Uma quarta-feira com jogos em todas as “dimensões”



Mundial, Superliga, Paulistão e até Jogos Regionais… A quarta-feira foi animada para o vôlei brasileiro.

O que vocês acompanharam?

Em Betim, o Sada/Cruzeiro cumpriu mais uma vez a obrigação e derrotou o Sfaxien, da Tunísia, em sets diretos. Hoje, decidirá o primeiro lugar do grupo contra o forte Lokomotiv Novosibirsk. Vejo os brasileiros um pouco acima dos russos na competição. Nas duas primeiras exibições, não mostrou um vôlei brilhante, errou demais no saque e ainda assim não teve sustos. Hoje, errar demais pode ser fatal.

Pela Superliga, o melhor jogo do dia aconteceu em Canoas, na vitória do Kappesberg sobre o Brasil Kirin, no tie-break. Não vou chamar de zebra, mas também não dá para chamar de resultado normal/óbvio. Segundo as estatísticas, os gaúchos tiveram dois destaques: Temponi (22 pontos) e o cubano Dennis (18).  Pelo lado dos paulistas, chamam a atenção os seis pontos (no total) do oposto Rivaldo, muito pouco para um duelo de cinco sets, e os seis pontos (apenas de saque) do central Vini.

Vale citar também que o Vivo/Minas estreou (aleluia!) sobre o Voltaço. E um incrível equilíbrio chama a atenção entre os maiores pontuadores: Bjelica, Mauricio e Raphael (12), Henrique (11) e Franco (10).  Lucas Loh e Otávio, recém-chegados da Seleção sub-23, não atuaram.

No feminino, o Pinheiros fez 3 a 2 no Barueri, de virada, com grande atuação de Ellen, outra que jogou o Mundial sub-23.  Só não confunda, pois o jogo valeu pela Superliga e não pelo Paulistão.

Por fim, no Paulista feminino, destaques para a estreia da italiana Caterina Bosetti na vitória do Molico/Osasco por 3 a 0 sobre o São Caetano, e para a liderança ainda invicta do Vôlei Amil, que ontem passou pelo Sesi por 3 a 1. Tandara (20 pontos) e Natália (16) lideraram o time.

 



MaisRecentes

Dentil/Praia Clube confirma presença no Mundial



Continue Lendo

Seleções disputarão amistosos pelo país antes dos Mundiais



Continue Lendo

O adeus do genial genioso Ricardinho



Continue Lendo