Vaivém: Mari e Paula de partida



Consegui passar um fim de semana sem ligar o computador. A família precisava deste tempo. Espero que entendam que às vezes é muito necessário.

Na volta ao blog, uma lista imensa de assuntos para escrever, a começar pelo vaivém.

Minha única brecha de volta ao trabalho durante a folga foi usar o Twitter para comunicar o acerto de Mari e Paula Pequeno com o Fenerbahce, da Turquia.

Um amigo turco avisou no sábado e as confirmações realmente saíram no domingo, com foto da dupla assinando contrato e vestindo o uniforme do atual campeão mundial.

A ausência do Vôlei Futuro no mercado limitou as vagas para jogadoras com ranking máximo na próxima Superliga. E o caminho para algumas não tinha como ser outro: deixar o vôlei brasileiro. Péssimo para o nosso campeonato local.

Para elas, jogar num grande centro pode ser positivo como experiência, contato com rivais da Seleção e amadurecimento pessoal. A única coisa que me preocupa é o espaço para que elas joguem juntas, já que existe limite de participação para estrangeiras no Campeonato Turco. A ver.



  • Clivia

    Também fiquei triste pois acho que o volei brasileiro tem muito a perder principalmente o publico, fico sempre torcendo pelo volei ter mais espaço na mídia e conseguir mais patrocinadores. Mas acho que tem de aproveitar as oportunidades, e elas voltarão valendo zero p a próxima superliga isto e bom tb. Como torcedora e fã incondicional das duas desejo boa sorte e os objetivos delas sejam alcançados.

  • tiago

    A Mari queria jogar fora do País novamente, mas a Paula Pequeno queria ficar no Brasil. Só foi embora por falta de opção. Como a Unilever renova contrato com a Regiane e não a contrata? A contratação da Logan Tom foi acertada, porque ela é mais completa do que a Paula. A Paula é irregular no passe e tem um péssimo saque.
    Daniel por que o Zé Roberto não contratou a Paula Pequeno para o Campinas?
    Isso é indício que Paula não será convocada para as Olimpíadas.
    Concorda?

    • Daniel Bortoletto

      não concordo. ela estará em Londres

  • Ana

    Mari deveria ter saído da aba da Sheilla há três anos. Não teria abdicado de tanta coisa, hoje não estaria sofrendo tanto. Que ela e Paula, pra mim a melhor dupla de ponteiras que a seleção já teve – ATACANTES – tenham sucesso nessa nova jornada. E, quem sabe, ainda possam ajudar a seleção até o tão sonhado título mundial em 2014.

    • Luiz

      Concordo plenamente. Já esperava a carreira solo da Mari há muitos anos.

      Estou rindo demais das pessoas que criticaram a Mari quando ela disse que tinha mais golpes que a Sheilla. Sheilla é uma jogadora fantástica, mas vive muito de largadinhas e malandragem. Na hora da PORRADA isto não adianta. Gamova mostrou isto no Mundial de 2010 e Hooker vem mostrando tbm.
      Mari virando bolas maravilhosas no jogo de ontém contra aquele bloqueio de dar medo. Sheilla não passaria MESMO. Ela precisa de bolas mais aceleradas. A Mari, em forma, é a única que bate bolas altas. Espero que agora ela tenha cabeça, se recupere bem, e só pense nela mesmo e na família dela. MAIS NINGUÉM TEM QUE SER RELEVANTE NA CARREIRA DELA.

      • Annie

        EXATAMENTE!

      • César Castro

        Luiz, não vi a Mari fazer nada de mais no jogo. A única que se salvou foi a Thaísa.

        Vi foi ela tomando um monte de toco. Não só ela, mas a Jaqueline e a Paula também.
        Obviamente, o Brasil jogou sem passe. Nesse tipo de jogo, se sobressaem os matadores, O Brasil, como sabemos, tem excelentes atacantes, mas nenhuma matadora.

        Quanto a fazer carreira solo, é uma pena que a maturidade tenha chegado um pouco tarde.
        A Mari já deveria saber não misturar as coisas. Toda pessoa esperta deve saber que o trabalho é sustentáculo e não se pode ficar misturando as coisas.
        Ela teve que quebrar a cara para aprender.

        Eu não entro nessa de ficar defendendo cegamente as atletas. Quem tem um pouco de juízo e entende minimamente de vôlei sabe que a Mari não pode e nem vai ficar fora de Londres, mas foi preciso colocá-la em xeque para ela cair na real.
        Aliás, pouco importa quem vai estar de oposta em Londres. Se o Brasil jogar mal como nesse domingo o ouro em Londres é uma utopia.

        • Luiz

          Os Sheilunáticos são os melhores!
          kkkkkkkkkkkkkk
          Torça para o zé acabar com a palhaçada e colocar a Mari nolugar da Jaqueline. Se não, A Sheilla vai bancar.

          • César Castro

            Não sei onde vc me viu defendendo a Sheilla.
            Eu não sou é bobo ao ponto de ficar defendendo jogadora e querer me convencer de que A ou B está bem sem estar.

  • Edson Pelegrino

    Daniel,acredito que isso não será problema!No campeonato turco o limite de estrangeiras passará para 3 jogadoras,e além de Paula e Mari o time possui a central polonesa Berenika Okuniewska,ou seja,irão participar de todas as partidas.Outro ponto importante é que a oposta do time é a turca Seda,então imagino que a Mari vai pra jogar de ponteira!

  • César Castro

    Espero que tenha curtido o fds, Daniel.

    Vai estar em Londres?

    • Daniel Bortoletto

      Bastante. Festa junina na escolas dos filhos valeu a pena
      Não irei, César.

MaisRecentes

Definidos os grupos do Mundial masculino de clubes



Continue Lendo

As quartas de final do Paulista masculino



Continue Lendo

Bruninho e Renan analisam conquista



Continue Lendo