Unilever e Sollys/Nestlé caminham para o óbvio 2 a 0



Será surpreendente ver algo diferente do acontecido ontem nos duelos Unilever x Rio do Sul e Sollys/Nestlé x Usiminas/Minas.

3 a 0 para os favoritos, sem qualquer susto nas parciais, deixando assim os dois gigantes que dominam a Superliga há quase uma década bem próximos da semifinal.

No Tijuca, no Rio, Gabi voltou a se destacar pela Unilever. Foram 14 pontos e o troféu de melhor em quadra para a jovem ponta. Hoje acho que já vale colocar em discussão: a contratação de Logan Tom foi desnecessária? Pelo que Gabi está jogando, a americana não teve o impacto que se esperava no retorno para o Brasil. Quando estiver recuperada da contusão, Tom poderá esquentar o banco. Uma cena até certo ponto rara, não?

No sábado, às 16h, em Rio do Sul (SC), a série deverá terminar. E a Unilever vai esperar o vencedor de Sesi x Banana Boat/Praia Clube.

Em Osasco, o Sollys/Nestlé finalmente contou com uma atuação sem altos e baixos de Sheilla na vitória sobre o Minas. O 25 a 11 do terceiro set talvez tenha sido exagerado, mas demonstra a diferença dos times na temporada.

A oposto terminou o duelo com 19 pontos e admitiu depois que estava devendo uma atuação convincente. Se Sheilla mantiver o crescimento nos playoffs, será um diferencial neste estrelado time de Luizomar de Moura.

O segundo jogo da série será na sexta, às 18h30, na Arena Vivo, em BH.

 



  • Mateus

    Pouts, até que enfim uma atuação digna de Sheilla depois do mundial de clubes. Bem no bloqueio e no ataque. Claro que a Fabíola também cooperou não mandando só jacas, mas mesmo quando a bola não vinha tão boa ela consertava e virava, o que não vinha acontecendo nos jogos anteriores.

    Analisando ambas as partidas, nenhuma surpresa. Mas é bem bacana ver Neneca e Elis jogando pelo Rio do Sul. Claro, são tecnicamente inferiores a Natalia, Jaqueline, Garay, Gabi, etc., mas são muito esforçadas e não se intimidam. Podem errar por atrevimento, mas não por omissão durante o jogo. Aliás, muito legal o time todo de SC. Sabem das limitações, mas jogam com total disposição.

  • Juju

    Dois jogos ruins pela disparidade técnica das equipes, além disso o Minas foi decepcionante, nem garra e vontade demonstrou. O que me surpreendeu foram os 5 pontos de bloqueio da Sheilla, nunca foi o melhor fundamento dela, mas os 19 pontos foi bom pra calar algumas críticas totalmente incoerentes sobre ela. Quanto a Unilever Daniel, acho que se Logan voltar a Natália deveria ir para o banco ou voltar a jogar como oposta, ela melhorou um pouco no ataque no jogo de ontem, mas tem sido uma superliga decepcionante da mesma. O Bernardo parece pensar que Gabi é substituta da Logan, mas a garota tem muito potencial de ataque e bom passe, acho que a Unilever ficaria extremamente equiilibrada com Gabi e Logan nas pontas.

  • bsb

    A contratação da Tom é muito importante para a divulgação da SL, ela é uma das principais jogadoras do mundo, mas se pensarmos que antes dela se machucar já não estava atuando bem a contratação passou a ser fracassada, mas não desnecessaria. Quanto a Sheilla, até agora ela não jogou tudo o que sabe e se jogar 50% o Osasco é campeão dessa SL. Interresante tb é ver os públicos dessa fase: em Osasco 2.430 pessoas, no Rio 600, em SP (SESI) 490. Pq será? De todo o modo é vergonhoso vermos esse público para Unilever.

    • Afonso RJ

      Eis um exemplo de como a análise puramente de números pode ser enganadora. Ontem aqui no Rio caiu um temporal muito forte com muitos raios e trovões que assustou muita gente. O medo de enchentes devastadoras nessa época do ano por aqui não é desprezível e com toda a certeza afastou o público. Garanto que se o tempo tivesse ajudado o público teria sido maior. É bom que se diga que em Osasco também choveu, mas uma chuva normal que iniciou depois do jogo ter começado, e não como aqui no Rio, que parecia que o mundo viria abaixo.

    • juliana

      será pq o rio de janeiro no dia de ontem ficou ilhado com o temporal de ontem que ngm conseguia sair do lugar

    • Andrews

      Se você morasse no Rio entenderia o motivo do pouco público no Tijuca. A tempestade que caiu no Rio e causou vários alagamentos explica,isso sem falar que a Tijuca é uma das áreas que mais sofre com alagamentos,devido ao rio Maracanã. A Unilever lota o Maracanazinho e não precisa provar isso num dia de temporal.

  • O MELHOR JOGO SERA BANA BOAT E SESI,PQ ESTÁ EM ABERTO! SE O TIME DE UBERLÂNDIA CONSEGUI FINALIZAR PELO MENOS UMA PARTE DAS BOLAS COM CERTEZA VAI GANHAR,PQ O RESTO DO GRUPO É HOMOGÊNIO E NÃO DEPENDE SO DE UMA JOGADORA COMO O SESI,NO CASO A TANDARA!SE A DAYSE E A MONIQUE PESAREM MAIS MÃO NÃO DANDO CHANCE DE DEFESA CERTAMENTE SAIRÁ VITORIOSO,PQ INCRIVELMENTE TEM MAIS TIME! DIGO INCRIVELMENTE PQ NÃO TEM ATLETAS DE SELEÇÃO BRASILEIRA,MAS TEM A SCOTT DA SELEÇÃO NORTE-AMERICANA!

  • Caco

    Impossível considerar a contratação da americana como desnecessária. O passe do Rio é inconstante. Quando uma não está bem, entra a outra. O Rio precisa do elenco, diferentemente do Osasco. Acho o Sollys com um primeiro time melhor, mas é justamente a qualidade do banco da Unilever que pode equilibrar o jogo em uma possível final. No ano passado, Unilever não tinha banco e Mari e Régis precisavam seriamente ser substituídas. Esse ano o time tem um ótimo banco. Ou uma medalhista olímpica experiente ou a melhor revelação do vôlei brasileiro dos últimos dois anos.

  • Viviane

    Oi Daniel,

    Eu sentir muita falta dos seus comentários sobre o jogão SADA Cruzeiro e RJX.

  • Afonso RJ

    Dois jogos chatíssimos, com resultados totalmente previsíveis.

    A maior dificuldade enfrentada pela Unilever foi não perder a concentração, e não o adversário em si. Sem desmerecer o Rio do Sul que se mostrou um adversário aguerrido e brioso, mas infinitamente inferior tecnicamente. E ontem, para piorar as coisas, nem o saque da Neneca entrou.

    O Sollys encontrou um pouco mais de dificuldade, mas mesmo assim nada que pudesse nem de longe incomodar.

    O Jogo do Praia x SESI foi um pouco melhor, mas a inconstância beirando a bipolaridade dos dois times tirou muito o brilho do jogo. Espero que no segundo jogo em Uberlândia a coisa melhore.

    Estou curioso para ver hoje Amil x Pinheiros. Se o Pinheiros endurecer (e tem condições para isso), tem tudo para ser o melhor jogo dessa primeira rodada. Aguardemos.

    • Melina

      Eu francamente achei o contrário. O Rio do Sul deu mais trabalho para o Unilever, por ter tido mais ímpeto do que o time desmotivado do Minas. Pelo menos foi mais “empolgante” assistir ao segundo jogo da noite, porque acompanhar aquela apatia do Minas dava era raiva.

      • Afonso RJ

        Pode ser, mas também é possível que nós dois estejamos vendo de formas diferentes por estarmos usando olhos de torcedor 🙂 Mas uma coisa acho que concordamos: dois jogos chatíssimos…

  • como qq minastenista tb estou decepcionado com o time nesta superliga!falta raça e confiança ao time,vejo o time do praia que diferença,elas lutam ate o final,é um time sem a mesma tradição do minas,mas com mto mais tecnica e raça! a Lia ontem era a cara da desmotivação e mesmo assim fez uma partida media dentro do que foi possivel,a claudinha idem,mas o restooo pelo amor de Deus!!Vi o jogo do rio sul,minha nossa aquela neneca joga mtoooo mesmo,alem de um ataca mortal ainda faz as vezes de libero,pegando cada bomba da sarh e natalia!eu partculamente gosto da natalia,apesar das criticas feitas a ela,acho que ela logo vai estar 100%!a elis..é uma jogadora boa,com mta explosão,porem ainda c pouca tecnica! ah a logan tom..que pra mim ainda é uma das maiores do mundo e falo isto pq acompanho a carreira dela desde que jogou no mtc em 2002/03 junto com sheilla ,a logan infelizmente naum ta se adapatando ao estilo bernadinho,alias ele não grita com a sarah,ele não é besta ,sabe com quem gritar!!

  • Luiz

    Uma das superligas mais sem graça de TODOS OS TEMPOS. Sem Paula, sem Mari, sem Herrera, sem Soninha, Sem Suelle…

    Um HORROR!

    • Afonso RJ

      Sem Mari Paraíba….

      • Luiz

        Exatamemte. Superliga muito pobre.

MaisRecentes

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo

Vaivém: Vôlei Nestlé confirma apresentação de peruana



Continue Lendo

Vaivém: Polonesa é esperada em Barueri



Continue Lendo