Vaivém: Vôlei Nestlé confirma primeira estrangeira



A meio de rede sérvia  Nadja Ninkovic foi confirmada nesta quarta-feira como reforço do Vôlei Nestlé para a temporada 2017/2018.

Pelas redes sociais, a jogadora anunciou o acerto com “um dos maiores times do Brasil”, além de dizer estar feliz e animada com a possibilidade de atuar pelo tradicional clube.

A jogadora de 25 anos e 1,93m tem experiência em alguns países europeus. Passou pela Suíça (Volero Zurich), Firenze (Itália) e o Alba Blaj (Romênia). Pela seleção sérvia, ela acumula participações em Campeonatos Europeus e pelo Grand Prix. Na última edição do GP, por exemplo, Ninkovic esteve na lista de inscritas, mas não participou da fase final em Nanjing (CHN).

servia

A levantadora Fabíola detalhou algumas características da nova companheira:

– É uma jogadora alta e com um bloqueio muito forte. Quando eu estava no Volero, enfrentamos o time do Alba Blaj , da Romênia, duas vezes e ela era uma das principais atletas do time. Tem muita experiência internacional e será um grande reforço para o Vôlei Nestlé.

A central não é aquela jogadora renomada, que o torcedor “vai buscar com muita festa no aeroporto”. É basicamente mais uma aposta de Osasco, assim como outras que foram feitas em temporadas anteriores.

Já escrevi algumas vezes minha opinião sobre estrangeiras no vôlei brasileiro: defendo a contratações de atletas que cheguem para fazer a diferença. Nos últimos anos, e não apenas no Vôlei Nestlé, várias estrangeiras pouco entregaram na passagem pelo Brasil. Várias passaram um bom tempo no banco de reservas. Outras perderam espaço em momentos decisivos da Superliga. É esperar e ver como Ninkovic vai encarar adaptação, concorrência e a mudança cultural.

 



MaisRecentes

Quem fica com as últimas vagas na Superliga masculina?



Continue Lendo

Giovane encaminha manutenção do vôlei carioca na Superliga



Continue Lendo

Basta! Nada justifica ameaças de morte



Continue Lendo