Vôlei na TV virou corujão



Amigos e amigas, minha coluna Saque deste domingo (9/1) no LANCE!

 Quem perdeu parte do sono para ver ao vivo em Floripa ou pelo SporTV?

O relógio já marcava o início da madrugada de sábado, por volta de 0h48, quando a Cimed fez o ponto da vitória sobre o Vivo/Minas, pela abertura da 13ª rodada da Superliga masculina. Após quase três horas de jogo, triunfo por 15 a 13 no tie-break.
Ainda na redação do LANCE!, eu me preparava para ir embora, após mais um longo dia de plantão e novela Ronaldinho Gaúcho.  Ao abrir o Twitter, vi, entre meus seguidores do vôlei, dezenas de reclamações sobre o horário do clássico entre catarinenses e mineiros, que começou às 22h. E não eram apenas comentários de torcedores, mas também de jogadores de outras equipes. E eles têm toda razão.

Todos os envolvidos no vôlei sabem a importância da TV para o desenvolvimento da modalidade, para a criação de ídolos e para os patrocinadores terem retorno dos milhões de reais investidos nas equipes. Porém, é preciso ter o mínimo de respeito com quem joga, com quem assiste e com quem faz a cobertura das competições.

Não dá para simplesmente achar um espaço aberto na grade de programação e colocar o jogo ali. Quem foi ao Capoeirão, em Floripa, e não tem carro, voltou como para casa? Com certeza, não de transporte público. Para os jornalistas que cobrem, quase nenhuma chance de entrar no jornal impresso. Se o plantão permitir, uma nota no site, e olhe lá.

O vôlei na TV precisa de uma identificação, ter uma faixa de horário característica. Não dá para ter jogo às 10h, 12h, 14h, 15h, 16h, 17h, 18h, 19h, 19h30, 21h, 21h45, 22h… Esses horários não são chute, mas definições da tabela.

Temos sim os melhores atletas do mundo, a competição mais equilibrada e um grande produto de marketing em mãos. Mas ainda temos muito a melhorar na organização do espetáculo para fãs, apoiadores e os próprios times.



MaisRecentes

Coluna: Uma semana estranha para o vôlei brasileiro



Continue Lendo

São Bernardo desiste do Paulista. Alerta ligado na Superliga



Continue Lendo

Brasil leva virada dos Estados Unidos em terceiro amistoso



Continue Lendo