Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



A Superliga masculina apresenta um cenário importante nesta reta final de primeiro turno. O Sada/Cruzeiro é o líder com folga, com 24 pontos ganhos. Mas o Sesc, com dois jogos a menos e 19 pontos, tem um aproveitamento melhor e pode assumir a ponta ao igualar o número de partidas dos mineiros.

No sábado, os cruzeirenses venceram o clássico contra o Minas, em Belo Horizonte, por 3 sets a 0. Mas engana-se quem pensa que a partida foi fácil. Todas as parciais foram definidas pela diferença mínima: 25-23, 26-24 e 26-24.

– Nós sacamos muito bem, o serviço foi forte e entrou nos momentos em que precisamos. No segundo set eles tiveram a vantagem, mas os alcançamos porque trabalhamos bem os contra-ataques, Evandro e Leal rodaram bolas muito importantes para a gente. Temos que continuar trabalhando bastante, melhorar em alguns fundamentos, mas acho que estamos crescendo e hoje jogamos bem – analisou Simon, vencedor do Troféu VivaVôlei Cimed, autor de 13 pontos.

O maior pontuador do Sada/Cruzeiro, entretanto, foi o ponta Leal, com 14 acertos. Pelo Minas, Felipe Roque marcou 13 vezes, uma a mais do que o cubano Bisset.

Não custa lembrar que o time de Marcelo Mendez tem jogos a mais pois daqui três semanas estará em ação na Polônia no Mundial de Clubes.

Já o Sesc, mesmo sem João Rafael, grande nome do time na Superliga até agora, e Tiago Barth, superou neste domingo o Juiz de Fora, em Minas Gerais, por 3 a 0: 25-17, 25-18 e 25-22.

O ponta Japa, o substituto de João Rafael, foi eleito o melhor da partida e faturou o Troféu VivaVôlei Cimed. A destacar ainda o poder de reação do Sesc no terceiro set, após virar uma desvantagem de 19 a 12.

– Primeiro, quero dizer que é uma pena o João Rafael estar de fora, mas, quando preciso, tento entrar e dar o máximo para ajudar. Entrei e atuei bem no fundo. A vitória foi resultado do empenho da equipe toda e o mérito é de todo o grupo – afirmou Japa.

Dois outros candidatos ao título também venceram na rodada. O EMS/Taubaté, sem Lucarelli e Otávio, passou pelo Montes Claros, fora de casa, por 3 a 2. O visitante chegou a ter 2 a 0, viu os mineiros reagirem e só confirmou o triunfo no tie-break. O sérvio Ivovic foi eleito o melhor em quadra. O campeão paulista soma os mesmos 19 pontos do Sesc, mas com um jogo a mais. Já o Sesi foi até Campinas e venceu o Vôlei Renata por 3 a 1. Está em quarto, com 18 pontos. O oposto Alan faturou o VivaVôlei Cimed.

BRIGA PELA LIDERANÇA

1) Sada/Cruzeiro – 24 pontos (9 jogos)
2) Sesc – 19 pontos (7 jogos)
3) EMS/Taubaté – 19 pontos (8 jogos)
4) Sesi – 18 pontos (8 jogos)

 



  • otavio matsu

    Daniel,o taubaté esta em segundo pois tem mais vitoria,mesmo o sesc tendo um jogo a menos ele continua em terceiro

MaisRecentes

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo

E vem mais um Zenit Kazan x Sada/Cruzeiro por aí!



Continue Lendo