Vaivém: Estrangeira em Uberlândia



O Banana Boat/Praia Clube anunciou, nesta segunda-feira, um reforço internacional para a temporada 2014/2015.

Trata-se da ponta americana Bailey Marie Webster, de 23 anos.

Pouco conhecida no cenário internacional, ela tem 1,91m e se destacou como universitária, faturando títulos nacionais e prêmio individual de melhor jogadora do país.

Neste ano, foi convocado para a seleção principal americana, no torneio que garantiu o país no Campeonato Mundial da Itália.



  • Stefanie Karg

    Vai continuar nadando … E morrendo na PRAIA!!! KKKKK!!!

    • Marcelo Mancini

      Pelo menos vai continuar nadando, enquanto muitos times por ai não tem força nem pra isso…
      kARGH….

  • Mick

    Torço muito pelo praia.

  • Paula Cerqueira

    Nunca a vi em ação. Mas, só em saber q a Sassá ñ será a titular, já é uma excelente notícia!!!!

    Sucesso ao Praia. Tomara q represente novamente o Brasil no Top Volley em dezembro!

  • Michel Pereira de Oliveira

    Ressalvada a contratação da Tandara, o Praia nunca contratou tão mal (Ramirez, Sassá, promessa Americana, Natasha… aff) quanto nesta temporada.

  • Felipe

    Só o Praia mesmo!!!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Parece Piada…

  • Bernardo

    Uma ponteira com mais de 1,90m. Será que um dia o Brasil também conseguirá ter atletas dessa altura como ponteira?

    • Andre

      Bom meu amigo, me responde do que adianta ponteiras com 1,90 de altura??? Isso deu título para as Russas Gigantescas, sem falar nas Americanas, Chinesas, Alemãs e Sérvias? Altura não deu duas medalhas Olímpicas a elas. Talento e dedicação sim nos deram medalhas olímpicas e vários outros títulos. Temos um conjunto forte, não entendo essa eterna desconfiança da nossa seleção !

    • A. Barreto

      A Mari tem 1,88/ 1,90 (cada hora falam uma altura) com alcance de bloqueio de meio-de-rede, mas realmente não vejo outras jogadoras altas surgindo na ponta, pra padrão internacional não tem outro jeito, senão é toco em cima de toco.

    • Fabio

      A sérvia que jogou a última temporada por Osasco cansou de bancar para Gabi, que jogava de líbero quando era juvenil por causa da altura.

      • Edu

        A servia que estava no Osasco, a Sanja, um e noventa e três, uma das mais belas jogadoras da ultima superliga ficou menos de 20 por cento das partidas no banco para a Gabi.E aesforçada Gabi, um e setenta e quatro, fez um mundial desastroso e lá bancou o tempo inteiro para a Sanja – a jogadora mais regular do Molico na competição.Não existem verdades absolutas.

  • Achei uma boa contratação, alta e Jovem, creio que o praia montou um elenco com boas possibilidades para as pontas. Pode trabalhar bem o Técnico nesse sentido, acredito que vem forte. A única ressalva fica por conta das Centrais que não são tao boas assim, uma ataca e a outra bloqueia, e a levantadora que o desempenho é duvidoso. Mas nos demais, creio que esteja nívelado entre as liberos, só perde pra Fabi. As pontas são um destaque, e este grupo diverso eu achei interessante. Tandara, Ramirez, Jú Costa, esta americana, Sassá e etc.Bom Time, deve brigar por uma vaga na Final, Creio que semi-final é obrigação.

    • Andre Teodoro

      Concordo com Você, Karine não passa segurança e Jú Carrijo decaiu no momento mais indevido, nos Play-off’s. Gosto da Jú Carrijo só tem que ter sua confiança restabelecida, mas Karine é caso perdido. Quanto as Centrais Nat Martins parece estar em melhor moento que as demais, Letícia parece fora de forma, não jogou muito na última temporada, Aline Santos é alta tem 1,96 mas não sei como essa menina joga, nunca a vi jogando e Natasha tem que voltar a jogar como jogava no Minas com garra, talvez recupere a velha forma, pra isso tem que parar de comer salgadinho no banco e não se acomodar em ser reserva!

    • Fernando

      Com esse time, e obrigação chegar na semi final.

      esse ano os melhores times sao SESI, PRAIA, MOLICO e RIO

  • klaus

    Porque então não apostar numa jogadora brasileira?Se for para contratar estrangeira, então que seja uma jogadora já experiente.Tantas jogadoras brasileiras jovens com talento para se apostar. Sinceramente acho que a prioridade deve ser dada às brasileiras .

  • Edu

    Os EUA pela dimensão do campeonato universitário e o maior manancial de atletas de vólei em atividade.A fórmula é simples com bastante quantidade vamos aprimorar a qualidade.Não conheço a jogadora mas o Praia pretende fazer um time mais equilibrado e competitivo esse ano.Tenho um pé atras com o novo técnico -nada carismático, ao contrário do Spencer e movido na inércia em suas declarações públicas.Mas ele pode calar minha boca.Em tese começa a assumir a cara de terceiro melhor elenco da temporada.

  • Fabio

    Bem fraca no passe, a maior quantidade de substituições permitida pela liga universitária forma jogadoras especializadas só em ataque ou passe, já que umas só ficam em quadra quando estão na rede e outras só entram para fazer fundo, se daria melhor virando oposto.

  • Logan Tom

    Não entendo porque as pessoas tem criticado tanto as contratações do Praia Clube!! Pra um time com investimento mediano as contratações estão até muito boas. Na minha opinião, o time surge como a terceira força do país, atrás apenas do Molico Osasco e da Unilever. As levantadoras são medianas mais acho que vão dar conta do recado. As centrais não são nenhuma “Fabiana” ou “Thaisa” mas não devem comprometer. Tássia, a líbero também não eh nenhuma “Fabí”, mas não perde para líberos como C. Brait ou Léia. O trunfo vem com as ponteiras: Tandara e Ramirez são jogadoras de definição e que devem assumir papel fundamental para guiar o time. Além disso, o time contratou ponteiras experientes (Jú Costa e Sassá) que equilibrarão o passe e que, inclusive, devem brigar pela titularidade. Quanto a americana, é uma incógnita. Pode surgir como revelação no time e despontar na Superliga. Mas acredito que no início deve entrar aos poucos, nas inversões 5X1, pra ir ganhando ritmo de jogo.

  • Patricia

    Isso é o que eu não entendo, se é pra apostar em jogadora desconhecida, jovem, etc…. porque não uma brasileira da seleção juvenil? acho um absurdo certas contratações. Se é pra contratar estrangeiras prefiro as mais experientes, que realmente vem pra ajudar a equipe.

  • Rodrigo

    Acho que as pontas trm varias opçoes. Espero que seja bem utilizada essa americana, porque Sassa e Ramirez sao instaveis. E a primeira tem um ataque mediano. Fico com medo do meio de rede… Era melhor com Scott e Angelica, ficou medio com Nat e myhara, e agora piorou…

  • Mick

    Daniel a Herrera postou uma foto dela jogando contra o Osasco com a legenda “Humm preparandome”. Sabe se ela continua no Brasil, ela não respondeu as perguntas, ou ela só esta fazendo suspense.

MaisRecentes

O novo conceito da FIVB para 2018



Continue Lendo

Apenas Lebes/Canoas faz o dever de casa na rodada



Continue Lendo

Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



Continue Lendo