Vaivém: Dani Lins e quatro confirmadas no Hinode/Barueri



O Hinode/Barueri confirmou, nesta quarta-feira, a contratação da campeã olímpica Dani Lins e de mais quatro reforços para a temporada 2018/2019.

Além da levantadora, José Roberto Guimarães terá à disposição as centrais Milka e Lays e a ponta Maira, ex-Pinheiros, e a levantadora Juma, ex-Bauru.

Há um ano sem jogar, por conta da primeira gravidez e nascimento da sua filha Lara, Dani Lins retorna às quadras pela Seleção Brasileira e já treina no Centro de Treinamento Sportville, da sua nova equipe.

– Primeiro gostaria de dizer que estou muito feliz por fazer parte do Hinode/Barueri, um grande projeto que só tem a crescer mais e mais. A estrutura aqui é incrível e posso dar continuidade ao trabalho da seleção com a comissão técnica, que também faz parte do time. As minhas expectativas são as melhores possíveis, com essa comissão me apoiando e com a torcida sempre presente, podemos chegar longe – afirma a levantadora de 33 anos.

Dani Lins com a camisa da nova equipe (Gaspar Nóbrega)

Para o técnico Zé Roberto, a presença de Dani Lins será muito importante para toda a equipe.

– É um prazer enorme receber a Dani no nosso time. Ela é uma das melhores levantadoras do Brasil e do mundo e esperamos que venha somar muito na equipe que estamos tentando estruturar para esse ano. Tecnicamente ela é muito boa e com a experiência em clubes e na seleção, que ela consiga passar sua versatilidade às demais do time. Estamos trabalhando duro para anunciar grandes nomes, como o da Dani Lins. É um excelente reforço para a próxima temporada – comenta o técnico.

Além dos reforços, o Hinode/Barueri também renovou com Natinha (líbero), Tainara Santos (ponta), Jacke Moreno (levantadora) e Sara Dias (oposto).

Com exceção de Dani Lins, as demais novidades mostram a tendência de Barueri de baixar a média de idade do elenco. Juma completou 25 anos em janeiro, Milka e Maira têm 23 anos, Lays, 22.

 

LEIA TAMBÉM

+ Serginho reclama de Renan Dal Zotto após convocação da Seleção



MaisRecentes

Quem se deu bem nos grupos da segunda fase do Mundial masculino?



Continue Lendo

Brasil cumpre obrigação e agora torce por rival por liderança



Continue Lendo

Brasil se recupera, vence o Canadá e ainda pode ser 1º do grupo



Continue Lendo