Vaivém: Mais uma estrangeira na próxima Superliga



O esquadrão internacional presente na próxima Superliga feminina ganhou mais uma relevante representante: a cubana Herrera.

A jogadora de 34 anos foi anunciada como reforço do Pinheiros nesta quarta-feira. Será o terceiro clube brasileiro defendido pela atleta, com passagens pelo Minas e pelo Praia entre 2010 e 2013.

Herrera deu uma pausa na carreira dois anos atrás para o nascimento do filho Chris. Na temporada passada voltou a atuar na segunda divisão da Turquia.

– Trouxemos uma jogadora com bagagem internacional adquirida nos melhores clubes do mundo. Para mim, o mais importante é a função de ponteira de força que irá exercer. Ela vem para pontuar – disse o técnico do Pinheiros, Sérgio Negrão.

No Pinheiros, Herrera atuará ao lado da oposto americana Kelsie Payne, de 22 anos e 1,92m. Ela foi a maior pontuadora do campeonato universitário dos Estados Unidos (NCAA). Com a dupla estrangeira, Negrão acredita na resolução de um problema sério do time.

Herrera teve passagem pelo Praia Clube (Divulgação)

– Na última temporada, o Pinheiros tinha volume de jogo, mas não conseguia definir. Agora, com duas ou três atacantes potentes, ninguém ficará sobrecarregada – disse o treinador

Além das duas, o Pinheiros contratou a levantadora Lyara, ex-São Caetano, mesmo time de origem da central Camila Paracatu. Do Brasília, ex-equipe de Negrão, chegaram a líbero Jú Perdigão e a central Aline. Também foram contratadas, a levantadora Fran, do Barueri, e a ponteira Clarisse, do Fluminense. O clube renovou os contratos das jogadoras Mari, Roberta e Letícia, enquanto promove a transição das juvenis Pietra, Lorayne, Amanda e Lorena.

No papel a chegada de Herrera é relevante para o Pinheiros. É preciso esperar para ver como ela chegará fisicamente após a gravidez e uma temporada na divisão de acesso turca.

LEIA TAMBÉM

+ A briga entre Simon, Sada/Cruzeiro e Civitanova



MaisRecentes

Itália, Sérvia, Holanda e China nas semifinais do Mundial



Continue Lendo

Sérvia e China mais perto das semifinais do Mundial



Continue Lendo

A Itália chegou mesmo para ficar



Continue Lendo