Vaivém: Vissotto pode atuar na Rússia



O oposto Leandro Vissotto recebeu uma proposta do Ural Ufa, da Rússia, quinto colocado no último campeonato do país.

O jogador ficaria por dois anos no novo clube. Detalhes do novo vínculo ainda estão sendo discutidos. Uma das pendências é o pagamento de uma multa ao Cuneo, atual time do brasileiro. Vissotto tem mais um ano de contrato com os italianos. Para ser liberado para a Rússia, ele precisa que o Ural Ufa pague a rescisão. E os dirigentes russos já aceitam arcar com este custo.

O gigante de 2,12m nunca atuou por clubes que não fossem brasileiros ou italianos. Por aqui, defendeu Suzano, Minas, Unisul, Pinheiros e Vôlei Futuro. Na Velha Bota, passou por Latina, Taranto, Trentino e Cuneo.



MaisRecentes

Dinheiro chinês desequilibra a VNL



Continue Lendo

Coluna: O nível europeu está altíssimo



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com a base



Continue Lendo