Vaivém: a situação da Cimed, sem a SKY



O projeto Cimed é uma interrogação para a temporada 2012/2013.

O tradicional time catarinense não contará mais com o aporte importante da SKY e fará reuniões na próxima semana para definir se o time masculino será mantido ou não.

Em entrevista ao blog, Renan Dal Zotto, gerente de esportes da Cimed, confirmou a indefinição.

– Hoje eu não me arriscaria a dizer qual a porcentagem de seguir, qual seria o tamanho, de descontinuar… Está tudo indefinido. Na semana que vamos nos reunir e buscar essas respostas. É assim todo ano. Vamos esperar – disse o ex-jogador da Seleção, por telefone.

Os jogadores, que ainda estão sob contrato até o fim da Superliga, já sabem da indefinição e muitos receberam sondagens de outros clubes. Como postei no blog mais cedo, João Paulo Tavares, por exemplo, aceitou jogar os playoffs da Série A-2 do Italiano.  http://blogs.lancenet.com.br/volei/2012/04/13/vaivem-joao-paulo-tavares-na-italia/

Giba e Gustavo, que estão ligados à SKY desde o projeto com o Pinheiros, estão no mercado. Eder e Renato receberam sondagens do Sesi e da Medley/Campinas.

– Faz parte. É normal nesta época times fazerem contatos, procurar jogadores. Muitos estão se mexendo.

Criada em 2005, a Cimed  conquistou quatro títulos da Superliga (2005/2006, 2007/2008, 2008/2009 e 2009/2010).

 



  • Jairo(RJ)

    Daniel,
    1) A desclassificação do Cimed pode ser considerado o fator principal no rompimento da parceria?
    2) O aporte da Sky era único na Cimed?
    3) Em caso de aportes altos, as parcerias firmam contrato somente por um ano?

    Que lenha, hein! Pós SL, os carinhas de Floripa acordando em casa sem saber o que fazer! Realidade esportiva complicada. Tomara que tudo caminhe para uma solução boa para todos!

    • Daniel Bortoletto

      1) sim. Vale lembrar que SKY também não deu resultado no projeto Pinheiros
      2) Não. Unilever também recebe atualmente, por exemplo
      3) Normalmente sim. Cimed procura outro co-patrocinador para manter o projeto

      • Bruno

        Acho que a pergunta 2) se refere a possíveis outros aportes que o Cimed recebia.

        Acredito que não, além da própria empresa, o governo do estado apóia também salvo engano.

        • Jairo(RJ)

          Era isso mesmo. Obrigado pela resposta

  • Rafa

    Daniel vi uma entrevista do Giba e ele fala de possibilidades de mudança. Ele fala do Minas (possibilidade). Tem rumores que a Vivo vai aumentar a verba para esse ano. Você acha possivel ele voltar ao Minas?

    • Daniel Bortoletto

      com os valores atuais de patrocínio, não

    • Fabio Rodrigues

      A Vivo vai aumentar orçamento e as conversas com o Giba já estao em andamento. Mas o seu grande desejo é montar o time em Curitiba, mas ainda assim negocia com o clube.

  • Fabiano

    Mais uma grande equipe que pode ser desmantelada. Uma pena para a torcida catarinense. Mas isso que dá ter um time “empresa”. Quando o retorno não é viável, os dirigentes não pensam em terminar o projeto. Nesse ponto temos que parabenizar equipes como Pinheiros e principalmente o Minas. Mesmo com orçamentos menores as direções fazem um esforço para manter as equipes.

  • Ana

    Mais um time que Giba e Gustavo enterram. kkkkkkkkkkkkk

    A Sky é o tipo de patrocínio que só faz mal ao esporte. OPORTUNISTAS!

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo