Uma prévia da Superliga masculina



Fiz um pequeno levantamento dos principais times masculinos do país, atendendo alguns pedidos no blog e no Twitter. Logicamente, ouvirei reclamações por não estarem todos os participantes da Superliga aqui, mas faz parte. A ordem dos textos obedece a colocação da temporada passada, antes que alguém conteste. Brevemente, farei o mesmo com os principais times femininos.

Como já escrevi aqui anteriormente, a próxima Superliga estará mais polarizada entre os homens, já que times de ponta fecharam as portas ou diminuíram radicalmente o orçamento. Assim, vejo três equipes no patamar mais alto: Sada/Cruzeiro, RJX e Sesi.

Logo abaixo, coloco Vivo/Minas e Medley/Campinas. Desta vez, o Vôlei Futuro, atual vice-campeão, será um azarão. O recém-formado precisa de um oposto para a vaga deixada por André Nascimento para entrar na briga por vaga nos playoffs, duelando com São Bernardo, Super Imperatriz (SC) e a Funvic, de Pinda.

Vocês têm a mesma percepção com os Estaduais em andamento?

Sada/Cruzeiro
Novidades: Leal, ponta cubano, Túlio, ponta ex-BMG/São Bernardo
Ponto forte: Manutenção da base campeã, com todos os titulares renovando contrato. Já sai na frente dos demais no quesito entrosamento. Leal é um talento e se destaca pela força. Mas ficar dois anos sem jogar demanda um bom tempo para recuperação do alto nível.
Time-base: William, Wallace, Filipe, Maurício, Douglas Cordeiro, Acácio e Serginho.

Vôlei Futuro
Novidades: Vice-campeão diminuiu investimento e perdeu vários atletas, como Camejo, Mário Jr., Lorena. A reposição foi com apostas, como Bruno Temponi e Polaco, ex-Vivo/Minas, o oposto Najari, que estava em Portugal
Ponto forte: Continuidade do levantador Ricardinho
Time-base: Ricardinho, Najari (Caio de Prá), Bruno Temponi, Guilherme Hage, Vini, Michael e Polaco.

Vivo/Minas
Novidades: Argentino Horácio Dileo chega para substituir Marcelo Fronckowiak. Junto com ele foi contratado o ponta Quiroga, capitão dos hermanos em Londres
Ponto forte: Mineiros mantiveram os destaques da última campanha: o tcheco Filip, o levantador Marcelinho e o ponta Lucarelli, que esteve em Londres como 13º jogador da Seleção. No papel tem time para, ao menos, repetir a última campanha.
Time-base: Marcelinho, Filip, Quiroga, Lucarelli, Otávio, Henrique e Victor (Caporal)

RJX
Novidades: Bruninho, Mário Júnior e Thiago Alves fazem parte da nova espinha dorsal de Marcelo Fronckowiak.
Ponto forte: É um time de selecionáveis, repetindo o rótulo da última temporada. É fortíssimo no papel, conta com entrosamento por vários atletas se conhecerem de outros clubes e da Seleção. Vai precisar provar em quadra que o investimento foi acertado.
Time-base: Bruninho, Théo, Dante, Thiago Alves, Lucão, Riad e Mário Júnior.

Sesi
Novidades: Lorena e Éder
Ponto forte: Destacam-se a  linha de passe com Murilo, Léo Mineiro e Escadinha e a força ofensiva de Lorena e Sidão. Da temporada passada para a atual, trocou Wallace por Lorena e Rodrigão por Éder. Pelo momento dos quatro, saiu ganhando.
Time-base: Sandro, Lorena, Murilo, Léo Mineiro, Sidão, Éder e Escadinha

Medley/Campinas
Novidades: Rivaldo, Renato, Despaigne e Alan
Ponto forte: Agora comandado por Marcos Pacheco, o time de Campinas tem uma base mais forte do que a da temporada passada. Pode pensar em incomodar os grandes desta vez.
Time-base: Rodriguinho, Rivaldo, Renato, Yurquin Despaigne, André Heller, Gustavão, Alan.

Canoas
O recém-criado time gaúcho tem uma base muito experiente, liderada por Gustavo. Estaria em outro patamar caso André Nascimento não tivesse abandonado o barco. Agora, depende de acertar na contratação do substituto para ter força para brigar pelos playoffs.
Time-base: Jotinha, ?, Dentinho, Minuzzi, Gustavo, Salsa e Jeffe.



  • César Castro

    Ah Daniel, “se todos fossem no mundo (do jornalismo do vôlei) iguais a vc….”

    Em tempo, moçada, ouvi rumores de que o venezuelano Harry Gomez estaria vindo para o Canoas pro lugar do canha.
    O que acham? Ele era o melhor jogador daquela equipe da Venezuela que chegou a ser (glup!) campeã panamericana em 2003 e disputou liga, etc etc.

    • Daniel Bortoletto

      ele tem proposta sim. Mas também recebeu sondagem forte do Qatar

  • ju

    cara a superliga vai ficar msm entre sada sesi e rjx
    sada por manter a base campea e ter a disposição o willian e walace
    sesi pela linha de passe e o bloqueio de sidao e eder
    rjx pelo entrosamento de bruninho mario jr theo e thiago dos tempos que eles ganhavam td em floripa so que agora eles estao mais rodados

    • Jonatan

      Pra onde foi o Wallace Martins? Vai ficar no banco?

      • Daniel Bortoletto

        Japão

  • ju

    o pior sabe qual e o problema esse times tds os levantadores tem mais de 30 anos menos o rjx isso e tenso pessimo para a renovação

    • Emanuella

      Já temos falado disso a algum tempo, realmente preocupante o desenvolvimento de atletas no Brasil, nossos atletas estão velhos e os novos não estão tendo espaço.

      • ju

        MAS EMANUELLA MUITAS DAS VEZES OS JOVENS NAO ACEITAM IR JOGAR EM CLUBES PEQUENOS PARA RODAR E MOFAM NOS BANCOS DOS GRANDES CLUBES
        EX FIDELE MURILO RADKE QUE SERA MAIS UMA VEZ RESERVA SEM FALAR NA ANA TIEME QUE FOI UM DESPERDICIO

        • Emanuella

          pois é e tem outros que se arriscam pela carreira, o Gelinsky foi jogar na Argentina para ser titular, agora voltou para o Brasil novamente como titular do Super Imperatriz. Só que ta bem complicado para os atletas terem chance nos times mesmo.

          Murilo, Fidele, são todos reservas.

    • Emanuella

      acho que o Cruzeiro é disparado o favorito, mas esses times realmente devem ficar entre os três primeiros, torcendo para que o Vivo/Minas consiga o mesmo sucesso do ano passado.
      o resto briga de igual por igual pelas outras vagas.

      • edu machado

        disparado não, tá entre os 3 favoritos mas não tem nenhum que se destaca.

        o rjx praticamente todo mundo ali se conhece, já jogaram juntos n vezes e já tem uma base que foi muito bem o ano passado e o sesi tbem tem um baita dum elenco e excelentes passadores.

        nenhum dos 3 dá pra ver com vantagem sobre o outro, só quando a bola subir de vez pela superliga é que vai dar pra dizer se algum dos 3 vai estar superior aos outros 2

  • Afonso RJ

    Magnífico post, Daniel. Parabéns.

    • Joao Leonardo

      magnifica obviedade….

      • Afonso RJ

        Magnífica oportunidade perdida de ficar calado.

        • Joao Leonardo

          nao sou puxa saco. o Daniel escreve bem e por isto acompanho, mas neste post ele foi extremamente obvio e superficial. Só um bobo nao vê…. e pior, nao aceita crítica, caro Afonso.

  • Caco

    Acho que o Sesi leva…

    • ju

      O PROBLEMA DO SESI QUE NAS PONTAS SE PEDER O MURILO O PASSE VAI PARA ONDE NÃO TEM NGM A ALTURA NO NIVEL DE RECEPÇÃO

      • Júnior-RS

        Quero ver o Mão, jogador que já passou por clubes menores do interior de SP, em ação no Sesi.

        Esse garoto tem potencial.

  • Daniel

    Este ano eu aposto RJX.

  • Luiz

    Meu Vôlei Futuro este ano nem azarão é. Este time vai levar pancada de todo mundo. Em parte tisdo, culpo o técnico Cézar Douglas e a diretoria do clube, que se sabia que formariam a equipe com jogarores menos expressivos, deveriam correr atrás de ponteiros que sejam bons passadores. Não adiantou nada contratar ponteiros baixos e que ainda por cima prejudicam no passe. Com passe bom, Ricardinho poderia tentar fazer alguma coisa, mas do jeito que está não adiantou nada ele ter ficado.

    • ju

      LUIZ NOSSA NÃO SEI O QUE PASSOU PELA CABEÇA DO VF CARA PERDEREM TEMPO D+ COM OS PONTEIROS NÃO E POSSIVEL

      • Luiz

        Muita gente saiu não foi apenas pelo dinheiro. Muito jogador saiu porque a equipe não seria mais tão forte. Foi o caso do Dentinho e do Piá. Com eles, o time ficaria pelo menos um pouco mais forte.

        • Rogerio

          O problema que é o Volei Futuro conseguiu patrocinado após a maioria das equipes já terem contratado os principais jogadores. E, além disso, o projeto do Volei Futuro tem prazo final de validade. Não existperspectivas para 2013/2014. E o pior, aguentar o Ricardinho é dose pra mamute. O Ricardinho é insuportável. Faço uma aposta – o Ricardinho não termina a Superliga no Volei Futuro e vai se machucar. Imagine um time com Ricardinho, rodrigão, Mario Junior, Bernardinho – Fecha o pau bo primeiro jogo.

        • Jonatan

          E o Piá, que seria titular, foi ser reserva novamente?

          • Daniel Bortoletto

            Romênia, eu acho

  • Júnior-RS

    Ótimo post , Daniel.

    Eu tb acho que a taça fica entre esse trio, Cruzeiro, Sesi e RJX. Cruzeiro tem a questão da força e entrosamento da ultima temporada. O Sesi repôs mto bem e saiu ganhando como vc disse ao trazer Éder e Lorena. A linha de passe tb é fortíssima e o Sandro terá mtas opções de definição para o ataque. RJX além de ter os selecionáveis tem um ótimo cara no banco: o técnico Fronckowiak, destaque por onde passou e que foi revelado como técnico no timaço da Ulbra , campeã da SL 02/03.
    O Canoas vai depender mesmo de qm será o oposto. E terá q ser um estrangeiro se quiserem trazer um cara forte. O time tem um banco mto jovem e a equipe base com jogadores bem rodados, acredito que tb irá depender de uma ótima preparação física para aguentar bem a temporada, brigando entre o segundo e terceiro pelotão de favoritos.

  • Marcos

    Meu pensamento é, em linhas gerais, o mesmo. Um pequeno detalhe é no Vôlei Futuro que, penso, jogará com Rapha na ponta no lugar do Gui Hage. Se tiverem paciência, minha análise mais completa está nos meu “rascunho” http://chutada-de-meio.blogspot.com

    Daniel, por onde andam: Rodrigo Rivoli (levantador ex-MOC), William Refatti (ponta talentoso, também ex-MOC) e Silêncio? Acho que se encaixariam em muitos times. Alguma chance de JP Tavares aparecer na SL 2012/13?

    • tiago

      Refatti acertou no lisboa em portugal,juntamente com o levantador vinhedo.
      joao paulo tavares esta no panasonic do japao,esteve no Brasil recentemente disputando amistosos,esteve nao,esta,vai jogar um torneio no sul do pais no fim do mes

      • Jonatan

        O Refatti e o Rivoli são dois outros bons exemplos de jogadores relativamente jovens que deveriam estar em times médios da Superliga.

  • Ana

    Acho que será mais emocionante que a SuperLiga Feminina.

  • Caio Cesar

    Olha esse Rapha citado ai em cima ponteiro do volei futuro é uma grata surpresa, joga muito bem ataca muito alto, bela contratação!!!!

  • Elcio

    Daniel,

    Foi ótimo você não ter comentado sobre todas as equipes. O Brasil terá uma grata surpresa nessa Superliga… Nos aguardem…

    • Joao Leonardo

      Élcio, o Daniel tá por fora. Dizer que RJX, SADA e SESI sao os favoritos é muito facil….. agora colocar o Vivo Minas na sequencia é sinal que ele nao acompanhou o campeonato mineiro….. nao deve ter assistido nenhum jogo……até o Funvic que entrou pela janela do MOC ele citou……. realmente vai se surpreender e depois vai comentar como se soubesse tudo……….

      • Renato Dias

        E ele ia acompanhar/assistir campeonato Mineiro como? Telepatia?

        Pessoal reclama demais. É lógico que os comentários são baseados em elenco, no papel. Em quadra, a coisa só vai poder ser analisada durante a superliga,onde todos os times estarão completos, prontos e jogando pra todo mundo ver.

        Por times no PAPEL, a análise não foge muito disso mesmo não.

        • Joao Leonardo

          Ele é um profissional de imprensa que cobre volei. Havia algumas formas de acompanhar. O mineiro passou até em tv aberta…. internet existe meu caro….. ja foi apresentado?

      • Afonso RJ

        Daniel tá mais é certo. Porque ficar se preocupando com timinhos de segunda categoria?

        • Elcio

          Caro Afonso,

          Sempre admirei muito os seus comentários, mas chamar as demais equipes de timinhos de segunda categoria foi demais. Isso no mínimo é uma falta de respeito que não condiz com a postura até aqui apresentada por você.

          Nessa você pisou na bola… e feio!!!

          • Joao Leonardo

            É um bobo que nao sabe nada, Élcio…

  • Rogerio

    FALANDO DE CANOAS.
    Depois de anunciar oficialmente que o oposto André Nascimento não jogará mais pelo clube, a Apav/Canoas foi ao mercado e anunciou mais um reforço para a temporada 2012/2013. Entretanto, quem chega não é o substituto do campeão olímpico e sim o central Diego Almeira, que disputou a última Superliga pela UFJF.

    O jogador de 25 anos, que teve passagens por equipes como Sesi-SP e Vôlei Futuro, já trabalhou com os novos companheiros e pode ser utilizado já na partida desta sexta-feira, às 19h, contra a Apaavôlei/Caxias do Sul, no ginásio La Salle, pela última rodada da fase classificatória do Campeonato Gaúcho.

    Quanto a contratação de um oposto, o nome que aparece forte é o do venezuelano Ernardo Andres Gomez Canas, mais conhecido como Harry. O jogador de 30 anos foi um dos destaques da seleção que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2003. Na ocasião, a Venezuela venceu o Brasil nas semifinais e Cuba na decisão.

    Fonte: Espaço do Volei

  • Carol

    E a UFJF? Quase derrotou o Minas nas semi do Mineiro , 3 x 2 , olhem com bons olhos esse time…

    • Joao Leonardo

      Carol, o Daniel nao assistiu ao mineiro……. falar de Funvic e esquecer UF…….. é um brincalhao. Mas é bom, seremos fator surpresa.

  • Joao Leonardo

    Daniel, se vc usou o criterio da classificaçao na ultima superliga porque o FUNVIC é citado e a UFJFe o Floripa nao? Voce precisa ir mais a fundo na busca de informaçoes.

    • Daniel Bortoletto

      Como avisei no próprio post, não avaliei todos os times. Muitos, sendo muito sincero, pq. não gosto de ser gato mestre e chutar as coisas. Ontem vi um jogo do São Bernardo pela TV. Deveria, pela sua lógica, ter falado deles antes de Juiz de Fora também. E não o fiz, meu caro

      • Joao Leonardo

        Realmente o Sao Bernardo merecia e merece destaque pois manteve a base e fez o SADA sofrer na liga passada. O que me deixa chateado é que alguns times viram grifes e outros penam pra se estabelecer mesmo com grandes trabalhos. Canoas ja começou quebrado e com salarios de produtividade e é grife, Funvic foi eliminada em 2 ligas B e é grife, Volei futuro que começou como o proprio nome diz com jovens agora nao tem mais nenhum e é grife, SESI é uma entidade e no entanto é o unico que nao é chamado de “Sao Paulo” na TV….. muito chato isto. Vc que é entendido do assunto e tem já uma grife tb, poderia incentivar e auxiliar mais as equipes que se esforçam pra fazer a Superliga equilibrada…..meu caro.

      • Joao Leonardo

        o “Juiz de Fora”, o “Campinas”, o “Florianópolis”, porque o SESI é SESI e não o “São Paulo” ?

        • Daniel Bortoletto

          eu sou defensor de chamar os clubes pelo nome do patrocinador também e já escrevi várias vezes sobre o assunto. Que o projeto da UFJF seja duradouro e tenha sucesso mesmo, João. E, quando eu tiver mais conhecimento sobre o time, terei o maior prazer de escrever sobre ele.

          • Elcio

            Caro Daniel,

            Não quero parecer um torcedor fanático, mas aqui é um dos poucos lugares (senão o unico) onde o vôlei é tratado com seriedade… sem misturar com as imbecilidades do futebol. O Canoas tem um projeto muito arriscado, e os jogadores dependem de acertos com eventuais patrocinadores para receber os salários.
            A UFJF já definiu tudo com muita antecedência e os jogadores têm a tranquilidade necessária para focar em um trabalho que está sendo muito bem executado e já está rendendo bom resultados.
            No final da Superliga passada, o Minas venceu a UFJF com um time reserva… e por 3 x 0. Nesse campeonato mineiro foram 3 jogos equilibradíssimos e todo mundo com as equipes completas.
            O que queremos é mostrar o ótimo trabalho que está sendo feito em Juiz de Fora e que isso sirva de exemplo para todo o país.

          • Daniel Bortoletto

            É um projeto, sem sombra de dúvidas. Espero que tenha vida longa.
            Quando eu tiver parâmetro para escrever sobre o time, suas principais características, com certeza o farei por aqui

          • Joao Leonardo

            Você nao vai se arrepender se procurar se inteirar da UFJF. O time é bom e o projeto é consistente. Um abraço!

  • Rogerio

    Daniel, Acho que esqueces do time do SUPER IMPERATRIZ (Florianopolis). Fez um bom torneio preparatório em Volta Redonda – Ganhando dois jogos (Volta Redonda e do time campeão Argentino que disputou o sul americano). Na argentina, ficou em segundo perdendo a Final para O Bolivar (time do sangue suga Giba). Realmente, o time de Folripa está tendo altos e baixos! Porém, foram os dois primeiros torneios que o time participou. Acho que está com uma base bem consistente. Com veteranos de alta qualidade (Dirceu, Felizardo, Gelinski..) e com uma juventude promissora (Bernardo, Rafael, Thales…). Acho que o time vai encaixar e disputar a quarta colocação com Minas e campinas. Aguardo algum comentário do time de Floripa na tua coluna.

    • Daniel Bortoletto

      vai brigar por vaga no playoff. Quarta força, para mim, seria surpresa

  • Rogerio

    Em Mar Del Prata, Super Imperatriz fica atrás apenas do Bolívar
    O Super Imperatriz participou na última semana do World Challenge, torneio internacional disputado na cidade de Mar Del Plata. Com uma campanha de duas vitórias e duas derrotas, a equipe catarinense terminou o torneio na segunda colocação, atrás apenas do Personal/Bolívar, equipe argentina que conta com o ponteiro Giba e o levantador norte-americano Suxho.

    Na fase de classificação, o Super Imperatriz venceu o Irvine, dos Estados Unidos por 3 sets a 0, parciais de 15/25, 16/25 e 18/25, e perdeu para o Buenos Aires por 3 sets a 1, parciais de 27/25, 25/14, 19/25 e 25/23. Com isso, a equipe de Florianópolis terminou em segundo do Grupo A e enfrentou os japoneses do Toray Arrows nas semifinais. Mostrando um voleibol de alto nível, os comandados de Douglas Chiarotti aplicou 3 sets a 0, parciais de 29/27, 25/14 e 25/22.

    “O jogo começou bastante equilibrado, mas a vitória no primeiro set fez com que a gente ganhasse confiança para as parciais seguintes”, disse o oposto Rafael Araújo.

    Na decisão, que ocorreu no ginásio Once Unidos, o Super Imperatriz enfrentou o Personal/Bolívar e acabou perdendo por 3 sets a 0, parciais de 30/28, 25/15 e 25/22. A equipe argentina ainda ganhou os prêmios individuais de melhor jogador e maior pontuador (Dennis), melhor saque (Filardi), melhor líbero (Gonzalez) e melhor levantador (Sucho).

    “Estamos passando por um momento de reformulação, após a troca do patrocinador e a mudança de boa parte do elenco em relação à temporada passada. Mesmo assim, o Super Imperatriz superou adversários de qualidade e chegou à decisão. O grupo todo está de parabéns e esse resultado mostra que o trabalho vem sendo bem realizado”, ressaltou o oposto Kaio.

    Equipes:

    Personal/Bolívar: Suxho, Dennis, Solé, Crer, Giba, Filardi e González (líbero)
    Técnico: Javier Weber

    Super Imperatriz: Gelinski, Rafael Araujo, Bernardo, Renato Felizardo, Dirceu, Léo e Thales (líbero)
    Técnico: Douglas Chiarotti

    • Joao Leonardo

      Gelinski bom é o da UFJF !!!!!!

      • Vôlei amor

        João, você está sendo muito passional!
        Os irmãos Gelinski estão em níveis parecidos! Se tiver alguma diferença entre os dois, talvez seja apenas a questão que o Danilo é mais novo que o Thiago… Fora isso, não vejo diferença alguma neles e eu posso te garantir isso, porque acompanhei o Thiago jogando na Argentina, como acompanhei o Danilo jogando por aqui! E a não ser que tenha feito o mesmo, acho que você não tem argumentos válidos para afirmar com tanta convicção o que escreveu.
        Analise as opiniões com o interesse de quem gosta de vôlei e não como um torcedor!
        Achei muito interessante e correto o texto do Daniel e inclusive acho uma pena o São Bernardo, que na temporada passada foi uma surpresa, este ano não estar cotados nem entre os que passarão para os playoffs.

MaisRecentes

Uma vaga aberta na semi do Mundial: a do Sada/Cruzeiro?



Continue Lendo

Sada/Cruzeiro sofre com o “próprio veneno” no Mundial



Continue Lendo

Copa Brasil com TV apenas na final



Continue Lendo