Vaivém: Rexona fecha com estrangeira



A holandesa Anne Buijs fechou mesmo com o Rexona-Ades.

Para evitar de responder individualmente as mensagens e os e-mails, resolvi abrir nova exceção durante as férias e publicar este post.

Buijs em ação pela seleção da Holanda (Divulgação)

Buijs em ação pela seleção da Holanda (Divulgação)

A ponta de 25 anos, de 1,88m, chegará ao Rio para substituir Natália, que acertou com o Fenerbahce (TUR).

Buijs tem no currículo passagens por clubes de vários países, como Bélgica, Itália, Azerbaijão, Alemanha e, na última temporada, Turquia. Ela era, na última temporada, uma das várias holandesas do Vakifbank, comandado por Giovani Guidetti, técnico também da seleção da Holanda. A brasileira Sheilla era outra companheira de time.

É uma boa aposta do Rexona para tentar suprir a saída de sua melhor atleta na última Superliga. Estrangeiras devem ser analisadas como boa dose de paciência, mesmo no caso de uma atleta acostumada a jogar longe de casa. Adaptação, idioma, clima… São diversas as variáveis que podem interferir no desempenho em quadra. Então é sempre bom dar tempo ao tempo antes de fazer prognósticos.

Para o torcedor mais ansioso do Rexona-Ades deve ser possível vê-la em ação na Cidade Maravilhosa em agosto durante a Rio-2016, já que a Holanda se classificou no último Pré-Olímpico Mundial.



MaisRecentes

Supercopa abre temporada masculina mais imprevisível no Brasil



Continue Lendo

Itália e Sérvia na primeira final europeia do Mundial feminino



Continue Lendo

Minas e Dentil/Praia Clube conhecem rivais no Mundial



Continue Lendo