Vaivém: o comandante gringo do Vivo/Minas



O Vivo/Minas será mesmo comandado por um argentino na temporada 2012/2013. O clube anunciou, nesta quarta-feira, acordo com Horacio Dileo.

Horacio Dileo: Divulgação/Minas

O hermano, de 49 anos, esteve em Belo Horizonte para sacramentar o acordo.

Muita gente, assim que coloquei no Twitter o nome do novo comandante mineiro, me pediu detalhes sobre a carreira dele. Para responder com riqueza de detalhes, pedi ajuda a um jornalista argentino especializado em vôlei. E vou postar mais tarde a análise dele sobre Dileo.

O que posso dizer é que a diretoria do Minas estava realmente inclinada a ter um técnico estrangeiro, tanto que negociou anteriormente com Daniel Castellani. Alguns brasileiros, inclusive, chegaram a se oferecer ao clube para a vaga que era de Marcelo Fronckowiak. Não deixa de ser uma aposta, como o Sada/Cruzeiro fez anos atrás com Marcelo Mendez e já colheu ótimos frutos.

O currículo de Dileo inclui a seleção colombiana, o desconhecido Ploiest, da Romênia, além de vários clubes locais, como River Plate, Hacoj, Regatas Santa Fe, Azul Voley, Conarpesa e Chubut.

– As expectativas são sempre as melhores. Já olhei o nosso plantel e vi que temos uma boa equipe. Agora, é hora de motivar o grupo e fazer o melhor que pudermos – disse o técnico, ao site oficial do Minas.

Dileo vai iniciar seu trabalho no início de junho.



MaisRecentes

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com as chuvas no Brasil



Continue Lendo