Vaivém: Vôlei Nestlé confirma primeira estrangeira



A meio de rede sérvia  Nadja Ninkovic foi confirmada nesta quarta-feira como reforço do Vôlei Nestlé para a temporada 2017/2018.

Pelas redes sociais, a jogadora anunciou o acerto com “um dos maiores times do Brasil”, além de dizer estar feliz e animada com a possibilidade de atuar pelo tradicional clube.

A jogadora de 25 anos e 1,93m tem experiência em alguns países europeus. Passou pela Suíça (Volero Zurich), Firenze (Itália) e o Alba Blaj (Romênia). Pela seleção sérvia, ela acumula participações em Campeonatos Europeus e pelo Grand Prix. Na última edição do GP, por exemplo, Ninkovic esteve na lista de inscritas, mas não participou da fase final em Nanjing (CHN).

servia

A levantadora Fabíola detalhou algumas características da nova companheira:

– É uma jogadora alta e com um bloqueio muito forte. Quando eu estava no Volero, enfrentamos o time do Alba Blaj , da Romênia, duas vezes e ela era uma das principais atletas do time. Tem muita experiência internacional e será um grande reforço para o Vôlei Nestlé.

A central não é aquela jogadora renomada, que o torcedor “vai buscar com muita festa no aeroporto”. É basicamente mais uma aposta de Osasco, assim como outras que foram feitas em temporadas anteriores.

Já escrevi algumas vezes minha opinião sobre estrangeiras no vôlei brasileiro: defendo a contratações de atletas que cheguem para fazer a diferença. Nos últimos anos, e não apenas no Vôlei Nestlé, várias estrangeiras pouco entregaram na passagem pelo Brasil. Várias passaram um bom tempo no banco de reservas. Outras perderam espaço em momentos decisivos da Superliga. É esperar e ver como Ninkovic vai encarar adaptação, concorrência e a mudança cultural.

 



MaisRecentes

Brasil bateu recordes no Pan. Mas os vôleis ficaram devendo



Continue Lendo

Coluna: Brasil precisa aprender a perder



Continue Lendo

Passe virou a dor de cabeça do Brasil



Continue Lendo