Vaivém: Jaqueline, Fofão, Érika, Lia…



Com os times praticamente montados, poucas notícias bombásticas acontecerão com transferências no mercado feminino.

O Sollys/Osasco, que ainda não oficializou reforços estrangeiros depois de tanto procurar, é de quem se espera novidades ainda.

Jaqueline ainda negocia a permanência no clube e já deixou claro que não pretende deixar o Brasil e ficar longe do marido Murilo.

A americana Hooker, depois de se oferecer publicamente, falar português e deixar o acerto encaminhado, é nome dado como certo, apesar de ter uma ação a ser julgada na FIVB por ter rompido unilateralmente o vínculo com o Pesaro. Serem pegos de surpresa com uma suspensão da atleta é tudo que os dirigentes do Sollys/Osasco não querem no futuro.

Já a campeã olímpica Fofão, sonho de 9 entre 10 torcedores brasileiros, vê a chance já pequena de voltar ao país diminuir com o passar dos dias.  O blog apurou que o Usiminas/Minas, uma das únicas opções viáveis atualmente, não fez proposta oficial à levantadora.

Já Érika e Lia estão quase de partida. A ponta analisa proposta de quatro países, enquanto a oposto está na mira do Chateau d’Ax Urbino, da Itália.

 



  • Lucas Albuquerque

    como a Fofão não tem time?
    isso é ridículo…esses dirigentes de clubes do Brasil não raciocinam!

    E o Osasco, que dúvida hein…não confirma ninguém!!

    Daniel, você sabe algo sobre a Carol Albuquerque?

  • Rodrigo

    Daniel no que se refere a ponteiras no Sollys… Existem outras opções sendo analisadas pelo Osasco ou vai de Jaqueline mesmo?!

    • Daniel Bortoletto

      tendência é a Jaqueline mesmo

  • Sidnei Gama

    Boa tarde, Daniel!
    Se Hooker ñ vier…Ñ seria interessante para o Sollys/Osasco contratar tanto a Érika como a Jaqueline (Mesmo que com a Jú Costa) e deixar a Tandara de Oposto?

  • Adriano

    Pô, que decepção… Realmente acreditei que a Fofão viria para o Minas. Agora lamento que o Vôlei Futuro nem tenha optado por ela no início da temporada, e de repente deixado a Ana Tiemi ir pra uma equipe menor.

    Se eu fosse torcedor do Minas, estaria muito chateado com o time, que é um dos mais tradicionais do nosso país e há anos não monta time com chance de título no feminino. E agora a tendência é o time também não ter chance de título no masculino.

    Quero ver agora é pra onde a Fofão vai, porque mesmo os principais times internacionais já estão fechados com levantadoras. De repente uma proposta obscura da Rússia?

  • Flavio

    Simplesmente ridículo jogadoras desse nível sem clube. Quanto ao Minas, eu q sempre frequentei o clube, hj torço pra que não chegue nem entre os 8, pra deixar de ser idiota!

  • Daniel Bortoletto

    acertado e no tom certo, Afonso
    obrigado

  • EUA

    Não sei o que a diritoria do Minas e Usiminas estão pensando na vida. Tudo bem que Claudinha esta numa ascendente, mas Fofão é o diferencial.
    Quem não quer essa jogadora na sua equipe?
    Kd a marqueteira da Ana Flavia que fica todos os jogos batendo papo com o presidente do clube?
    Erika tá louca pra ficar em Mg perto da familia, jogar no clube que um dia foi tão feliz.
    Acho que alguem deveria apresentar o blog do Daniel para o Minas/Usiminas, talvez não residam no mesmo pais que nós.

  • Rodrigo

    Pessoal, sou torcedor do Minas há anos, desde os tempos do período áureo de Leila, Ana Paula, Hilma e etc. O que ocorre é o seguinte: NÃO HÁ MOBILIZAÇÃO DA TORCIDA EM TORNO DO TIME. Se não há pressão, os dirigentes se acomodam e acabam transformando o clube em um “seleiro” revelador de jogadoras. Acontece que já faz tempo que poucas jogadoras são reveladas, e aquelas que aparecem são liberadas para outros clubes-empresas. Uma vergonha! O único clube do Brasil com estrutura própria deixou de existir há anos!!! E aí torcida, vamos protestar? Enviar emails para a diretoria, ir para o Minas e exigir soluções – lógico, tudo de forma pacífica!
    TUDO EM NOME DO RESGATE DA TRADIÇÃO DO MTC! CHEGA DE SERMOS TRATADOS COMO PALHAÇOS!!!!!

MaisRecentes

O novo conceito da FIVB para 2018



Continue Lendo

Apenas Lebes/Canoas faz o dever de casa na rodada



Continue Lendo

Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



Continue Lendo