Vamos aguardar a “estreia” do Brasil no feminino



Galera, com todo respeito que Trinidad & Tobago merece, não dá para ter por base qualquer análise sobre a Seleção Brasileira feminina neste início de caminhada em 2011.

A vitória óbvia por 3 sets a 0 (25-15, 25-12 e 25-18), pela primeira rodada do grupo B da Copa Pan-Americana, quer dizer muito pouco.

Diria que o próximo desafio, sábado contra a “potência” Costa Rica, também vai impedir uma análise real. Então, vamos esperar um jogo de verdade, contra EUA ou Cuba, para tirar as impressões iniciais.

Por enquanto, quero ver mais a Fernanda Garay, que estava escondida na última temporada no Japão. No restante da formação titular, uma base bem conhecida: Dani Lins, Sheilla, Paulo Pequeno, Fabiana, Thaisa e Fabi.



MaisRecentes

Vaivém: Argentina marca golaço ao acertar com Marcelo Mendez



Continue Lendo

Vaivém: Kim, Boskovic e Larson no mesmo time



Continue Lendo

Vaivém: Bruninho confirmado como parceiro de Leal



Continue Lendo