Vaivém: Campanha popular pela volta do Montes Claros



Na semana passada, escrevi no blog sobre o projeto que tenta ressuscitar o time masculino do Montes Claros. Segue o link para quem não leu: http://wp.me/p1b2tr-1p5

Nesta terça, recebi esse texto no Facebook, com uma campanha para que o projeto vire realidade. Confiram:

Um novo projeto está sendo criado para o vôlei de Montes Claros. Porém, diferente do que foi as 3 primeiras temporadas da equipe, a 4ª temporada não será comandada pelo antigo diretor (Victor Felipe Oliveira) e não envolve a participação da Funadem.

Quando a equipe de vôlei de Montes Claros foi lançada em 2009, poucos acreditavam que ela daria certo. Para a admiração da maioria, foi uma das gratas surpresas que a cidade poderia ter. Não foi um time que ganhou todos os títulos que vieram pela frente, mas que fez surgir na população norte-mineira uma torcida apaixonada, que fazia bonito em todos os jogos no CALDEIRÃO. Portanto, esses torcedores sentiram a desesperança quando o time acabou em 2012. Todavia, através de um projeto reestruturado, o Montes Claros Vôlei irá voltar.

Atendendo a todos que sonhavam que um dia o MOC voltasse, a promessa é de que em breve todos possam conhecer o novo “Pequi Atômico”. Apesar de já confirmado, ainda existem alguns pontos a serem acertados pelo diretor (de identidade ainda não revelada) a fim de tornar o projeto ainda melhor. Entre eles estão os seguintes pontos:

– APOIO DA PREFEITURA. De que forma? Reformando o ginásio. Uma exigência mínima da nova direção para que os jogadores possam trabalhar e a torcida assistir aos jogos confortavelmente. Quem frequentou o CALDEIRÃO sabe dos problemas que foram enfrentados com o teto e vestuários. Sendo assim, a prefeitura não entraria com verba apoiando o projeto, como fazia com a antiga equipe, apenas ofereceria condições para que o projeto possa acontecer com as condições apropriadas.

– Outro ponto importante é com relação aos PATROCINADORES. Mesmo com o acordo com o máster, quanto mais apoio o novo time conseguir, mais competitivo ele será, e é aí que a maior força do projeto entra: A TORCIDA. É de extrema importância que os torcedores falem da volta do MOC, divulguem as matérias lançadas na internet, de qualquer site e, se possível, peçam mais patrocínios. Essa é a maior propaganda que o vôlei da cidade pode ter.

Unimed, Minas Brasil, Transnorte, Coteminas, Palimontes, Rede Bretas, Supermercados BH, Alpargatas e tantas outras grandes empresas da cidade têm nas mãos a oportunidade de serem parceiras desse novo projeto do Montes Claros Vôlei, que promete mais seriedade do que o anterior.

Mais do que nunca a torcida precisa expor o desejo de retorno do Pequi Atômico, como vem fazendo principalmente nas redes sociais. Como exemplo, a Orkutorcida começou uma campanha há alguns dias expondo uma foto com o ginásio chegio e a hashtag “#VoltaMOC”. Em pouco tempo foram mais de 1.000 compartilhamentos de torcedores, técnicos e jogadores apoiando a volta de Montes Claros ao vôlei brasileiro.



  • romano

    que boa notícia, não só ressurgimento do Montes Claros, mas o pedido de participação da torcida para ajudar o projeto. Esse é um grande diferencial positivo: a identificação de uma cidade com um time e o apoio de uma torcida apaixonada. boa sorte ao projeto!

  • Igor Veloso

    Ilusão, duvido que vão conseguir patrocinador. A maior dificuldade de todas as equipes é conseguir um patrocinador. Para montar um equipe mediana são necessários no minimo 3 milhões de reais. Menos que isso seria uma equipe medíocre. Que está tentando colocar esse projeto do vólei de volta são alguns jogadores e desempregados de comissão técnica que não encontram nenhum time para jogar. A maioria devido estarem com idade avançada ou incompetência profissional. Time de cidades com maior poder econômico que Montes Claros não está conseguindo ex.: Campinas, Floripa, São Bernardo do Campo, alguém acha que Montes Claros vai conseguir. Acorda Montes Claros!!!!

    • JP

      Na verdade Igor, corre em imprensa local, e segue o vídeo http://www.tvcanal20.com.br/videos/2/1980, que já existem 2 patrocinadores confirmados, porém não tiveram os nomes divulgados. O que se pretende é conseguir maior aporte financeiro e voltar a visibilidade do Projeto.

      E engana você que cidades com menor poder econômico não podem fazer projetos sérios de vôlei e conseguir apoiadores/patrocínios. Vide Volta Redonda e Canoas, que estão no mesmo nível de Montes Claros.

  • Igor

    Jp, percebe em seu comentário uma falta de conhecimento. Fica difícil compara economicamente Montes Claros com Volta Redonda e Canoas. Você já viu o PIB dessas cidades? A economia de Montes Claros é infinitamente menor. Impossível de comparar. Já que tem os patrocinadores porque não apresenta? Você quer saber porque? É devido ser patrocinador apenas de logística, é aquele que vai emprestar um ônibus, fornecer remédio, fornecer alimento, ou dar o plano de saúde. O patrocínio que vem para custear salários, hospedagens e outros itens consome 95% de um projeto como esse e gira por temporada 2,5 a 3 milhões de reais. Esse é o patrocinador Master. Cade ele? Não tem, porque sr tivesse já tinha anunciado. Agora se os organizadores vao montar um time medíocre aí é mais fácil qualquer 750 mil consegue. Para você ter idéia a media de contrato de jogadores medianos no volei hoje é de 200 a 450 mil reais por temporada multiplique por 12 jogadores mais comissão técnica e veja quanto vai precisar de patrocínio para pagar salários. Se vc tiver duvida pesquise na internet para você ver. Agora jogadores medíocres com baixo rendimento você vai conseguir por 50 a 100 mil a temporada, porém vamos ver nossa cidade ser humilhada nas quadras.

    • JP

      Entendo perfeitamente e se falando em PIB, Araçatuba tem PIB igual ao de Montes Claros e manteve seu time de vôlei por tanto tempo. Tudo depende de organização e projetos bem estruturados. Defendo a tese que, assim como entretenimento, o esporte é um produto que precisa de consumidores. Talvez o grande trunfo de Montes Claros seja isso: consumidores não falta!

      Sobre os patrocinadores, divulgá-los ou não, isso é o que corre em imprensa local. Fato é que em Montes Claros tem grandes empresa com potencial para bons aportes financeiros, vide: Havaianas/Alpargatas, Nestlé, Novo Nordisk, Lafarge, Vallé, Petrobrás Biocombustível, Fiat/New Holland, Elster, Café Letícia/3 Corações, e outras que foram citados no texto.

MaisRecentes

A dor de Gabi e de quem estava ao lado



Continue Lendo

Duas gratas surpresas na Superliga



Continue Lendo

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo