Um panorama do vaivém italiano (masculino)



Já que pediram, separei um tempinho nas minhas férias e fiz um balanço do mercado masculino italiano até agora. A fonte foi o sempre confiável Volleyball.it, do amigo Luca Muzzioli.

Aqui estão apenas as principais contratações dos melhores times da Itália até o momento. Não coloquei os especulados, pois isso depende de apuração e prefiro sempre acreditar na minha.

Trentino: Acertou com os pouco conhecidos Djuric, central grego ex-Olympiakos (GRE), e Verhanneman, ponta belga ex-Knack Roeselare (BEL). O levantador brasileiro Rapha segue como um dos intocáveis do time.

Cuneo: Leandro Vissotto, oposto ex-Vôlei Futuro, Ngapeth, ponta francês ex-Tours (FRA), Baranowicz, ponta ex-Resovia (POL), são os principais reforços. Vai ser interessante ver o brasileiro tendo Grbic como levantador.

Macerata: Fechou com os italiano Travica (levantador, para substituir Vermiglio) e Parodi (ponta). Manteve Savani, novo capitão da Azzurra. Aposta em talentos locais. Gostei da base montada.

Modena: O problema é o levantador, já que Bruninho disputou apenas os playoffs da última temporada. O finlandês Esko não inspira confiança. Até agora fechou com o ponta americano Anderson e o central tcheco vesely. É pouco.

Piacenza: Fechou o levantador búlgaro Zhekov, o oposto e compatriota Nikolov e o veterano ponta Papi. Manteve o líbero Marra e o ponta Zlatanov. Deve fazer sombra aos favoritos agora.

Verona: Contratou o gigante alemão Kromm, mas perdeu o oposto e selecionável Lasko. O levantador segue sendo o veterano Meoni.



  • Adriano

    Realmente, vai ser interessante. O Vissoto sempre faz boas escolhas em relação aos levantadores com quem vai jogar. Em tese, isso deveria ajudá-lo, né?

    Quanto ao Esko, sou obrigado a discordar de você. É um baita levantador e um dos principais responsáveis por alguns dos bons resultados de uma seleção medíocre como a Finlândia. Naquele jogo de uns dois anos atrás, por exemplo, em que a Finlândia conseguiu a façanha de ganhar da nossa seleção, ele botou nossos centrais no bolso. E aquilo não foi acidente, aquele nível de atuação é o normal dele. Na minha humilde opinião, é um dos melhores levantadores do mundo em atividade.

  • Vitor

    A escolha do Vissotto foi certíssima. Aqui no Brasil convencionou-se um ritmo mais acelerado. E para um cara de 2.12cm não é fácil jogar assim. Vissotto até tem uma velocidade incrível para o seu tamanho, mas ele nitidamente não estava a vontade jogando com Ricardinho. Voltar pra Itália e principalmente jogar ao lado de um levantador mais clássico fará bem pra ele.
    Ngapeth também é um excelente ponta. Cuneo vem novamente como um dos favoritos.

    Gostei também do time do Macerata. Formou uma pequena base da nova seleção italiana. Isso será importante até para a própria seleção futuramente. Travica precisa de confiança. Além de substituir o Vermiglio na seleção, terá que fazer isso também no clube. Excelente jogada.

    Eu concordo com o Adriano que o Esko é muito habilidoso e sabe fintar como poucos, mas o fato é que ele não inspira confiança mesmo. Fez uma temporada muito irregular e o Bruno no pouco que jogou fez a torcida e a imprensa italianas esquecerem dele. O Anderson é jovem, vem alternando boas e más partidas pela seleção. É uma boa aposta. Vejo o Modena correndo por fora novamente.

    O Lasko foi pra onde ?

MaisRecentes

Biografia de Serginho Escadinha será lançada nesta quinta



Continue Lendo

Lipe fala sobre novo projeto em Ribeirão Preto



Continue Lendo

O primeiro teste do Brasil diante da Polônia



Continue Lendo