Tri!!!



As mais otimistas apostas não previam o passeio que o Brasil deu em Cuba no PalaLottomatica.

Uma vitória com V maiúsculo, construída desde os primeiros instantes. Em nenhum momento, o bom time cubano impôs pressão. E em quase todos os momentos jogou pressionado. O saque forçado em Leon fez com quem a opção mais forte de ataque ficasse sobrecarregada. Sem o passe na mão, Hierrezuelo não pode acionar tanto quanto gostaria Simon pelo meio. E, para piorar (para eles), a Seleção foi muito equilibrada em todos os fundamentos. Vissotto voltou a pontuar bastante, como na semi, Dante e Murilo provaram formar uma dupla que se completa nas pontas, Rodrigão e Lucão foram regulares, principalmente em toques no bloqueio que possibilitassem contragolpes, Mário Júnior mostrou maturidade na hora da decisão e Bruninho foi um guerreiro. Com dores no tornozelo esquerdo, foi para o jogo e até no bloqueio pontuou. E nem foi preciso colocar Giba, por exemplo, titular em qualquer seleção do mundo, em quadra. Um luxo.

Contra um time assim, é muito difícil vencer. Sorte da torcida brasileira, que tem há quase dez anos um time que ganha quase tudo. Foi bonito ver de perto o tri.

Parabéns, Brasil!



MaisRecentes

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com as chuvas no Brasil



Continue Lendo