Vaivém: O acerto de Monique e a situação de Tandara



Monique vai mesmo jogar no Vôlei Amil. O anúncio ainda não foi feito pelo time campineiro, mas já foi confirmado pelo Banana Boat/Praia Clube, time defendido pela oposto nas últimas temporadas.

A primeira pergunta que ouvi foi: então Tandara vai mesmo sair? A Unilever será seu destino?

Minha resposta: ainda não é possível dizer isso.

Primeiro pois a equipe campineira teve uma formação tática, na Superliga, com Kristin sendo uma “falsa oposto”.  Ela cruzava com Claudinha, mas atuava como passadora, algo que Natália e Tandara também faziam, não tão bem, admita-se. Monique não é uma oposto tradicional, que só ataca e ponto.  Ela pode tentar passar.  Não me parece tão simples assim montar essa linha de passe, mas é uma possibilidade.

Segundo pois o Vôlei Amil sabe que Tandara foi seu principal nome na temporada. Ela está sim valorizada e tem espaço no mercado, sendo sondada por todos os times com grana e sem Sheilla. Ao menos que ela bata o pé e não aceite discutir a renovação, Campinas tem a prioridade para mantê-la. Logicamente, terá de reajustar seu salário. Algo normal após o desempenho dela ter dado um salto.



  • Guilherme

    Não sei se valeu a pena para ela. Se Tandara continuar no Amil, Monique deve ser reserva. Não dá para esquecer que o Campinas tem também Rosamaria, que pode jogar na saída ou entrada.

    Se a Sheilla sair mesmo do Brasil, Osasco terá que procurar alguém fora do país.

  • Rodrigo C.

    – Se for parar pra pensar, a Monique chegou pra substituir a Kristin Hildebran, pois o papel empenhado pela atleta dos Estados Unidos era oposto.
    – A Natália vai ficar no Amil, pois não fez uma boa temporada… na defesa, no passe e principalmente no ataque, podemos dizer q foi uma temporada catastrófica da Natália Zilio! Mas como a jogadora tem moral com o técnico ZRG e a comissão técnica, ela fica sim… eles ainda acreditam na promessa!
    – A indefinição fica com o suposto interesse por Saori Kimura, jogadora de volume… eles não iriam investir numa jogadora e deixar no banco. A indecisão pra mim é essa, Tandara ou Saori, mais ataque ou mais volume!
    – Do jeito q a Jaqueline ta fazendo um drama não me espantaria dela fechar com o Amil/Campinas, uma eterna babona, mas como já disse antes por aqui, o Molico/Osaaco abri mão da Sheilla pra contar com a jogadora, independente do interesse do Vakifbank pela oposta!

  • Alan

    Eu acho um disparate falar “times com grana e sem Sheilla”. Desde que a Sheilla voltou da Europa, apenas o Rio ganhou uma Superliga com ela no time. Nenhum outro time que teve a Sheilla conseguiu vencer. Acho, honestamente, que enchem demais a bola dela. Joga bem na seleção (onde divide o fardo com Garay, Fabiana, Thaísa, etc.), é verdade. Mas fato é que nos clubes em que atua ela não é jogadora que faz a diferença. Osasco mesmo é a prova. Deixou a Hooker ir embora e trouxe a Sheilla e não conseguiu vencer uma Superliga desde então. Sheilla, por sinal, atuou realmente bem apenas no último jogo perdido para o Sesi na semifinal. No restante das duas últimas temporadas ela foi apenas mais uma jogadora do time. Não que eu ache que as derrotas sejam culpa exclusiva dela, mas pelo tanto que “enchem a bola” da Sheilla na imprensa, como se ela fosse um talismã dos times, a realidade é que tê-la na equipe não é sinônimo de conquistas nos clubes, muito menos se for uma Superliga.

    • Bernardo

      Concordo, tb não vejo a Sheilla como tudo isso que falam em clubes, na seleção é outra coisa.
      Ao meu ver o Osasco precisa de uma limpa a começar por Luizomar que não conseguiu fazer um time com Jaque, Thaisa, Garay e Sheilla ganhar uma superliga. No lugar dele traria o Wagão, esse sim sabe tirar leite de pedra, um time com Ellen e Samara nas pontas chegar onde chegou é de se bater palmas.
      Continuaria mandando embora a Sheilla que vai para a Turquia e que não volte mais para Osasco e no lugar traria a pesadelo dos cariocas HOOKER.
      Levantadora: sai Fabíola que joga com velocidade e sem altura e aí uma jogadora com 1,96 não adianta nada já que ataca na mesma altura do que uma com 1,80 e traria qualquer outra pode ser a Tiemi.
      Centrais e líbero ficariam essas mesmo.
      Ponteiras: Jaque, melhor ponteira passadora do mundo com uma habilidade incrível e mais uma estrangeira ao lado dela, pode ser uma cubana ou qualquer outra.
      Time
      Tiemi/Hooker
      Thaísa/Adenízia
      Jaqueline/….
      Brait
      Téc. Wagão

      • Afonso RJ

        Eu só queria lembrar, que Hooker foi recentemente dispensada do time Criollas Caguas de Porto Rico após apenas 4 jogos. O motivo alegado pelo clube foi que sua forma atual não correspondeu às expectativas do clube!!!
        http://www.volleywood.net/leagues/puerto-rico-leagues/caguas-sends-destinee-hooker-back-to-the-us/

        • Logan

          Só para lembrar que essa foi a volta da Hooker depois de mais de um ano parada após a gravidez e de uma contusão. O time de Porto Rico a contratou para resolver pois já se encontrava nos playoffs. Queria a atleta inteira, e não para recuperar e trabalhar o potencial dela. Achou que ela iria render milagrosamente só em treinar algumas vezes (não é por menos que Porto Rico é uma nulidade no vôlei mundial).

          O time de Porto Rico não fez o que o Praia Clube fez com a Mari, que a contratou para recuperar a atleta sabendo que ela vinha de contusão e que só estaria disponível após dezembro. Claro que o Praia Clube não contratou a Mari por caridade, para deixá-la em forma porque eles são bonzinhos. Ele o fez porque uma jogadora como ela agrega e dá retorno de mídia. E foi o que aconteceu.

          Cuidado com o contexto.

        • Alan

          Hooker estava voltando de gravidez e o contrato foi para apenas parte dessa temporada. O campeonato de Porto Rico também nao eh das melhores ligas da mundo. Acho que ao menos no Osasco, Hooker tem muito crédito. E quando ela foi preterida para contratação da Sheilla, ela estava no auge da forma física e técnica.
          E entre a Hooker fazendo 7 pontos por partida voltando de gravidez e a Sheilla fazendo 10 sem ter tido nenhum problema físico, eu ainda prefiro a Hooker.

    • Marcelo

      Alan, parabéns pela análise e concordo inteiramente com suas palavras. E não é só em clube não. Pegue as estatísticas de 2008 (Olimpíada) e veja os índices de aproveitamento dela, da Mari e da Paula. Ela só tem alto aproveitamento contra o Japão… Aquele jogo com a Russia na Olimpíada de 2012 foi diferente pois parecia que ela estava com o diabo no corpo… Mas isso não acontece todo dia. Nessa semifinal contra o Sesi, que a midia tem falado maravilhas dela, o percentual de aproveitamento dela no ataque foi 30 e poucos por cento (em 5 sets). Só pra lembrar, a Mari na Olimpíada de 2004 teve 60% naquela fatídica semifinal que depois a crucificaram e que ela até hoje paga por isso…

      • Alan

        Verdade, Marcelo. Acho que fazem propaganda demais e o retorno nao eh tão maravilhoso assim como pintam na imprensa. Nada contra a Sheilla como pessoa, mas como oposto sou bem mais Hooker, Gamova, Brakocevic..

        • Guilherme

          Estão cheios de razão. Não consigo entender o que confeiteiam tanto as atuações de Sheilla. Se ela não consegue botar uma bola no chão, num set inteiro, o comentarista sai com coisas ridículas como: Sheilla não tá pontuando, mas sacando maravilhosamente, defendendo muito bem, ajudando no bloqueio. Quando erra, toca na rede, pisa na linha, o mesmo comentarista não dá um pio. Quando ela marca um ponto, depois de umas 10 bolas, sai coisa do tipo: jogada de genio, coisa de craque. Sinceramente, me causa revolta e muito nojo este comportamento. Se a moça fosse uma Gamova, uma Hooker, uma Kim (que passa de 30 pontos em 4 sets), ainda vá lá. Mas ela só joga quando as meios, que na verdade são as verdadeiras jogadoras de segurança, puxam o bloqueio. Ah: tem comentarista que chegou a escrever: “Sheilla fez incríveis 25 pontos” no jogo que eliminou o Osasco. Pô, incríveis 25 pontos, pra uma oposta, em cinco sets? Mari passava de 30, Garay já fez 36, Tandara muito mais…incríveis, sim, foram os 23 pontos pra uma meio, a Fabiana Melhor do Mundo, na primeira vitória do Sesi nesta semifinal. Ah…esta mídia. Este pensamento formado sem conhecimento (ou no mínimo leitura) da história, é lamentável!

    • Ronaldo

      Sheilla não tem que provar nada. Só porque não ganhou nada pelo Osasco ela é medíocre? Quanta falta de noção.

  • Samuel

    Fiquei feliz e surpreso com a contratação da Monique, mas acho que ela vai se adaptar muito bem na Amil. Em relação à Tandara, acredito que ela vai renovar com a Amil. Como você mesmo disse que a linha de passe da equipe foi um problema, eles resolveram optar por uma oposta que polivalente. Então, Monique se enquadra direitinho na equipe com Tandara e Natália. Perfeito a estratégia da Amil.

  • Sidnei

    É uma ironia que o Osasco não tenha ganho uma Superliga com a Sheilla, nem com a Garay junto, e a última foi com a Tandara e a Hooker arrebentando, mas gostaria muito que a Tandara ficasse em Campinas, a Monique é muito mais técnica que a Kristin, comporia muito bem com a Natália e a Tandara. Até porque o problema principal do Amil nesta temporada foi um líbero de passe ruim, o que dificulta pra levantadora e prás centrais, que também não eram lá essas coisas. Mas o Amil, não deve fazer uma política de dispensar todo mundo como fez na outra temporada.

  • Roberto

    Se essa menina Tandara tiver um pouquinho de inteligência, aceitaria a proposta da Unilever, além de jogar num time com mais gabarito, acho que ela não terá outra oportunidade pelo fato de já ter preterido a Unilever pelo Campinas na temporada passada.

  • Bom minha maior curiosidade é como será o time do banana boat…pois levam a Monique,que pra mim era a jogadora mais regular do time,aí renovam com Jú Carrijo e deixam Michelle….Não renovam com a Glass que poderia ter feito a diferença se não ficasse só no banco…pelo menos já trocaram o técnico,pois quem frequentou o Mackenzie e viu o Picinin comandando o time sabe que ele tem mais moral e pulso que o Spencer. Aliás foi ele o revelador da Gabi,a Pri Heldes e a Daroit e se não me engano a Letícia Hage também.Creio que depois do investimento feito no time e o resultado negativo ,acho que o patrocinador não irá arriscar de novo,acho que o praia este ano será o Minas da última SL.

    • Guilherme

      Pessoal muito bom o bate papo sobre a SL, tem muita gente com conhecimento aí. Leal , o Praia Clube se desfez dessas jogadoras por que o projeto deles com o Spencer Lee não deu certo durante esses 6 anos onde chegou em 5 nas quartas. O Praia é referência em estrutura, organização mas ainda não tem status de time de ponta, a cada temporada o investimento aumenta e pode ter certeza que será mais forte em 14/15, não se surpreendam se recentemente a Tandara ser anunciada pelo Banana Boat, ela fez parte da categoria de base por 02 anos e conhece como as coisas funcionam aqui, e o Praia tem praticamente o time completo contratado, não foi anunciado ainda pois elas estão com contratos ainda vinculados à outras equipes, agora acho que virá para brigar por algo maior. E a Monique realmente foi uma pena ter saído…Separaram as gêmeas novamente…

  • Edu

    Tandara é a maior procura do mercado pelo desempenho.Mas pesa na passagem do terceiro set em razão de sua explosão e força uma queda drástica no seu volume de jogo.Deve jogar bem mas precisa estar bem amparada por boas jogadoras.Da mesma forma que lamento a saída do Spencer cumprimento pela renovação com a Juliana Carrijo.Não se poderia demonizar a menina.Espero que ela abrace essa oportunidade como perspectiva para aperfeiçoar sua biomecânica de levantamento.

MaisRecentes

Definidos os grupos do Mundial masculino de clubes



Continue Lendo

As quartas de final do Paulista masculino



Continue Lendo

Bruninho e Renan analisam conquista



Continue Lendo