Théo tem o que comemorar na Liga Mundial



Théo, na minha visão, foi o jogador brasileiro que mais ganhou pontos com Bernardinho durante a última Liga Mundial.

No desembarque, hoje, em São Paulo, ele conversou com o repórter Luiz Paulo Montes, do LANCE!

Confira a matéria:

Disputando apenas sua segunda Liga Mundial, o oposto Théo foi o principal nome da Seleção Brasileira, que ficou com o vice-campeonato no último domingo, em Gdansk (POL), ao ser derrotada pela Rússia. O jogador, que começou a competição na reserva de Leandro Vissotto, aproveitou-se de uma lesão do companheiro, assumiu a posição e brilhou. No fim, Théo recebeu o prêmio de melhor atacante da Liga Mundial.

Na competição, ele marcou 156 pontos e teve aproveitamento de 59,55% de ataque na fase final. A boa fase, claro, deixa o jogador bastante satisfeito. Porém, ele garante que o prêmio individual ficou com um gostinho amargo devido à derrota na decisão.

– Fiquei feliz, mas o principal objetivo da nossa equipe era o título, antes de qualquer premiação para jogador. De certa forma, fiquei surpreso em ganhar esse prêmio. Não esperava, eu ficava mais no banco de reservas – afirmou o jogador, no desembarque da Seleção Brasileira nesta terça-feira, em São Paulo.

Mesmo com o bom desempenho na Liga, ele ainda tem os pés no chão. Porém, sabe que agora é um momento importante para conseguir sua afirmação de vez na equipe titular, sempre com respeito a Leandro Vissotto.

– Eu tenho de me manter, continuar como estava, fazendo o que eu estava fazendo. O prêmio passou, tenho de crescer mais ainda, treinar forte. O Leandro se machucou, mas ele foi o titular nas últimas competições. Se for para eu ser titular agora, vou buscar meu espaço, ficar na equipe e jogar bem para me manter. Se for para ser reserva, preciso treinar bem para mostrar que tenho condições – completou o jogador.

O técnico Bernardinho ressaltou as boas atuações de Théo, sobretudo na fase final. Porém, não se surpreendeu, já que, em 2010, Vissotto também se machucou (na semifinal), o oposto entrou e deu conta do recado. O comandante ainda acredita que o jogador tem muito a evoluir.

– O Théo já tinha ido muito bem no ano passado. Este ano, o Leandro se machucou e, quando voltou, não estava no melhor de suas condições. No momento, ele está um pouco à frente do Vissotto. Mas vamos ver daqui 20 dias como eles estarão – disse Bernardinho.

Os jogadores da Seleção só se reapresentarão à equipe no dia 8 de agosto, em Saquarema (RJ). Até lá, todos estão liberados para treinarem com suas equipes.



  • Elisabete

    Parabéns ao Théo. Que ele possa continuar evoluindo cada vez mais.

  • tigrao

    Parabéns pelo PREMIO de melhor ATACANTE! Com certeza tá melhor q VISSOTO!

MaisRecentes

Bento fora da Superliga. Castro já comemora vaga



Continue Lendo

Semana positiva das Seleções adultas



Continue Lendo

Coluna: O polêmico teste na regra do vôlei



Continue Lendo