Com três etapas em casa e provável final, China sorri na Liga das Nações



A Liga das Nações feminina não apresenta tantas discrepâncias de logística entre os participantes em comparação com a versão masculina. Os 16 participantes estarão em dois ou três continentes durante o mês de disputa da primeira fase (15 de maio a 14 de junho). Seis países irão concentrar as viagens em apenas dois continentes: China, Rússia, Holanda, Tailândia e estranhamente Bélgica e República Dominicana.

Destes, o caso mais “feliz” é o das chinesas, atuais campeãs olímpicas. Elas jogarão três das cinco etapas da fase inicial no próprio país. Viajarão ainda no continente para jogos em Hong Kong (única sede de etapa sem o país participando do evento) e sairão apenas na etapa final para a Alemanha.

Para completar a “alegria” chinesa, a fase final tem boas chances de desembarcar no país, segundo apuração do blog.

China, atual campeã olímpica, se deu bem na Liga das Nações (FIVB Divulgação)

Holanda e Tailândia, por sua vez, jogarão duas etapas seguidas como mandantes, mas em cidades diferentes.

Já o estranho, como citado acima, é o das dominicanas e das belgas. Os dois países não receberão ao menos uma das etapas.

Entre os países que viajarão por três continentes, julgo a Sérvia a mais “prejudicada”. As atuais vice-campeãs olímpicas jogarão a primeira e a última etapas na América do Sul. Elas jogarão no nosso continente mais do que Brasil e Argentina, por exemplo

Para fazer uma análise mais concreta de quem mais perde com a logística é preciso esperar a definição do local da fase final. Se for mesmo em território chinês, acrescente mais uma longa viagem, já que todos os grupos da semana anterior acontecerão longe da Ásia.

Dois continentes

China: Ásia (China), Ásia (China), Ásia (Hong Kong), Ásia (China), Europa (Alemanha)

Rússia: Europa (Rússia), Ásia (Coreia do Sul), Europa (Sérvia), Ásia (China), Europa (Polônia)

Holanda: Europa (Rússia), Ásia (Japão), Europa (Holanda), Europa (Holanda), Europa (Alemanha)

Tailândia: Europa (Rússia), Ásia (China), Ásia (Tailândia), Ásia (Tailândia), Europa (Itália)

Bélgica: Ásia (China), Ásia (Japão), Europa (Sérvia), Europa (Polônia), Europa (Itália)

República Dominicana: Ásia (China), Europa (Turquia), Ásia (Tailândia), Europa (Holanda), Europa (Polônia)

Três continentes

Brasil: América do Sul (Brasil), Europa (Turquia), Europa (Holanda), Ásia (China), Europa (Itália)

Argentina: Europa (Rússia), Europa (Turquia), Ásia (Hong Kong), Europa (Polônia), América do Sul (Argentina)

Coreia do Sul: Ásia (China), Ásia (Coreia do Sul), Europa (Holanda), Ásia (Tailândia), América do Sul (Argentina)

Estados Unidos: América do Norte (EUA), Ásia (Japão), Ásia (Tailândia), Ásia (China), América do Sul (Argentina)

Itália: América do Norte (EUA), Ásia (Coreia do Sul), Ásia (Hong Kong), Europa (Holanda), Europa (Itália)

Polônia: América do Norte (EUA), Ásia (China), Europa (Holanda), Europa (Polônia), Europa (Polônia)

Turquia: América do Norte (EUA), Europa (Turquia), Europa (Sérvia), Ásia (Tailândia), Europa (Alemanha)

Alemanha: América do Sul (Brasil), Ásia (Coreia do Sul), Ásia (Tailândia), Europa (Polônia), Europa (Alemanha)

Japão: América do Sul (Brasil), Ásia (Japão), Ásia (Hong Kong), Ásia (Tailândia), Europa (Polônia)

Sérvia: América do Sul (Brasil), Ásia (China), Europa (Sérvia), Europa (Holanda), América do Sul (Argentina)

 



MaisRecentes

Esperava um jogo tecnicamente melhor no Mineirinho



Continue Lendo

Reflexão sobre o momento da Seleção é necessária



Continue Lendo

O novo capítulo de uma relação conturbada entre Brait e Zé Roberto



Continue Lendo