Vitórias esperadas das brasileiras no Sul-Americano



Sesc e Camponesa/Minas cumpriram a obrigação na rodada desta quarta-feira do Sul-Americano feminino, em Belo Horizonte.

Na estreia, as cariocas derrotaram o Gimnásia Y Esgrima, da Argentina, por 3 sets a 0, parciais de 25-13, 25-15 e 25-17.

– O nosso time entrou bem, apesar de não ter estudado muito o jogo delas. Assistimos a um vídeo antes da partida. Mas a gente está preocupada em melhorar nosso time, em melhorar nossa consistência, a nossa regularidade. Nós sacamos muito bem hoje e agora é daí para cima. No Sul-Americano, cada jogo é um jogo diferente, a gente não sabe o que nos espera amanhã. Nós estamos preocupadas em fazer cada vez o nosso melhor. O time está precisando voltar à regularidade e diminuir os erros. Hoje a gente está focada nisso, mas também muito feliz pela vitória por 3 a 0 – disse a levantadora e capitã Roberta.

A equipe carioca e a argentina têm uma vitória cada na competição. Nesta quinta-feira, o Sesc pega o fraquíssimo San Simón, da Bolívia, para se garantir em primeiro lugar do Grupo B. O Gimnásia Y Esgrima, que tem folga nesta quinta, será o segundo colocado.

Lance da partida entre Minas e Boca Juniors (Orlando Bento/Minas)

Já o Camponesa/Minas garantiu o primeiro lugar do Grupo A ao vencer o Boca Juniors, da Argentina, por 3 sets a 0, parciais de 25-7, 25-16 e 25-12.

Para a ponteira Pri Daroit, maior pontuadora do jogo, a Camponesa/Minas conseguiu cumprir o objetivo.

– Acredito que o time se comportou muito bem, principalmente, pelo fato de a gente não conhecer o adversário. Viemos para o jogo sem saber quase nada. Uma ou outra jogadora do nosso time, conhecia alguma atleta de lá, mas nunca vimos a equipe jogar. Então, isso era um risco. Tivemos alguns erros durante a partida e precisamos ter atenção nesta parte. Agora, é nos preparar para a semifinal e, independentemente do adversário, precisamos manter o foco para alcançar o nosso objetivo – avaliou.

O time de Stefano Lavarini espera os jogos desta quinta-feira para confirmar a semifinal com o Gimnásia Y Esgrima. Já o rival do Sesc será o vencedor do duelo entre Regatas Limas (Peru) e Boca.

 



MaisRecentes

12 anos. Mas parece que foi ontem em Pequim



Continue Lendo

Unir concorrentes mostra o tamanho de Rodrigo Rodrigues



Continue Lendo

O indispensável fair play precisa evoluir



Continue Lendo