Vaivém: Kim jogará (ou não) com brasileiras. Gustavo em Canoas



Depois de um longo inverno, o Vaivém está de volta. Vou reunir aqui duas das principais notícias dos últimos dias.

A coreana Kim, talvez a melhor jogadora do mundo na atualidade, vai continuar no Fenerbahce. Mesmo sendo muito assediada por times do Azerbaijão e da própria Coreia, ela acertou a extensão de seu contrato por mais duas temporadas.

Assim, ela será companheira de Paula Pequeno e Mari, que acertaram a transferência para o atual campeão europeu. A notícia boa é jogar com Kim, uma jogadora com ótimo passe e excelente aproveitamento no ataque. A ruim é que o banco de reservas pode virar o destino de alguma brasileira. Para atuarem juntas, Mari terá de ser deslocada para a saída de rede. Pesa ainda a limitação no número de estrangeiras no campeonato local. Recentemente, o Fener contratou também a central Okuniewska (POL) para o lugar de Fabiana.

Já no Brasil, destaca-se a contratação do central Gustavo pelo time de Canoas.

Neste caso, duas coisas devem ser comemoradas:

1) O retorno de um time do Rio Grande do Sul à Superliga. O estado é um celeiro de craques e quase sempre esteve presente no topo, com as equipes da Ulbra, Frangosul, Caxias, Bento Gonçalves… Só para citar alguns. É muito ver o estado novamente representado no cenário nacional.

2) A manutenção de um campeão olímpico no Brasil também merece citação. O mercado nacional sofreu um grande revés com o fechamento de alguns times, como Montes Claros, e a diminuição de investimento de outros, como o Vôlei Futuro. Muitos jogadores de ponta ficaram (ou estão) desempregados e migram para outros países. O meio de rede, mesmo com as portas se fechando, priorizou ficar no Brasil e conseguiu sua recolocação. Gustavo tem o histórico de poucos e vai agregar muito ao projeto gaúcho.



MaisRecentes

Vaivém: Ribeirão apresenta novo elenco



Continue Lendo

Vaivém: Claudinha chega com moral ao Osasco/Audax



Continue Lendo

Vaivém: “Livre”, Thaisa seguirá atuando no Brasil



Continue Lendo