista, as jogadoras do Vôlei Nestlé homenagearam a oposto Elisângela, envolvida na polêmica da semana sobre o ranking (leia mais aqui – Caso Lili). Ela foi abraçada, chorou e foi jogada para o alto. A central Adenízia, perguntada pelo SporTV sobre a situação, soltou uma frase importante para ajudar a avançar nesta importante discussão:

– Os clubes não podem decidir por nós.

 



MaisRecentes

Vaivém: “Livre”, Thaisa seguirá atuando no Brasil



Continue Lendo

Jaqueline chega ao Japão para substituir Drussyla



Continue Lendo

Vaivém: Abouba espera aproveitar chance da vida no EMS/Taubaté



Continue Lendo