Vaivém: o adeus de Sykora



A líbero Stacy Sykora é mais uma atleta a deixar o Vôlei Futuro.

A americana foi confirmada como reforço do Urbino, da Itália.

Mais do que uma simples saída, a transferência encerra a passagem de um símbolo, talvez o maior, do time de Araçatuba, que ainda é uma grande incógnita para a próxima temporada, tanto no masculino quanto no feminino.

Sykora é adorada pela torcida. Atenciosa e bem humorada fora de quadra, conquistou uma legião de fãs. Sempre se esforçou ao máximo para se comunicar em português. Queria se fazer entender com facilidade pelos torcedores que a idolatravam. Fantástica dentro de quadra, principalmente como defensora, até o fatídico acidente de ônibus em Osasco., na reta final da Superliga da temporada retrasada. Depois dali, o carinho de todos no Vôlei Futuro só aumentou. Ela venceu a batalha pela vida e iniciou a volta às quadras com foco na Olimpíada de Londres. Mesmo com as limitações já esperadas, retornou ao vôlei de alto nível. Ser a Sykora do passado, ícone da posição, é o que menos importa. O exemplo da superação já vale muito mais do que repetir os percentuais de acerto que sempre teve no passe e na defesa.

O Vôlei Futuro perde muito mais do que uma jogadora.



MaisRecentes

Coluna: mercado já sente reflexos da crise mundial



Continue Lendo

Itambé/Minas planeja time “em volta” de Macris



Continue Lendo

Osasco Audax quer a volta de Tandara



Continue Lendo