Vaivém: Sander chega ao Sada/Cruzeiro com tarefa ingrata



Acabou a ansiedade do torcedor do Sada/Cruzeiro. O ponta americano Taylor Sander foi confirmado, nesta segunda-feira, como reforço do clube para a temporada 2018/2019.

Ele assinou contrato por duas temporadas.

– Eu estou muito animado com a chance de jogar pelo Sada/Cruzeiro. Poder vestir a camisa de um dos melhores clubes do mundo é uma grande honra para mim. Mal posso esperar pela chegada, para fazer novos amigos e para viver em um país tão lindo como é o Brasil – disse Sander, vice-campeão da Champions League no fim de semana.

O jogador de 26 anos chegará ao Brasil com a ingrata tarefa de substituir Leal. Foram 25 títulos conquistados pelo cubano naturalizado brasileiro em seis anos de Cruzeiro. Em muitos deles, como protagonista.

Não faltará respaldo para Sander. O contrato mais longo já mostra um pouco da confiança depositada pelo técnico Marcelo Mendez. O argentino sempre defendeu internamente a contratação do americano para substituir Leal.

Sander durante finais da Liga no Brasil (FIVB Divulgação)

– O Sander é um grande jogador, com experiência em diversos clubes, passou pela Itália, foi para a China e retornou ao voleibol italiano, onde fez um excelente torneio na última temporada e jogou agora a final da Champions também. Na Itália há um limite de estrangeiros que podem estar em quadra e ele não jogou algumas partidas na reta final por opção do treinador, que precisou contar com um central estrangeiro ante a um ponteiro. É um grande atleta, participa da seleção americana, fez toda a categoria de base na seleção também, e se mostrou sempre como um jogador completo, tanto na recepção, quanto no ataque, bloqueio e saque. Ele dá muito equilíbrio ao time e ataca todos os tipos de bolas. Eu estou muito feliz com a sua contratação e espero que tenha muito sucesso aqui – comentou Mendez, citando o período no banco de Sander pelo Civitanova.

Pela seleção americana, o ponta de 1,96m viveu seu principal momento quatro anos atrás. Ele foi considerado o melhor jogador da Liga Mundial conquistada pelos Estados Unidos.

Como já escrevi antes, o Sada/Cruzeiro já conseguiu manter sua hegemonia perdendo Wallace dois anos atrás. A manteve após a saída de William, outro pilar do projeto. Agora tentará mostrar, pela terceira vez, que é possível se manter no topo sem Leal.

LEIA TAMBÉM

+ Novidades no vôlei italiano masculino



MaisRecentes

Tabela dos playoffs do Paulista masculino



Continue Lendo

Sorteio coloca EUA e Rússia no caminho do Brasil



Continue Lendo

Mundial masculino agora só com peixe graúdo



Continue Lendo