Veja como seriam hoje os grupos do Pré-Olímpico para Tóquio-2020



A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) divulgou as regras de classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Serão 11 vagas em disputa para cada naipe, já que o Japão já está garantido como país-sede.

As seis primeiras serão definidas em Pré-Olímpicos Mundiais. Serão seis grupos com quatro seleções cada, com o campeão carimbando o passaporte olímpico.

A definição dos integrantes será feita com base no ranking da FIVB em agosto de 2019. Abaixo fiz um esboço de como seria cada grupo com a pontuação atual. Vale lembrar que ela será atualizada ao fim do Mundial feminino.

Ting Zhu liderou a China na conquista do ouro olímpico no Rio em 2016 (FIVB Divulgação)

Masculino

Grupo A: 1, 12, 13 e 24 (BRA, EGI, BUL e HOL)
Grupo B: 2, 11, 14 e 23 (EUA, SER, BEL e TUN)
Grupo C: 3, 10, 15 e 22 (POL, ALE, CUB e ESL)
Grupo D: 4, 9, 16 e 21 (ITA, FRA, AUS, VEN)
Grupo E: 5, 8, 17 e 20 (RUS, IRA, FIN e COR)
Grupo F: 6, 7, 18 e 19 (CAN, ARG, MEX e CHN)

Feminino

Grupo A: 1, 12, 13 e 24 (CHN, ALE, PUR e CUB)
Grupo B: 2, 11, 14 e 23 (EUA, TUR, BEL e AZE)
Grupo C: 3, 10, 15 e 22 (SER, ARG, TAI e TCH)
Grupo D: 4, 9, 16 e 21 (BRA, COR, BUL e POL)
Grupo E: 5, 8, 17 e 20 (RUS, DOM, CAM e KAZ)
Grupo F: 6, 7, 18 e 19 (ITA, HOL, CRO e CAN)

Já as cinco vagas restantes para os Jogos de Tóquio serão definidas nos Pré-Olímpicos continentais: América do Sul, Norceca, Europa, África e Ásia. Mais uma vaga apenas para cada continente.



MaisRecentes

Giovane encaminha manutenção do vôlei carioca na Superliga



Continue Lendo

Basta! Nada justifica ameaças de morte



Continue Lendo

As duas formas de ver o novo Sesi



Continue Lendo