Torneios amistosos deveriam se multiplicar



Se eu tivesse poder de mudar o calendário do esporte brasileiro, diminuiria a quantidade de datas dos Campeonatos Estaduais e daria mais espaço para competições regionais e/ou liberdade para excursões e disputa de torneios internacionais.

Pensamento que serve para o futebol, mas que também se encaixa perfeitamente no vôlei. Vivemos atualmente o período dos Estaduais. Alguns deles, bem mais enfraquecidos do que em temporadas anteriores. Outros só existem por existir, pois já se sabe quem vencerá antes de a bola subir. Por isso, apoio a ideia de aumentar torneios como a Copa Volta Redonda e o Top Four, ou ver mais times como o Panasonic Panthers, do Japão, que realizou vários amistosos pelo país. Que tal fazer um torneio Rio-São Paulo, uma Copa Sul-Minas ou criar uma Copa do Brasil, disputada no Nordeste, em dois finais de semanas, coisa rápida, sem prejuízo ao calendário?

O quadrangular carioca, por exemplo, teve início ontem, com o RJX fazendo 3 a 0 no Super Imperatriz, de Floripa. Enquanto eu escrevia o post, jogavam Volta Redonda e UPCN, time argentino que perdeu na semana passada o título Sul-Americano para o Sada/Cruzeiro.

É o tipo de evento que movimenta a cidade, permite que os patrocinadores exponham sua marca e também coloca o ídolo perto da criança, talvez uma futura atleta. Falando da parte técnica, permite intercâmbio, dá ritmo de jogo para os reforços e também para os selecionáveis, que sempre se integram depois aos times.

No fim do mês, acontecerá o Top Four, entre os dias 27 e 29, em duas cidades do Rio Grande do Sul.

No dia 27, em Santo Ângelo, jogarão Bolívar x Canoas e RJX x Vivo/Minas. No dia seguinte, em Ijuí, RJX x Canoas e Vivo/Minas x Bolívar. No dia 29, também em Ijuí, a rodada final com Vivo/Minas x Canoas e RJX x Bolívar. O público poderá ver Giba, Dennis e Suxho, os reforços do time argentino, Gustavo e André Nascimento, os pilares do novo time gaúcho, os gringos Filip e Quiroga, do Minas, além dos selecionáveis Bruninho, Lucão, Mário Júnior, Theo, Thiago Alves, Lucarelli… É ou não um prato cheio para o torcedor?

Talvez vocês já conheçam, mas em Ijuí existe um projeto bem bacana, idealizado e comandado por Alex Lenz, ex-jogador com passagem por todas as Seleções Brasileira. Deixo o endereço para que terem mais detalhes: http://www.provolei.com.br/

Tenho certeza de que os garotos e garotas que participam do projeto terão um ânimo renovado depois de acompanharem tantos craques de perto.

 



MaisRecentes

Fernanda Tomé é novidade em nova lista para o Mundial



Continue Lendo

Vaivém: Mais uma estrangeira na próxima Superliga



Continue Lendo

Simon veste camisa do Civitanova. Vem novela judicial aí!



Continue Lendo