Vaivém: Gustavo confirma Canoas fora da próxima Superliga



Canoas está fora da próxima edição da Superliga masculina.

A confirmação foi feita pelo campeão olímpico Gustavo Endres, gestor do projeto.

Nas redes sociais, o ex-jogador escreveu um texto confirmando a difícil decisão de abrir mão da vaga garantida em quadra após o oitavo lugar na última edição da elite nacional.

“Por dificuldades externas tivemos que tomar a dura decisão de abrir mão da vaga na Superliga 2018.2019. Lugar que a APAV conquistou em quadra com inúmeros sacrifícios e com muita superação”, escreveu.

Dia 15.06.2018. Este dia está sendo um dos mais tristes e revoltantes da minha vida de gestor. Por dificuldades externas tivemos que tomar a dura decisão de abrir mão da vaga na Superliga 2018.2019. Lugar que a APAV conquistou em quadra com inúmeros sacrifícios e com muita superação. Mas não vão nos derrubar! Iremos recomeçar mais fortes e mais concretos privilegiando aqueles que realmente acreditam no nosso projeto. Almir Beltrame e Leonardo Senna parceiros de gestão. O caminho vai ser longo e árduo mas a motivação è ainda maior pois temos uma legião de fãs que torcem e acreditam em nós. Obrigado a vocês seguidores do vôlei gaúcho e do Brasil que são a nossa principal razão de existir. Contamos com todos!! #VoaAPAV

A post shared by Gustavo Endres (@gustavollei) on

Os problemas citados por Gustavo foram repasses não recebidos de parceiros, fazendo com que pagamentos não fossem feitos. No regulamento da última edição da Superliga, a CBV incluiu um item que obrigava cada participante com vaga garantida na edição seguinte a apresentar documentos assinado por todos os representantes do time (atletas e comissão) comprovando a quitação dos débitos previstos.

A saída de Canoas é um duro golpe para um tradicional centro do vôlei nacional. O Rio Grande do Sul, com tantos projetos vencedores ao longo das últimas décadas, fica sem representantes na Superliga. Ulbra, Frangosul, Bento Gonçalves, Novo Hamburgo foram alguns dos projetos que ficaram pelo caminho.

Lebes/Canoas foi eliminado pelo campeão Sada/Cruzeiro na última Superliga (Divulgação)

Na mensagem, Gustavo deixa claro também que a ausência na elite da Superliga não significa o fim do projeto. O caminho para o retorno, porém, obrigará pela passagem pela Superliga B para recuperação da vaga.

Sem Canoas, a CBV convidará as equipes então rebaixadas e que tenham cumprido dos requisitos do regulamento citados acima. Na temporada passada, Maringá e Juiz de Fora caíram.

Atualização (às 15h) com a nota oficial de Canoas:

“Depois de seis temporadas participando, com muita dignidade, da Superliga A, chegou o momento, infelizmente, de abdicarmos da vaga para a próxima Superliga. Daremos um passo atrás neste momento, para darmos dois adiante no futuro. Nosso principal objetivo é honrar os contratos dos atletas e comissão técnica, como a APAV sempre fez, para depois pensarmos em participar da Superliga B. Recomeçar. Uma das nossas parcerias não manteve a regularidade dos pagamentos e, assim sendo, ficamos em débito com atletas e comissão técnica entre outros. Estamos trabalhando para solucionar esses imbróglios e continuar a nossa história no cenário estadual e nacional. Precisamos de ajuda para manter e melhorar o nosso projeto e para isso contamos com todos os nossos fãs e possíveis novos parceiros, que aceitem esse belo desafio de representar o nosso estado”.

LEIA TAMBÉM

+ Brasil perde por 3 a 0 para o Canadá



MaisRecentes

Atuação ruim tira Brasil da final da Copa Pan-Americana



Continue Lendo

Vôlei Renata anuncia novidades para a temporada



Continue Lendo

Jaqueline anuncia aposentadoria da Seleção



Continue Lendo