Unilever cumpre obrigação em Lima. E o futuro?



A Unilever está garantida no Mundial de Clubes após vencer o fraco Campeonato Sul-Americano disputado em Lima, no Peru.

Na final, vitória com poucos sustos sobre o time da casa, a Universidad Cesar Vallejo, por 3 a 0 (25-12, 25-23 e 25-16). Veja mais no link: http://www.lancenet.com.br/mais-esportes/Unilever-campea-sul-americana-Mundial-Clubes_0_914308565.html

Alguns pontos da conquista e sobre o futuro do time:

– Preocupante a lesão no joelho da central Valeskinha. É aguardar os exames no Brasil para saber a gravidade

– O campeonato marcou marcou a despedida de Natália, que foi contratada pelo Vôlei Amil. Decisiva na final da Superliga, a ponta fará muita falta ao time

– Sem Logan Tom, que fez uma temporada para ser esquecida, a Unilever está no mercado em busca de ponteiras. Paula Pequeno é uma possibilidade

– Bruna e Mara precisam de testes mais fortes, já que o nível dos rivais impede uma análise mais detalhada da dupla

– Para quem me perguntou no fim de semana sobre Mihajlovic, que já deu entrevista como reforço da Unilever. Não tenho informações suficientes para fazer uma análise detalhada da jogadora que defendia o Cannes. Na França, o time não tem rivais e deita e rola há duas décadas.  É fato que a equipe carioca precisa de pontas e está difícil encontrar bons nomes no mercado nacional.

– Para quem pergunta também sobre Sarah Pavan. A canadense agradou demais na Superliga e a Unilever tenta mantê-la. Mas não pegou muito bem essa história de uma dedicação maior dela ao vôlei de praia, pensando na Olimpíada de 2016.



MaisRecentes

Fernanda Tomé é novidade em nova lista para o Mundial



Continue Lendo

Vaivém: Mais uma estrangeira na próxima Superliga



Continue Lendo

Simon veste camisa do Civitanova. Vem novela judicial aí!



Continue Lendo