Vaivém: Vini festeja sexta temporada em Campinas



O meio de rede Vini completará na temporada 2018/2019 a sexta no projeto de Campinas, pela segunda vez com o nome Vôlei Renata.

Da experiência iniciada em meados de 2013 até hoje, o jogador coleciona bons resultados e o reconhecimento da torcida.

– Estou muito feliz. Poucos atletas tem o privilégio de estar seis temporadas em uma mesma equipe. Por isto, é mais um motivo para comemorar. A expectativa é a melhor possível, não poderia ser diferente. Vai ser uma temporada dura, difícil, mas vamos estar juntos novamente em busca de nossos objetivos – comentou o central.

No projeto campineiro, Vini foi vice-campeão paulista em 2013, levantou o título da Copa São Paulo em 2014, além de fazer parte da equipe que subiu ao pódio em todas as competições que disputou em 2015/2016. Na temporada 2017/2018, ele foi o atleta do Vôlei Renata que mais esteve em quadra, participando de 133 sets dos 134 que o time campineiro disputou. Foi ainda o principal bloqueador da equipe, com 85 pontos no fundamento.

– Viver altos e baixos faz parte da vida de atleta, um ano você é titular, no outro não. O mais importante é encarar as coisas de forma positiva e agregar o máximo. Desde que cheguei, coloquei na cabeça que quero ajudar o projeto da melhor forma possível – completou Vini.

playoffs

Vini, o camisa 11, é uma das referências do Vôlei Renata (Divulgação)

A longevidade faz de Vini um exemplo dentro do projeto.

– O Vini é um cara fantástico, não tem o que falar dele. Além de ser um exemplo para nossos meninos das categorias de base pela perseverança durante toda carreira e qualidade técnica, é um líder nato. Ficamos muito felizes em seguir contando com ele – acrescentou Maurício Lima, embaixador do Vôlei Renata.

Nos próximos dias o time de Campinas deve confirmar as primeiras contratações. Já estão acertados o levantador argentino Demian Gonzalez, o ponta Bruno Temponi, o líbero Lukinha, além dos centrais Luizinho e Michel Saraiva.

– Pelo que tenho visto, o time está ficando forte, com jogadores experientes, acostumados a disputar jogos decisivos e títulos. Isto nos dá margem para brigar de igual para igual com as principais equipes – encerrou Vini.

LEIA TAMBÉM

+ Minas comemora sucesso da base no masculino



MaisRecentes

Giovane encaminha manutenção do vôlei carioca na Superliga



Continue Lendo

Basta! Nada justifica ameaças de morte



Continue Lendo

As duas formas de ver o novo Sesi



Continue Lendo