Um motivo para esquecer os russos?



Pessoal, bom dia. Escrevi uma versão especial da Coluna Saque para a edição paulista do LANCE! desta segunda-feira. Compartilho agora com todos vocês:

O tetracampeonato da Copa dos Campeões tem um motivo extra para ser comemorado pela Seleção Brasileira masculina: minimizar a recente série de resultados negativos diante da Rússia.

A quarta derrota seguida contra os europeus aconteceu na madrugada de sábado, impedindo o título antecipado do Brasil. Um 3 a 2 dolorido, após o time de Bernardinho ter aberto 2 a 0, fazendo com que a final olímpica de Londres voltasse a ser lembrada pela semelhança dos placares. Não dá para comparar a importância dos dois jogos, vários jogadores são diferentes… Ainda assim, o retrospecto atual incomoda muito os brasileiros, atuais vice-campeões olímpicos e da Liga Mundial.

Em várias declarações, os jogadores citam os russos. Wallace disse que seria engraçado ver a cara dos adversários após o título, Bruninho pediu para voltar a pensar na Rússia apenas em 2014… Até na conquista do Mundial de Clubes pelo Sada/Cruzeiro, semanas atrás, a rivalidade com a Rússia foi citada pelos selecionáveis que enfrentavam o Lokomotiv Novosibirsk, representante do país.

É visível que eles estão engasgados. E isso é ruim? Talvez nem tanto. Esporte se faz de rivalidade. Grandes jogos que possuem tal ingrediente costumam ser ainda melhores. A torcida espera ansiosamente pela revanche. E o que devem fazer os jogadores que tanto almejam a vingança esportiva? Aprender com os erros, aceitar que o adversário vive um momento melhor e buscar um detalhe neste nível de excelência para mudar o panorama.

Que venham mais e mais confrontos entre Brasil x Rússia! O vôlei agradece.



MaisRecentes

Informações sobre as finais da Superliga Masculina



Continue Lendo

Vaivém: Mais dois anos, ao menos, de Vôlei Renata em Campinas



Continue Lendo

Vaivém: Camponesa/Minas confirma Bruna e Carol Gattaz



Continue Lendo