Três semifinalistas e um duelo completamente aberto



A Superliga feminina 2016/2017 já conhece três semifinalistas: Rexona-Sesc, Vôlei Nestlé e Camponesa/Minas.

A classificação do trio aconteceu com vitórias incontestáveis por 3 sets a 0, na segunda partida da série em melhor de três das quartas de final (só para derrubar minha tese de equilíbrio nos playoffs).

O time carioca teve dificuldade apenas no terceiro set diante do Pinheiros. Durante todo o jogo demonstrou muita consciência tática para anular as melhores peças de ataque do rival. O Rexona só foi testado no terceiro set, quando esteve atrás até o 20º ponto. Dali em diante o Pinheiros deu vários pontos em erros e se despediu da Superliga. Nota negativa da partida: menos de mil torcedores na Jeunesse Arena. Esperava bem mais.

Rexona eliminou o Pinheiros (Alexandre Arruda)

Rexona eliminou o Pinheiros (Alexandre Arruda)

Nas semifinais, o Rexona vai encarar o Camponesa/Minas, que ontem foi até o Ginásio Panela de Pressão e derrotou o Genter/Bauru em sets diretos Surpreendente pelo equilíbrio do primeiro jogo em BH, por ser o duelo do quarto colocado contra o quinto e por ter sido tão categórico na casa do rival. Hooker mais uma vez liderou o time de Paulo Coco.

Bernardinho já havia dito em entrevistas que considerava o Minas favorito ao título após a chegada de Hooker e Jaqueline. Certamente aproveitou para jogar o peso para o lado do rival, mas demonstra também respeito pelo bom momento mineiro iniciado no segundo turno da competição. Promessa de uma série em melhor de cinco de altíssimo nível.

Já no acanhado Ginásio da Hebraica o Fluminense deu adeus à competição talvez no melhor jogo do Vôlei Nestlé nos últimos meses. Quase impecável em todos os fundamentos, o time de Osasco não deu qualquer chance para o Tricolor. O torcedor espera que a atuação seja a prova de que o crescimento da equipe está acontecendo na hora certa.

Comemoração de Paula Pequeno & Cia (Inovafoto)

Comemoração de Paula Pequeno & Cia (Inovafoto)

No sábado, o Vôlei Nestlé estará de olho no terceiro confronto entre Dentil/Praia Clube e Terracap/Brasília. Ontem, no Distrito Federal, o time de Anderson Rodrigues foi implacável. Depois de um primeiro set equilibrado, atropelou nas parciais seguintes e levou a decisão para Uberlândia. A pressão estará em cima do time da casa, mesmo sem Fabiana e com Alix longe do ideal.

 



  • AfonsoRJ

    Sobre o pequeno público de Rexona x Pinheiros: jogo não decisivo (para o Rexona), às 9:30hs da noite, numa segunda feira, num local completamente fora de mão e com transmissão. Acho que foi até muita gente.

  • kleber

    Esperava bem mais do Pinheiros. Não entendi o não o aproveitamento da Juliana Nogueira. Osasco jogou pelo gasto. Fluminense em alguns momentos parecia time juvenil. Bauru foi nem sombra do primeiro jogo… Enfim, Praia corre sérios riscos de ser eliminado já nessa fase. Eu gosto das duas equipes Brasília e Praia. Amanda está jogando muito.

  • Willian Garcia

    Espero que o Minas vá para a Final, chega de Rexona. Na outra semi espero ver Nestlé x Brasília, precisamos de times diferentes entre os melhores. Hooker está jogando muita bola.

  • L. Mesquita

    A defesa do Brasília falou mais alto e desestruturou o ataque do Praia, que apresentou uma dificuldade enorme de colocar a bola no chão.Até por isso não posso deixar de PARABENIZAR as 2 líberos do PRAIA:SILVANA PAPINI e FERNANDA FARIA,que defenderam muito e alimentaram os contra-ataques do BRASÍLIA.ANDERSON adota essa tática de jogar sempre com duas líberos,na verdade ele jogo com 8 titulares,pois as 2 líberos dividem o peso da posição entre si,não sobrecarregando uma ou outra.SILVANA é mais responsável pelo passe e costuma entrar quando o saque é do adversário e FERNANDA entra quando o saque é do BRASÍLIA.Acho que o fato do PRAIA não ter garantido o SEGUNDO LUGAR no jogo contra o REXONA em que foram poupadas MONIQUE e GABI,está lhe custando MUITO CARO e pode lhe custar mais caro ainda com a DESCLASSIFICAÇÃO EM PLENA UBERLÂNDIA!Se tivesse cumprido seu papel e vencesse o DESFALCADO REXONA,o PRAIA enfetraria o FLUMINENSE e hoje já estaria CLASSIFICADO TRANQUILAMENTE para as SEMIFINAIS.Mas não,o PRAIA teve a FACA E O QUEIJO na mão,mas preferiu sofrer e enfrentar o BRASILIA,um time muito mais forte que o FLUMINENSE.Vale ressaltar o FATOR PSICOLÓGICO,somente o BRASÍLIA e o REXONA conseguiram vencer o PRAIA em UBERLÂNDIA na fase de classificação.E a vitória do BRASÍLIA lá foi por 3X0.Depois dessa derrota humilhante contra o BRASÍLIA por 3×0, em que o PRAIA só bateu cabeça no segundo e terceiro sets,acho difícil as PRAIANAS se recuperarem para o próximo e decisivo jogo,bateu um ANTICLÍMAX no lado do PRAIA e aumentou e muito o MORAL e a CONFIANÇA das jogadoras do BRASÍLIA,como a própria AMANDA declarou ao final da partida,que essa vitória deu muita confiança para BUSCAR A CLASSIFICAÇÃO EM UBERLÂNDIA com muita garra.PAULA,a líder nata do time,também declarou que vai com tudo pra UBERLÂNDIA buscar esse classificação.

  • L. Mesquita

    Acho que o BAURU se despediu da SUPERLIGA dando vexame dentro de casa.O Kwiek com o seu troca-troca,acabou matando o time.Kwiek quis aumentar o bloqueio trocando THAIS por MARI STEINBRECHER,mas não adiantou nada simplesmente uma jogadora mais alta e não combinar taticamente uma marcação especial da HOOKER,principal atacante do MINAS.Simplesmente aumentar o BLOQUEIO,não impediu que HOOKER marcasse seus 20 pontos na partida!O REXONA mesmo com o bloqueio mais baixo que o BAURU conseguiu marcar a HOOKER,pois houve uma tática específica pra isso.Trocar RIVERA por MARI CASSEMIRO,também não surtiu efeito,perdeu-se muito no ataque.RIVERA é muito mais atacante que CASSEMIRO,fazendo com que o time perdesse em pontência de ataque.O REXONA conseguiu marcar bem a HOOKER no BLOQUEIO.Apesar de ter jogadoras baixas,elas são ágeis e obedientes taticamente e conseguiram marcar a HOOKER.Bernardinho,taticamente,orientou o bloqueio a sempre priorizar a HOOKER e surtiu efeito.HOOKER é uma excelente atacante de força,mas não tem uma boa variação de golpes como a MONIQUE para enfrentar os bloqueios, ou HOOKER passa na porrada ou a bola volta no pé ou ela bate uma avião pra fora. Então,basta ter obediência tática e agilidade que dá sim pra marcar HOOKER no bloqueio. O Praia quando venceu o MINAS também fez uma marcação especial na HOOKER.

  • Maria

    O Rexona deve chegar sim a final e eu diria que com facilidade

MaisRecentes

Dia de aplaudir o Zenit Kazan



Continue Lendo

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo