Thaisa revela os motivos da boa fase na Seleção. Confira a entrevista exclusiva



Thaisa vive, neste início da temporada da Seleção Brasileira, um momento especial. Na conquista da Copa Pan-Americana, foi eleita a melhor bloqueadora e teve atuações decisivas na campanha que culminou com o título. Em quatro das sete partidas, a central foi a maior pontuadora. 18 pontos contra Cuba na semifinal e 10 pontos apenas no bloqueio contra Porto Rico.

Os números acima têm uma explicação, segundo a jogadora revelou ao blog no início da semana, em conversa por telefone.

– Estou jogando mais solta, mais tranquila. Com os treinos, estou mais veloz e menos nervosa. Também dei uma emagrecida.

A explicação de Thaisa faz todo sentido. Ela passa, desde o ano passado, por um trabalho diferenciado, capitaneado pelo preparador físico José Elias de Proença, que conta ainda com a interface de nutricionistas, médicos e fisiologistas da Seleção Brasileira.

– É trabalho para costas, joelho, quadril, abdominal… É borrachinha pra cá, exercício pra lá. É um trabalho para ter maior controle sobre o corpo, ter uma sintonia melhor em todos os movimentos.

Zé Elias confirmou ao blog que o trabalho multidisciplinar já vem dando resultado em várias atletas da Seleção, inclusive, Thaisa.

– Cada tipo físico requer uma orientação diferente. Thaisa é uma jogadora que possui muita flexibilidade e orientamos um trabalho para ela controlar o corpo no equilíbrio, fazendo um trabalho muscular, para ela aprender a ter controle maior do tronco, da parte abdominal – explicou Zé Elias, que completou. – Ela já está mais forte hoje.

O trabalho físico reflete no psicológico, como reforçou Thaisa:

– Como estou treinando bem, as coisas passam a funcionar melhor, tenho mais confiança. Estou treinando bastante o emocional também.

Com 1,96m, Thaisa carrega na Seleção o peso de ser a atleta mais alta. E ela sabe que nem só de prós se vive uma atleta com estatura privilegiada no vôlei.

– Sou mais alta do que a média, mas perco em velocidade para a Juciely e a Adenízia, por exemplo. Antes eu saía chorando: “Meu Deus, não consigo fazer um bloqueio”. Antes eu só pensava: “Tenho de bloquear, tenho de bloquear. Sou alta”. Acho que estou menos preocupada, principalmente no bloqueio. E tem ajudado.

Mesmo com um melhor desempenho no bloqueio, Thaisa tem na ponta da língua seu melhor fundamento:

– O saque.

Thaisa também falou sobre outros assuntos e revelou, entre outras coisas, que uma proposta do exterior a fez pensar em deixar o Sollys/Osasco.

JÁ É A MELHOR TEMPORADA PELA SELEÇÃO
– É cedo para falar se é meu melhor ano. Foram apenas um campeonato e um torneio amistoso.

GRAND PRIX
– É uma competição desgastante, mas essencial em 2011. Temos de nos preparar no Grand Prix para a Copa do Mundo, que classifica para a Olimpíada (vaga para os três primeiros colocados).. Vamos enfrentar todos os maiores rivais e ter uma ideia do que esperar no fim do ano.

COMO SERÁ O CLÁSSICO NA SUPERLIGA 2011/2012
– A Unilever vem mais forte do que o último ano. Já o Sollys mudou muito, mas vem confiante também. Acho que o time pode dar um bom caldo.

FUTURO NO EXTERIOR
– Penso em sair do Brasil no futuro sim. Iria sair já nesta temporada. Tive uma proposta muito boa. Mas não descarto ouvir de novo e sair mais para frente. Creio que atuar fora do Brasil me fará crescer não somente como atleta, mas com pessoa. É viver uma outra cultura, conhecer gente diferente. Acho que estou muito acostumada com a Superliga, é bom renovar de vez em quando.

SUA REFERÊNCIA AO CHEGAR À SELEÇÃO
– Fabizona (apelido de Fabiana) me ajudou muito quando cheguei à Seleção. Eu ficava muito nervosa nos primeiros treinos, por estar perto de jogadoras que eu acompanhava pela TV.

SELEÇÃO PRINCIPAL X SELEÇÃO DE NOVAS
– Foi legal a iniciativa do Zé de ter duas seleções este ano. Pudermos dividir melhor as atenções, não nos desgastar demais. Além de dar chance para várias jogadoras mais novas. Elas puderam ser vistas, se enturmar. É o futuro em jogo



  • @alcidesxavier

    Só falto ela dizer qual o time do exterior que ela recebeu a proposta e o valor !! ashuhuaha
    Muito boa a reportagem, que louco é imaginar o estudo sobre cada detalhe da atleta para seu melhor desempenho, parabéns a todos os profissionais envolvidos!

  • Marcelo Souza

    Thaisa nas adversarias.

  • Abraham J. Simpson

    Deve ter sido proposta do turco Fener,do ZR.

    • Daniel Bortoletto

      eu perguntei se era Rússia, Turquia e Itália. Ela disse que preferia não responder.

  • Afonso (RJ)

    Já faz mais ou menos um trilhão de anos que se sabe que o trainamento de atletas de ponta deve ser individualizado e cientificamente orientado mesmo em esportes coletivos.
    Felizmente isso não é nem de longe ignorado pelos excelentes profissionais de nossas equipes de vôlei. E os resultados estão aí, em quadra para qualquer um ver. Parabéns a todos pelo excelente trabalho.

    Quanto a Taísa, eu queria apenas tecer mais um comentário:
    Todos sabemos que a parte psicológica pesa no esporte de ponta. E isso é especialmente verdadeiro para o vôlei feminino. Estar bem consigo mesma, confiante e segura ajuda muito no desempenho em quadra.

    Penso em até que ponto a aquisição de belos “air bags” de silicone, assumidos publicamente com coragem e personalidade, e prontamente aceitos pela comissão técnica, contribuiram para um aumento de sua auto estima, e consequentemente para seu desempenho em quadra? Acho que é um ponto a ponderar. Eu, pelo menos dou a maior força!

  • JOSIVALDO MARTINS

    ESSA TAÍSA, JOGA MUITO ,COM MAS DUAS DELA NA SELEÇÃO SERIA IMPOSSIVEL BATER A NOSSA SELEÇÃO !!!

  • A

    Alem de ser a melhor jogadora é a mais linda tambem!!!
    : x

  • A thaisa tem uma força inpresionante nao tem medo de enfrentar o bloqueio¡

  • thaisa

    ela arrasaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

MaisRecentes

Sada/Cruzeiro sofre com o “próprio veneno” no Mundial



Continue Lendo

Copa Brasil com TV apenas na final



Continue Lendo

Os seis jogos finais do turno da Superliga masculina



Continue Lendo