Vaivém: A aposta do Pinheiros em gigante americana



Compartilho com vocês a reportagem de Jonas Moura, no LANCE, sobre a aposta do Pinheiros para substituir Bruna Honório, que se transferiu para o Camponesa/Minas.

Trata-se da oposto americana Kelsie Payne, 23 anos e 1,93m. A íntegra da matéria está no link.

A americana anunciou a transferência para o Brasil nas redes sociais, assim que concluir a faculdade em Kansas. Será a primeira experiência profissional da oposto, que disputou o circuito universitário americano, conhecido como NCAA. Ela já teve uma oportunidade de disputar a Copa Pan-Americana pela seleção dos Estados Unidos.

– Kelsie é uma oposta com biotipo sensacional. No aspecto físico, lembra a Destinee Hooker. Tem um nível bom, mas ainda sem experiência como profissional. Estamos apostando em um nome que pode ser uma grata surpresa – disse o técnico Sérgio Negrão, que trocou a gestão do Brasília pelo comando do Pinheiros para a temporada 2018/2019.

Certamente a melhor palavra para definir a contratação é aposta. Sem um orçamento para buscar grandes nomes, o Pinheiros precisa correr risco para encontrar um diferencial na próxima Superliga.

No Brasil, Kelsie Payne conviverá com outras compatriotas. No Dentil/Praia Clube, já estão confirmadas a levantadora Carli Lloyd e a oposto Nicole Fawcett. Já Hooker e Newcombe não renovaram o contrato com o Camponesa/Minas.

LEIA TAMBÉM

+ Dentil/Praia Clube anuncia mais três contratações

 



MaisRecentes

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com as chuvas no Brasil



Continue Lendo