Vaivém: Primeiros nomes certos em Campinas



Mesmo ainda sem a confirmação do patrocínio da Brasil Kirin, Campinas iniciou a montagem do time para a temporada 2017/2018.

O técnico argentino Horacio Dileo, que continuará no projeto, seguirá contando com três pilares da equipe-base: o levantador Rodriguinho, o ponta Diogo e o central Vini.

O trio já definiu a renovação de contrato, estancando as baixas recentes: o central Maurício Souza e líbero Tiago Brendle foram para o Sesc, enquanto o oposto Rivaldo jogará no Corinthians. Outro titular do time na temporada passada, o ponta Bruno Temponi tem proposta da França.

E as novidades não param por aí. Campinas acertou com o ponta Mão, que estava no Minas, o central Salsa, ex-Montes Claros, e com o líbero argentino Facundo Santucci.

O estrangeiro chega, logicamente, chancelado pelo compatriota Dileo. Aos 30 anos, o jogador, com várias passagens pela seleção, soma passagem internacionais pelo Toulouse, da França, e pelo Noliko Maaseik, da Bélgica.

Caso as negociações com a multinacional de bebidas não terminem em renovação, os dirigentes de Campinas já avançaram em conversas com outros apoiadores para conseguir um orçamento competitivo para manter o time paulista entre os principais do país.



MaisRecentes

Não sei em quem apostar na Superliga feminina



Continue Lendo

Coluna: Um por todos, todos contra Taubaté na Superliga?



Continue Lendo

Caramuru usa artifício jurídico para jogar a Superliga



Continue Lendo