Trio brasileiro no Hall da Fama



Uma ótima notícia para o vôlei brasileiro.

O Hall da Fama do esporte terá mais três integrantes: Fofão, Renan Dal Zotto e Bebeto de Freitas. A cerimônia de introdução acontecerá no dia 24 de outubro, em Holyoke, Massachusetts, nos Estados Unidos.

Eles se juntam a Nalbert, Sandra Pires, Adriana Behar, Shelda, Maurício Lima, Ana Moser, Carlos Arthur Nuzman, Bernard e Jackie Silva.



  • Edu

    Renan Dal Zotto e até hoje tecnicamente o mais completo jogador de vôlei masculino surgido no pais.Sua indicação para o Hall da Fama foi até tardia em comparação com a de um Nalbert excelente jogador, carismático, o chamado gente boa, mas preguiçoso ao extremo na sua função de comentarista.Nalbert não foi na carreira nem metade do jogador de forma técnica que Renan foi.Bebeto, um técnico excepcional, um modernizador do voleibol brasileiro que infelizmente deixou a ultima lembrança como um idealista mas dirigente ruim de futebol que administrou mais com a paixão clubística do que com a razão.A indicação de Fofão de forma tão rápida só eleva mais sua carreira e a coloca como maior levantadora da historia do voleibol feminino brasileiro pela extensão, currículo de títulos e jogar em bom nível até o final da carreira.Jaqueline foi a mais técnica e magistralmente virtuosa do voleibol brasileiro até hoje.Sua indicação como a primeira de todas a entrar nesse Hall só repara minimamente uma carreira ser prejudicada pela, por ironia desgraçada do destino, CBV e pelo outro integrante do Hall da Fama.Esse, um dirigente moderno e idealizador a principio e depois tornar-se um perseguidor de oportunidades, digamos assim.

    • SPORTS IN THE WORLD

      Nuzman é o nome dele, certo meu caro Edu? Foi ele que depois de ser considerado um grande Dirigente perseguiu a pobre da Jaqueline Silva. E vejam anos depois de ser perseguida por ele, ela deu ao Brasil, ao vôlei, a CBV e ao próprio Nuzman a 1ª medalha Olímpica do vôlei de praia e a 1ª medalha ganha por uma mulher brasileira em um Jogos Olímpicos, junto com a Sandra Pires. IRONIA DO DESTINO, mas nem assim o Nuzman deixou de ser um déspota, um arrogante e também por que não, UM SER HUMANO DESPREZÍVEL! Perseguidor de atletas. Há pouco tempo em uma entrevista para a revista VEJA ,disse que os jogadores da nossa vitoriosa seleção olímpica eram “AMARELÕES”, quer dizer: MEDROSOS. Uma tremenda bobagem disse o Nuzman é uma tremenda injustiça que ele cometeu uma vez mais conte-a aqueles que inclusive fazem com que ele ganhe prestígio como Dirigente.

  • SPORTS IN THE WORLD

    Nossos parabéns a Fofão, ao Renan e ao Bebeto de Freitas. Merecidíssmo por tudo o que fizeram pelo vôlei brasileiro e mundial. Agora quem deve estar se “mordendo”, se “rasgando todo”, “tirando a cueca pela cabeça”, é o Ary Graça, inimigo mortal do Bebeto de Freitas, ele têm verdadeiro ódio do Bebeto de Freitas. Mas nos USA a meritocracia é verdadeira, não tem essa de marketing pessoal e de poder. O Hall da Fama, é para aqueles que jogaram de verdade.

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo