Coluna: Quando o vôlei dá exemplo a outros esportes



Coluna Saque publicada no LANCE! neste domingo, dia 25 de setembro.

Peço licença ao amigo Eduardo Tironi para iniciar meu texto com um trecho da coluna publicada neste sábado no LANCE!: “para sorte dele, do vôlei e do Brasil, José Roberto Guimarães vai continuar no comando da Seleção”.

Mais claro impossível. Concordo em gênero, número e grau.

A renovação do treinador por mais quatro anos extrapola os limites das quadras de vôlei. Em um país com pouca cultura esportiva, memória curtíssima e paciência ainda menor quando o primeiro lugar não é alcançado, apostar na continuidade de um projeto após derrota nas quartas de final de uma Olimpíada, dentro de casa, é muito elogiável.

Zé segue mais quatro anos na Seleção (Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Zé segue mais quatro anos na Seleção (Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Seria muito cruel resumir a análise do trabalho de todo o ciclo olímpico de quatro anos em apenas uma partida, neste caso, o revés diante da China, no Maracanãzinho. É comum ver dirigentes “jogando para a torcida” em situações parecidas, escolhendo assim o treinador como vilão. É mais cômodo. A CBV acertou agora, como havia acertado em 2004, quando o mesmo Zé Roberto, um ano depois de ter assumido a Seleção, sofreu outro doído revés em uma Olimpíada, na semifinal contra a Rússia, no famoso jogo do 24 a 19 no quarto set, com o Brasil à frente por 2 a 1. Fica muito claro hoje, 12 anos depois, escrever que a permanência naquele momento começou a construir a formação de uma geração campeã, com dois ouros olímpicos conquistados em Pequim-2008 e Londres-2012 como prova.

O novo voto de confiança não diminui, porém, o tamanho do desafio atual do treinador. O processo de renovação precisará ser maior do que o realizado em ciclos anteriores. E com uma oferta um pouco mais limitada de “mão de obra”. Um desafio enorme, sem dúvida. Mas que certamente estará nas mãos da pessoa mais indicada para superá-lo.



MaisRecentes

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo

E vem mais um Zenit Kazan x Sada/Cruzeiro por aí!



Continue Lendo